InícioNotíciasEmpreendedorismoComo fazer gestão financeira para MEI? Veja dicas!

Como fazer gestão financeira para MEI? Veja dicas!

0
(0)

O número de microempreendedores individuais (MEIs) no Brasil atingiu a marca de 11,3 milhões no ano em 2020. Mas será que esses profissionais sabem como é a gestão financeira para MEI?

De acordo com dados do Portal do Empreendedor, foram quase 2 milhões de novos registros em 2020. O maior número desde 2009, quando entrou em vigor a lei regularizando a categoria.

O Sebrae aponta que um terço das formalizações é de pessoas que começaram a empreender por necessidade. Ou seja, levaram ao pé da letra a ideia de que crise gera oportunidade.

“Com a dificuldade de recolocação no mercado, uma parte das pessoas passa a empreender por necessidade e o MEI é a porta de entrada para esse pessoal. Ou seja, se não há emprego, o pessoal cria o próprio emprego”, afirma o diretor-superintendente da entidade, Wilson Poit.

Apesar de garantir alguma fonte de renda em meio à crise, os microempreendedores individuais ainda enfrentam obstáculos em termos de faturamento.

Segundo pesquisa divulgada pela Neon, responsável pela plataforma MEI Fácil, 53% destes empreendedores viviam com até R$1 mil reais por mês ao fim de 2020.

Importância da gestão financeira para MEI

Dados do Sebrae apontam que cinco em cada dez microempreendedores individuais acabam encerrando suas atividades logo nos primeiros anos. Uma das principais causas é a ausência de um planejamento financeiro.

Ou seja, a gestão financeira para MEI é algo essencial para o sucesso desse tipo de profissional.

Tendo isso em vista esse cenário, o FinanceOne algumas dicas de como se planejar financeiramente para conseguir se desenvolver e crescer no mercado em que atua. Confira!

1 – Avalie a sua atual situação financeira

Para se planejar financeiramente, a primeira coisa que um Microempreendedor Individual precisa fazer é avaliar como está a sua atual situação financeira.

Procure fazer um diagnóstico das suas finanças, buscando avaliar e compreender quanto de dinheiro tem disponível em caixa, quais são as dívidas em aberto e os prazos das contas a pagar e a receber.

2 – Faça um fluxo de caixa

O Fluxo de caixa é simplesmente uma maneira de acompanhar, todos os dias, a entrada e saída de dinheiro da empresa e, logicamente, o saldo (quanto sobra) de cada dia.

Ficando de olho no fluxo de caixa do seu negócio, fica fácil fazer a previsão futura das despesas e receitas da empresa, e também facilita o planejamento do uso desse dinheiro para investir na empresa.

3 – Adote um sistema informatizado

Utilize ferramentas mais efetivas no controle dos processos empresariais. Sistemas de gestão eficientes ampliam os recursos.

Com eles, é possível ter dados importantes bem claros, como o faturamento do seu negócio, relatórios, despesas envolvidas na produção/entrega dos produtos e/ou serviços e os lucros obtidos, além de muitas outras funcionalidades que variam em cada software de gestão.

gestão financeira para MEI
Misturar as finanças pessoais com as da empresa é um dos erros mais comuns da gestão financeira para MEI

4 – Não misture finanças pessoais com as da empresa

É muito natural que o empreendedor cometa um erro: misturar finanças pessoais e finanças da empresa. Isso acontece principalmente no começo da empresa, quando o negócio ainda não gerou receita suficiente para se manter

Para evitar que isso aconteça, um bom planejamento financeiro é essencial.

Um bom primeiro passo para começar a segregar as contas pessoais e da empresa é ter uma conta corrente PJ.

Apesar de não ter uma legislação que determine isso, é muito recomendado. Justamente para que você possa segregar a pessoa física e a pessoa jurídica, que é a empresa.

5 – Estabeleça os objetivos financeiros do seu negócio

O planejamento de finanças do MEI deve conter os objetivos financeiros que se pretende alcançar.

É necessário considerar sua atual situação e também a realidade do mercado em que o modelo e negócio está inserido.

6 – Monitore seu desempenho financeiro

Finalizando as nossas dicas de planejamento financeiro para MEI, é importante que você defina os indicadores que serão utilizados para monitorar o desempenho das estratégias relacionadas às finanças do negócio.

Essas métricas servirão para orientar suas tomadas de decisão e para mostrar oportunidades de melhoria.

Agora que você já sabe como fazer um gestão financeira, veja como o MEI comprova renda!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui