Início Notícias Finanças Pessoais Governo divulga novo calendário do auxílio emergencial

Governo divulga novo calendário do auxílio emergencial

3.3
(3)

O Ministério da Cidadania divulgou nesta sexta-feira, 17, o calendário do auxílio emergencial com os novos pagamentos do benefício.

Em junho, o governo havia proposto a divisão das duas últimas parcelas do benefício. No entanto, não será mais feita essa divisão. Portanto, a quarta e a quinta parcela também serão de R$600.

Os novos pagamentos divulgados são para os beneficiários que se inscreveram através do site ou do aplicativo, além daqueles que fazem parte do Cadastro Único (CadÚnico), mas não são beneficiários do Bolsa Família.

O novo calendário do auxílio emergencial divulgado pelo governo considera os pagamentos até a quinta parcela dos inscritos no programa até 2 de julho, data final para inscrição, cujos foram considerados elegíveis pela DataPrev e Caixa Econômica Federal.

A seguir, veja como ficou o calendário de pagamentos do auxílio emergencial.

Uma mão de pessoa branca segurando diversas notas de cinquenta reais, vinte reais, dez reais e cinco reais para ilustrar o texto sobre calendário do auxílio emergencial
Governo libera calendário do auxílio emergencial com novos pagamentos. Veja quando o dinheiro será depositado

Veja o calendário do auxílio emergencial

Lote 1

O lote contempla beneficiários que receberam a primeira parcela do auxílio até 30 abril de 2020.

Parcela 4 – Crédito na conta poupança digital da Caixa Econômica de acordo com o mês de aniversário.

Janeiro –> 22/07
Fevereiro –> 24/07
Março –> 29/07
Abril –> 31/07
Maio –> 5/08
Junho –> 7/08
Julho –> 12/08
Agosto –> 14/08
Setembro –> 17/08
Outubro –> 19/08
Novembro –> 21/08
Dezembro –>26/08

Já a quinta parcela para o grupo do lote 1 será depositada na poupança digital a partir do dia 28 de agosto até o dia 30 de setembro, de acordo com o mês do beneficiário.

Os saques e transferências poderão ser feitos a partir do dia 19 de setembro e seguem até 27 de outubro.

Lote 2

O lote contempla beneficiários que receberam a primeira parcela do auxílio em maio de 2020.

Parcela 3 – O crédito será depositado na conta poupança digital aberta pela Caixa Econômica de acordo com o mês de aniversário do beneficiário.

Janeiro –> 22/07
Fevereiro –> 24/07
Março –> 29/07
Abril –> 31/07
Maio –> 5/08
Junho –> 7/08
Julho –> 12/08
Agosto –> 14/08
Setembro –> 17/08
Outubro –> 19/08
Novembro –> 21/08
Dezembro –>26/08

A quarta parcela para o grupo do lote 2 será depositada em poupança digital a partir do dia 28 de agosto e seguirá até 30 de setembro, conforme o mês de aniversário.

Já o depósito referente a quinta parcela desse mesmo grupo será colocado na poupança a partir do dia 9 de outubro. O calendário da quinta parcela também obedecerá ao mês de aniversário, sendo:

Jan/Fev –> 9/10
Mar/Abr –> 16/10
Mai/Jun –> 23/10
Jul/Ago –> 30/10
Set/Out –> 6/11
Nov/Dez –> 13/11

+ Como saber se seu CPF foi usado no auxílio emergencial?

Lotes 3 e 4

Os lotes contemplam os aprovados que receberam a primeira parcela do auxílio nos dias 16 e 17 de junho (lote 3) e de 27 de junho a 4 de julho de 2020 (lote 4).

Os beneficiários desses lotes só receberam, até agora, a primeira parcela do auxílio emergencial. Portanto, faltam as parcelas 2, 3, 4 e 5.

A parcela 2 do auxílio para essas pessoas, por exemplo, seguirá o seguinte calendário, de acordo com o mês de aniversário do beneficiário:

Janeiro –> 22/07
Fevereiro –> 24/07
Março –> 29/07
Abril –> 31/07
Maio –> 5/08
Junho –> 7/08
Julho –> 12/08
Agosto –> 14/08
Setembro –> 17/08
Outubro –> 19/08
Novembro –> 21/08
Dezembro –>26/08

Já a parcela 3 será paga em poupança digital a partir do dia 28 de agosto e seguirá até 30 de setembro. Os saques ou transferências, no entanto, só serão liberados a partir do dia 19 de setembro.

A parcela 4 para esse grupo começará a ser depositada em conta digital a partir 9 de outubro até 13 de novembro. Mas os saques só serão liberados no dia 29 de outubro.

Por fim, o dinheiro referente a quinta parcela desse lote (3 e 4) será depositado conforme o seguinte calendário:

Jan/Fev –> 16/11
Mar/Abr –> 18/11
Mai/Jun –> 20/11
Jul/Ago –> 23/11
Set/Out –> 27/11
Nov/Dez –> 30/11

Lote 5

O lote 5 representa as pessoas que se cadastraram por meio do site ou aplicativo entre os dias 17 de junho e 2 de julho.

Essas pessoas, no entanto, receberão ainda a primeira parcela do auxílio emergencial. Sendo assim, o dinheiro para essas pessoas será depositado da seguinte maneira:

Parcela 1 – Depósito em conta digital criada pela Caixa a partir do dia 22 de julho e seguindo até 26 de agosto, conforme o calendário dos demais lotes que também começam a partir de julho e a data de aniversário do beneficiário.

Vale lembrar, porém, que os saques e transferências só poderão ser realizados a partir do dia 25 de julho.

+ 5 formas úteis de usar o auxílio emergencial

Parcela 2 – O dinheiro começará a ser depositado a partir do dia 28 de agosto e seguirá até 30 de setembro, conforme mês de aniversário.

Mas os saques, no entanto, só serão permitidos a partir do dia 19 de setembro.

Parcela 3 – Já essa parcela começará a ser paga para os aprovados a partir do dia 9 de outubro, conforme o calendário:

Jan/Fev –> 9/10
Mar/Abr –> 16/10
Mai/Jun –> 23/10
Jul/Ago –> 30/10
Set/Out –> 6/11
Nov/Dez –> 13/11

Já as parcelas 4 e 5 para esse lote serão pagas a partir de 16 de novembro. Os pagamentos seguirão até 30 de novembro. Mas os saques só ocorrerão a partir de 16 de novembro.

Calendário segue normal para os beneficiários do Bolsa Família

Para os aprovados que são inscritos no Bolsa Família, os pagamentos do auxílio emergencial seguem o calendário original do programa social.

Ou seja, o pagamento será feito sempre nos últimos dez dias úteis de cada mês, conforme o dígito final do beneficiário.

No caso dos inscritos a partir do Bolsa Família, os aprovados receberão mais duas parcelas no valor de R$600. Dessa maneira, a quarta parcela será depositada entre os dias 20 e 31 de julho.

Já a quinta parcela será paga entre os dias 18 e 31 de agosto, por exemplo.

O auxílio emergencial foi divulgado em abril pelo governo federal para minimizar os impactos financeiros causados pela pandemia do coronavírus.

O benefício é destinado para os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 3.3 / 5. Número de votos: 3

Seja o primeiro a avaliar este post.

Camila Miranda
Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

10 profissões com maior ganho salarial na pandemia

Durante abril e junho de 2020, a renda do trabalhador brasileiro caiu, em média, 20,1%. Esse período foi caracterizado pelo auge da...

SRC do Banco Central: o que é e como funciona?

Você já escutou falar no Sistema de Informação de Crédito do Banco Central (SRC)? Sabe o que é e como funciona?

Especialista explica como estimular uma criança a poupar

Quando se fala sobre educação financeira infantil, muitos adultos não sabem por onde começar a tratar esse assunto com as crianças. Mas,...

Conheça o íon, novo aplicativo de investimentos do Itaú

O Itaú Unibanco anunciou de lançamento o íon, seu aplicativo de investimentos. O objetivo é reforçar a atuação da instituição no mercado...

Nubank lança cartão de débito para pessoas jurídicas

Chegou uma novidade voltada ao setor de pequenas e médias empresas brasileiras (PME). O Nubank lança cartão de débito para pessoas jurídicas...

5 aplicativos para usar antes e durante viagens

O planejamento de uma viagem é importante para que você saiba quais documentos são necessários levar e até mesmo os passeios que...