InícioNotíciasCarreirasDesemprego atinge 14,8 milhões no último trimestre

Desemprego atinge 14,8 milhões no último trimestre

0
(0)

O desemprego segue afetando a vida de muitos brasileiros. Para ser mais exato, já são 14,8 milhões de pessoas que estão em busca de um emprego. Esse número, referente ao último trimestre, representa um percentual de 14,6%.

Os dados foram divulgados na última sexta, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E, de acordo com o instituto, esta já pode ser considerada a segunda maior taxa de desemprego da série, que foi iniciada em 2021.

Vale ressaltar ainda que a taxa recorde do desemprego no Brasil, de 14,7%, foi registrada justamente nos dois trimestres anteriores, que foram fechados em março e abril. Esses dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad).

Outra informação que o IBGE trouxe é que o nível de ocupação dos brasileiros ficou em 48,9%. E esse dado é importante porque ele nos mostra que o indicador está abaixo de 50% desde o trimestre que terminou em maio de 2020.

Isso indica que menos da metade da população em idade para trabalhar está ocupada no mercado de trabalho.

Veja quais outros dados a pesquisa do IBGE trouxe sobre o desemprego

E é claro que na pesquisa realizada pelo IBGE outras informações também foram descobertas e que precisam da nossa atenção. Principalmente porque isso mostra como os brasileiros estão se adaptando em meio a crise que estamos vivendo.

O primeiro dado que precisa ser ressaltado é que, somente em um ano, o número de pessoas desempregadas no Brasil aumentou em dois milhões. Em contrapartida, a quantidade de trabalhadores ocupados no mercado aumentou em 772 mil no mesmo período.

Mas também existem dados positivos. Um exemplo é que o trabalho autônomo cresceu no último trimestre, apesar de ter sido a única categoria com bom desempenho. Isso pode ser visto nos quase dois milhões de trabalhadores por conta própria em um ano.

Entretanto, o desemprego fez com que 1,3 milhão de carteiras assinadas fossem perdidas em um ano. Além disso, o número de trabalhadores sem carteira aumentou em 586 mil no período.

Outro dado alarmante é o número de empregadores que foi reduzido em 311 mil somente em um ano. O que mostra que muitas empresas fecharam por conta da pandemia que afeta o país desde março de 2020.

Homem preocupado com desemprego
O número de desempregados no Brasil segue crescendo

E é claro que a informalidade cresceu e teve uma alta na ocupação, mas o número ainda é abaixo do nível pré-pandemia.

E se tem desemprego é porque está faltando oportunidades no mercado de trabalho para 33 milhões de trabalhadores. Além disso, em um ano, aumentou em 2,6 milhões o número de trabalhadores subutilizados.

Outro número que bateu recorde é o de subocupação por insuficiência de horas.

Veja como ganhar dinheiro mesmo desempregado

O desemprego está em alta e este é um índice que não tem previsão de cair, infelizmente. Dessa forma, cabe ao braisleiro buscar outras alternativas de conseguir ganhar dinheiro

Se você perdeu o emprego há pouco tempo, essa pode ser uma forma de ganhar uma renda extra, mesmo recebendo o auxílio-desemprego. Afinal, o benefício é temporário.

Confira a seguir uma série de opções que você pode buscar para ganhar dinheiro mesmo desempregado:

Torne-se um afiliado

Atualmente, o mercado de afiliação está com muita força. O crescimento é exponencial e visível. Além disso, os ganhos costumam ser excelentes, quando, é claro, você tem um tempo dedicado para se aperfeiçoar e conhecer como funciona o mercado.

Bazar online

Que tal praticar o desapego? Se você tem roupas, calçados e outros produtos em bom estado, pode começar um bazar online e fazer disso uma renda. Aos poucos, pegue doações com conhecidos e transforme em uma super vitrine online.

Venda produtos usados

Sabe aquele produto que você comprou, usou uma vez e está parado na sua casa? Que tal tentar repassar para outra pessoa que esteja usando? Sites de anúncios e redes sociais podem te ajudar na divulgação.

Dê aulas particulares

Você é bom em alguma disciplina? Se sim, que tal compartilhar o seu conhecimento com alguém que esteja precisando de ajuda? Essa pode ser uma excelente forma de faturar enquanto não arruma um emprego.

Faça doces artesanais

Você é bom na cozinha? Que tal se arriscar a fazer profissionalmente e vendê-los? Atualmente, o mercado das “confeiteiras e confeiteiros” está super em alta. E existem muitos cursos virtuais em conta que podem te ajudar a se aperfeiçoar.

Responsa pesquisar online

Já pensou ganhar dinheiro sem sair de casa e apenas com um celular? Recentemente, uma novidade tem tomado conta: responder pesquisas! Você pode ganhar um “dinheirinho” extra respondendo pesquisas. Saiba como e veja opções!

Gostou dessas dicas? Que tal ajudar alguém que esteja precisando delas? Então compartilhe!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui