Início Notícias Investimentos 7 acontecimentos que marcaram o mercado financeiro em 2020

7 acontecimentos que marcaram o mercado financeiro em 2020

0
(0)

O mercado financeiro em 2020 sofreu as consequências do coronavírus. No Brasil, o ano foi marcado por frustrações e incertezas independente da pandemia.

O ano também foi marcado por um Produto Interno Bruto (PIB) fraco, tanto por motivos internos, quanto externos. Principalmente, pelo desgaste da reforma da Previdência e a desaceleração da economia global respectivamente.

Aliado a isso, as eleições dos Estados Unidos e municipais também devem ser citadas na retrospectiva 2020.

Muitos, certamente, gostariam de esquecer muito do que aconteceu neste ano: coronavírus, perdas, economia em recessão. No entanto, alguns problemas seguem conosco em 2021 e muitos efeitos do que se passou ainda serão sentidos por algum tempo.

Além disso, existem também algumas mudanças que vieram para ficar. Ou seja, olhar para a retrospectiva 2020 é muito importante, pois ela também nos traz bastante aprendizado.

Retrospectiva: fatos que marcaram o mercado financeiro em 2020

1 – Covid-19

Não se pode negar que a pandemia de Covid-19 foi, sem dúvida, foi o fato mais marcante da vida de todos e, claro, do mercado financeiro em 2020.

Vale destacar que só no mês de março, o circuit breaker – mecanismo de “paralisação” da B3 sempre que o principal índice da Bolsa o Ibovespa cai 10% ou mais – foi acionado seis vezes.

O número foi mesmo visto em 2008, com a eclosão da crise do subprime, nos Estados Unidos.

2 – Home Office

Consequência da Covid-19, várias cidades brasileiras aderiram ao isolamento social — método mais eficiente de prevenção à doença, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em função disso, muitas empresas tiveram que adotar o home office sem muito planejamento e uma boa parte da indústria e do comércio permaneceu fechada por algum tempo.

Isso significou uma paralisação com graves consequências para vários setores e grandes mudanças no comportamento de consumo.

3 – Alta do dólar

O mercado financeiro em 2020 sofreu também com a volatilidade do dólar. A moeda norte-americana começou a disparar a níveis históricos.

4 – PIB em baixa

mercado financeiro em 2020
O mercado financeiro em 2020 foi impactado diretamente pela Covid-19

Com o comércio e serviços parados, o crescimento do país deixou a desejar em 2020. O que fez com que economistas prevejam uma retração do Produto Interno Bruto (PIB) em cerca de 4,5% neste ano.

5 – Eleições nos EUA

Por se tratar dos Estados Unidos, qualquer decisão trará impactos nos outros países, e com isso o mercado mundial sofre com as incertezas dos possíveis resultados.

Aqui no Brasil, a vitória de Joe Biden fez com que o Governo Federal saísse prejudicado devido uma diferença significativa na ideologia entre os dois candidatos.

6 – Auxílio emergencial

Para quem não era trabalhador assalariado, como os autônomos ou mesmo os desempregados, houve ajuda do governo (três parcelas de R$ 600, depois prolongadas com o valor de R$ 300).

Por mais que o valor seja baixo, o auxílio ajudou muitas pessoas a comprarem itens básicos de mercado nos períodos de maior aperto.

7 – Selic em 2%

No início do mês de agosto, o Comitê de Política Monetária (Copom), decidiu reduzir a taxa Selic de 2,25% para 2%, se tornando a menor da história.

A medida se trata de uma estratégia do Banco Central (BC) para controlar a inflação e aproximá-la da meta anual.

Entretanto, essa mudança afeta três grandes pilares do setor financeiro, a inflação, o rendimento de investimentos e as taxas de empréstimos.

Com a chegada do final do ano, o que esperar do mercado financeiro em 2021? Confira no conteúdo exclusivo do FinanceOne!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Rafael Massadar
Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui