Como o MEI comprova renda? Veja 4 maneiras! | FinanceOne

Como o MEI comprova renda? Veja 4 maneiras!

Escrito por: Redação em 11 de maio de 2020

Você quer saber como o MEI comprova renda? Se a sua resposta foi sim, então está no lugar certo.

Após se formalizar como microempreendedor individual é normal que algumas questões surjam, tais como: solicitar um empréstimo, precisar alugar um imóvel ou até mesmo abrir uma conta bancária.

Mas como fazer um comprovante de renda MEI? Vamos explicar como tirar uma comprovação de renda sendo um microempreendedor. Continue a leitura para saber mais!

MEI comprova sua renda
Saiba como o MEI pode tirar seu comprovante de renda

+Confira as vantagens de abrir MEI para motoristas de aplicativos
+MEI pode ter carteira assinada?

4 maneiras para o MEI comprovar renda

Além de ter o CNPJ, o microempreendedor individual também garante outros benefícios.

Algumas dessas vantagens são: ampliar as formas de pagamento e recebimento, maior chance de conseguir um empréstimo, emissão de notas fiscais, contribuição para o INSS de forma simples, entre outras vantagens.

No entanto, para conseguir um empréstimo, por exemplo, é necessário a comprovação de renda. A seguir, vamos listar quatro formas para demonstrar os rendimentos.

1 – Extrato bancário

O MEI comprova sua renda através do extrato da conta bancária.

Em muitos casos, o microempreendedor precisa de um extrato completo com a movimentação bancária dos últimos três meses. Eles podem ser de contas corrente, salário e até conta poupança.

Extratos de movimentações de investimentos também podem ser anexados. No entanto, a assinatura do seu gerente oferece maior validade que um extrato bancário obtido diretamente de um caixa eletrônico ou da internet.

2 – Decore

A sigla Decore significa Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos.

Esse documento só pode ser elaborado e emitido por contadores. Ele sempre se baseia em outros documentos que comprovem oficialmente a renda.

Por exemplo, alguns desses documentos para MEIs podem ser:

– Livro-caixa da empresa;
– Notas fiscais emitidas;
– Declaração Anual do MEI;
– Recibo de Pagamento de Autônomo (RPA);
– Guias de pagamento de contribuição previdenciária individual.

O microempreendedor comprova sua renda com o documento. No entanto, vale ressaltar que ele deve ser feito por um contador devidamente registrado e cadastrado no Conselho Regional de Contabilidade.

3 – Declaração do Imponto de Renda

O imposto de renda é um documento oficial do empreendedor para comprovar os rendimentos e demais aspectos da sua vida financeira junto à Receita Federal. Portanto, sempre é aceito para comprovação de renda.

Porém, existe o fato de que a declaração apenas serve para comprovação de dados dos meses do último ano finalizado. Por isso, não é raro que empresas solicitem documentos adicionais, de períodos mais recentes para a comprovação.

Por exemplo, se o empreendedor busca um crédito durante o mês de novembro, o imposto de renda não comprova seus rendimentos dos últimos 10 meses.

Afinal, eles podem ter mudado bastante para mais ou menos. Então é possível que informações dos últimos três meses sejam comprovadas separadamente.

4 – Contratos de prestação de serviços

Sendo prestador de serviço, o MEI pode usar seus contratos na comprovação de rendimentos. No entanto, desde que a instituição aceite-os para a finalidade.

Muitas vezes, os contratos são aceitos junto a outros documentos. Assim, servirão na análise para um cruzamento de dados e melhor observação da movimentação demonstrada pelo empreendedor.

Importância do nome limpo para comprovar rendimentos

Um fator importante para ajudar em como o MEI comprova renda é não ter o nome constando em cadastros de proteção ao crédito, como é o caso do Serasa e do SPC.

Afinal de contas, dificilmente alguém concederia um empréstimo em valor alto ou alugaria um imóvel para alguém que possui restrições ao crédito.

Mas esse não é o único benefício. Ter o nome limpo na praça traz também outras vantagens.

Algumas delas são: regalias na hora de alugar um imóvel, cadastro positivo em dia, facilidade para emitir cheques, fazer financiamentos etc.

Ou seja, ter o nome limpo é fundamental para quem precisa, além da comprovação de renda, de crédito.

Portanto, busque sempre garantir que o seu nome não esteja sujo. Para isso, planeje bem os seus gastos, tenha um controle financeiro e evite acumular dívidas.

Gostou do nosso conteúdo? Acha que ele pode ser útil para alguém? Então, compartilhe este texto em suas redes sociais e ajude outras pessoas!

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

cálculo de rescisão trabalhista
Máquinas de cartão de crédito
Freelancer: como conseguir mais clientes?
mei
marketing de afiliado