Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisIndependência financeira ou Morte! Confira o guia definitivo

    Independência financeira ou Morte! Confira o guia definitivo

    4
    (1)

    Está difícil alcançar a sua independência financeira? Quais têm sido os seus erros? Confira no guia definitivo 10 passos para, finalmente, poder ter liberdade nas finanças.

    Publicidade

    O que é independência financeira para você?

    Primeiramente, é necessário entender o que é, de fato, independência financeira. Ao contrário do que se pensa, ser independente financeiramente não é possuir um emprego estável ou não precisar depender de pai, mãe ou qualquer outra pessoa para pagar contas e resolver pendências.

    Uma pessoa independente na questão das finanças arca com suas despesas do mês e consegue viver em equilíbrio sem precisar entrar em desespero caso fique sem emprego. Se você perder o emprego hoje, como vai ser? Ser independente é ter reservas de dinheiro o suficiente para que fique em uma situação confortável em relação a imprevistos no dia a dia.

    Por isso, a independência financeira está inteiramente ligada ao crescimento dos bens de uma pessoa (seja por meio de aluguel de imóveis, rendimento de ações, bolsa de valores e outros) e o padrão de vida que ela deseja ter durante a vida.

    Uma pessoa independente, por exemplo, consegue arcar com a chegada de um filho, plano de saúde, carro (caso deseje) e outros itens básicos necessários para se viver bem atualmente.

    Ser independente financeiramente, portanto, é ter condições de bancar todos os compromissos do mês apenas com o resultado dos investimentos e ainda sobrar uma graninha para evitar aborrecimentos. Isso não significa parar de trabalhar, mas, sim, ter liberdade para trabalhar com o que se gosta sem ter medo do futuro.

    Publicidade

    + 10 dicas para quem não consegue poupar

    Ninguém disse que alcançar este patamar de vida é fácil, mas também não é impossível. É preciso adquirir o hábito de se organizar e poupar, além de investir para que o dinheiro seja valorizado. Se ter liberdade financeira é seu objetivo, este guia é para você. Arregace as mangas e vamos juntos.

    Como conseguir independência financeira: guia definitivo

    Passo 1: organize as finanças

    Antes de mais nada, o planejamento e organização são dois hábitos essenciais na vida de quem deseja ser independente financeiramente.

    O primeiro passo para uma boa organização é gastar menos do que se recebe, deixar de lado alguns cartões de crédito e tomar para si o controle das despesas.

    Sendo assim, a dica, neste caso, é manter uma planilha ou aplicativo em que estarão listados todos os gastos do mês.

    Publicidade
    imagem contém calculadora, papel e caneta
    Saiba agora mesmo como conquistar a sua independência financeira

    Passo 2: entenda suas finanças

    Com o que exatamente você tem gasto seu dinheiro? Listar e entender principalmente para onde está indo o dinheiro deve ser uma prioridade.

    Veja quanto vai para cada despesa e analise se estes gastos podem ser diminuídos ou dispensados. Ou seja, é questão de equilíbrio.

    Passo 3: crie metas

    Após entender sua maneira de consumir, crie metas realistas. Observe seu orçamento e escolha separar determinada quantia para algum objetivo futuro.

    É interessante pensar em metas a longo e a curto prazo. Estipule o que é possível ser alcançado para que não fique sem motivação por não conseguir cumprir o planejado.

    Passo 4: faça um bom planejamento financeiro

    Montar um planejamento que dará certo não é um bicho de sete cabeças, mas é preciso controle e comprometimento.

    Publicidade

    A princípio, comece definindo as metas, acompanhe todas as receitas e despesas, compare preços antes de adquirir algo por impulso e poupe com o que for possível.

    Passo 5: corte gastos desnecessários

    O objetivo é gastar menos do que se ganha e, por isso, coisas supérfluas deverão ser retiradas do hábito de compras.

    Por mais que seja difícil, avaliar a necessidade de continuar com certos tipos de despesas pode trazer grandes economias no orçamento mensal.

    Passo 6: aprenda sobre investimentos

    Caso não entenda absolutamente nada sobre investimentos, chegou a hora de aprender. Nesse sentido, entenda em qual perfil de investidor você mais se encaixa e procure opções disponíveis que combinem com os objetivos a longo e curto prazo.

    + 7 cursos de investimentos para iniciantes

    O Banco Central, por exemplo, tem uma lista de cursos online sobre finanças e investimentos.

    Passo 7: invista

    Que quantia você já tem disponível para investir? Quais são as opções de investimento? Alinhe as pontas soltas e mãos à obra.

    O ideal é começar com alocação de ativos, que reduz o risco e traz retorno. Aos poucos, vá se arriscando e mantenha a carteira de investimentos sempre diversificada.

    Passo 8: reinvista

    Caso já comece a ter lucro com os investimentos iniciais, reinvista. Sim, desta forma, os juros compostos serão aplicados e o investimento inicial será otimizado.

    O foco deve ser sempre maximizar os rendimentos e gerar fluxo de renda. Monte uma estratégia de investimento alinhada com o cenário econômico.

    Passo 9: trabalhe com o que ama

    Trabalhar com o que gosta é uma das maravilhas do mundo moderno, mas não se desespere se ainda precisa se sujeitar a uma profissão ou emprego que não goste para alcançar coisas melhores e conseguir, finalmente, sua independência financeira.

    Enquanto faz isso, não esqueça de manter as metas e ter um projeto extra que traga algum tipo de satisfação.

    Passo 10: foque na qualidade de vida

    Não adianta ter dinheiro e não conseguir viver bem. Por isso, separe um tempo de lazer, invista em momentos de qualidade com quem ama e busque a felicidade.

    Dicas rápidas para economizar dinheiro e conquistar a independência financeira

    Pode parecer bobo, mas todo trocadinho no bolso pode fazer diferença nas contas do mês. Por isso, aprenda que é possível, sim, economizar e ainda ser feliz.

    Fique de olho nas dicas:

    • Prefira o pagamento à vista;
    • Não compre quando estiver triste;
    • Veja os benefícios do cartão de crédito (pontos e outros);
    • Doe o que não precisa;
    • Compre medicamentos genéricos;
    • Conserte ao invés de jogar fora;
    • Não entre em sites com descontos;
    • Utilize cupons;
    • Vá ao supermercado com uma lista;
    • Aproveite passeios gratuitos;
    • Diga “não”;
    • Prefira levar marmita a comer fora;
    • Faça seus próprios objetos de decoração;
    • Não deixe render juros no cartão ou cheque especial;
    • Poupe energia apagando as luzes;
    • Não compre docinhos após o almoço.

    O que você achou deste texto? Bom? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a entenderem sobre independência financeira.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    2 COMENTÁRIOS

    1. Muito obrigado.

      Gostei do conteudo.

      Caso não entenda absolutamente nada sobre investimentos, chegou a hora de aprender. Entenda em qual perfil de investidor você mais se encaixa e procure opções disponíveis que combinam com os objetivos a longo e curto prazo.

      Independência financeira ou Morte!

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisIndependência financeira ou Morte! Confira o guia definitivo

    Independência financeira ou Morte! Confira o guia definitivo

    4
    (1)

    Está difícil alcançar a sua independência financeira? Quais têm sido os seus erros? Confira no guia definitivo 10 passos para, finalmente, poder ter liberdade nas finanças.

    Publicidade

    O que é independência financeira para você?

    Primeiramente, é necessário entender o que é, de fato, independência financeira. Ao contrário do que se pensa, ser independente financeiramente não é possuir um emprego estável ou não precisar depender de pai, mãe ou qualquer outra pessoa para pagar contas e resolver pendências.

    Uma pessoa independente na questão das finanças arca com suas despesas do mês e consegue viver em equilíbrio sem precisar entrar em desespero caso fique sem emprego. Se você perder o emprego hoje, como vai ser? Ser independente é ter reservas de dinheiro o suficiente para que fique em uma situação confortável em relação a imprevistos no dia a dia.

    Por isso, a independência financeira está inteiramente ligada ao crescimento dos bens de uma pessoa (seja por meio de aluguel de imóveis, rendimento de ações, bolsa de valores e outros) e o padrão de vida que ela deseja ter durante a vida.

    Uma pessoa independente, por exemplo, consegue arcar com a chegada de um filho, plano de saúde, carro (caso deseje) e outros itens básicos necessários para se viver bem atualmente.

    Ser independente financeiramente, portanto, é ter condições de bancar todos os compromissos do mês apenas com o resultado dos investimentos e ainda sobrar uma graninha para evitar aborrecimentos. Isso não significa parar de trabalhar, mas, sim, ter liberdade para trabalhar com o que se gosta sem ter medo do futuro.

    Publicidade

    + 10 dicas para quem não consegue poupar

    Ninguém disse que alcançar este patamar de vida é fácil, mas também não é impossível. É preciso adquirir o hábito de se organizar e poupar, além de investir para que o dinheiro seja valorizado. Se ter liberdade financeira é seu objetivo, este guia é para você. Arregace as mangas e vamos juntos.

    Como conseguir independência financeira: guia definitivo

    Passo 1: organize as finanças

    Antes de mais nada, o planejamento e organização são dois hábitos essenciais na vida de quem deseja ser independente financeiramente.

    O primeiro passo para uma boa organização é gastar menos do que se recebe, deixar de lado alguns cartões de crédito e tomar para si o controle das despesas.

    Sendo assim, a dica, neste caso, é manter uma planilha ou aplicativo em que estarão listados todos os gastos do mês.

    Publicidade
    imagem contém calculadora, papel e caneta
    Saiba agora mesmo como conquistar a sua independência financeira

    Passo 2: entenda suas finanças

    Com o que exatamente você tem gasto seu dinheiro? Listar e entender principalmente para onde está indo o dinheiro deve ser uma prioridade.

    Veja quanto vai para cada despesa e analise se estes gastos podem ser diminuídos ou dispensados. Ou seja, é questão de equilíbrio.

    Passo 3: crie metas

    Após entender sua maneira de consumir, crie metas realistas. Observe seu orçamento e escolha separar determinada quantia para algum objetivo futuro.

    É interessante pensar em metas a longo e a curto prazo. Estipule o que é possível ser alcançado para que não fique sem motivação por não conseguir cumprir o planejado.

    Passo 4: faça um bom planejamento financeiro

    Montar um planejamento que dará certo não é um bicho de sete cabeças, mas é preciso controle e comprometimento.

    Publicidade

    A princípio, comece definindo as metas, acompanhe todas as receitas e despesas, compare preços antes de adquirir algo por impulso e poupe com o que for possível.

    Passo 5: corte gastos desnecessários

    O objetivo é gastar menos do que se ganha e, por isso, coisas supérfluas deverão ser retiradas do hábito de compras.

    Por mais que seja difícil, avaliar a necessidade de continuar com certos tipos de despesas pode trazer grandes economias no orçamento mensal.

    Passo 6: aprenda sobre investimentos

    Caso não entenda absolutamente nada sobre investimentos, chegou a hora de aprender. Nesse sentido, entenda em qual perfil de investidor você mais se encaixa e procure opções disponíveis que combinem com os objetivos a longo e curto prazo.

    + 7 cursos de investimentos para iniciantes

    O Banco Central, por exemplo, tem uma lista de cursos online sobre finanças e investimentos.

    Passo 7: invista

    Que quantia você já tem disponível para investir? Quais são as opções de investimento? Alinhe as pontas soltas e mãos à obra.

    O ideal é começar com alocação de ativos, que reduz o risco e traz retorno. Aos poucos, vá se arriscando e mantenha a carteira de investimentos sempre diversificada.

    Passo 8: reinvista

    Caso já comece a ter lucro com os investimentos iniciais, reinvista. Sim, desta forma, os juros compostos serão aplicados e o investimento inicial será otimizado.

    O foco deve ser sempre maximizar os rendimentos e gerar fluxo de renda. Monte uma estratégia de investimento alinhada com o cenário econômico.

    Passo 9: trabalhe com o que ama

    Trabalhar com o que gosta é uma das maravilhas do mundo moderno, mas não se desespere se ainda precisa se sujeitar a uma profissão ou emprego que não goste para alcançar coisas melhores e conseguir, finalmente, sua independência financeira.

    Enquanto faz isso, não esqueça de manter as metas e ter um projeto extra que traga algum tipo de satisfação.

    Passo 10: foque na qualidade de vida

    Não adianta ter dinheiro e não conseguir viver bem. Por isso, separe um tempo de lazer, invista em momentos de qualidade com quem ama e busque a felicidade.

    Dicas rápidas para economizar dinheiro e conquistar a independência financeira

    Pode parecer bobo, mas todo trocadinho no bolso pode fazer diferença nas contas do mês. Por isso, aprenda que é possível, sim, economizar e ainda ser feliz.

    Fique de olho nas dicas:

    • Prefira o pagamento à vista;
    • Não compre quando estiver triste;
    • Veja os benefícios do cartão de crédito (pontos e outros);
    • Doe o que não precisa;
    • Compre medicamentos genéricos;
    • Conserte ao invés de jogar fora;
    • Não entre em sites com descontos;
    • Utilize cupons;
    • Vá ao supermercado com uma lista;
    • Aproveite passeios gratuitos;
    • Diga “não”;
    • Prefira levar marmita a comer fora;
    • Faça seus próprios objetos de decoração;
    • Não deixe render juros no cartão ou cheque especial;
    • Poupe energia apagando as luzes;
    • Não compre docinhos após o almoço.

    O que você achou deste texto? Bom? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a entenderem sobre independência financeira.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?