Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Já pensou em trabalhar em um cruzeiro?

Escrito por: Rafael Massadar em 31 de outubro de 2019

Chegou a hora de realizar o sonho de trabalhar em um cruzeiro. A temporada brasileira 2019/2020 começa no dia 15 de novembro com o desembarque do MSC Fantasia, em Salvador, Bahia.

Ao todo, serão oito embarcações:

– MSC – Seaview, Sinfonia, Fantasia, Música e Poesia;
– Costa – Pacifica e Fascinosa;
– Pullmantur – Soberano (fretado pela CVC Corp).

Eles trazem 530.121 leitos, divididos em 144 roteiros e 575 escalas.

Como viajar com cruzeiros baratos?
Temporada brasileira de cruzeiros oferece oportunidades de trabalho

No total, serão 928 dias de temporada, de acordo com a Associação Internacional de Cruzeiros (Clia).

Portanto, trata-se de um acréscimo de 10% em comparação com a última estação (841 dias no país).

Impacto na economia pode ser de R$ 2,2 bilhões

A estação 2019/2020 vai marcar o terceiro período consecutivo de crescimento da indústria de cruzeiros no Brasil. Setor que ainda se recupera da forte queda registrada entre 2012 e 2017.

O país chegou a receber 805 mil viajantes nos anos de 2010 e 2011, o auge dos navios turísticos por aqui. Em 2016 e 2017, foram 358 mil.

A expectativa para esta temporada é chegar a pelo menos 490 mil, segundo Marco Ferraz, presidente da Clia Brasil. Portanto, o que representaria uma alta de 6% em relação ao número de viajantes embarcados no último ano.

Dicas para trabalhar em um cruzeiro

Você sonha em trabalhar e ter a oportunidade de conhecer diversos destinos do Brasil do Mundo? Ao trabalhar em um cruzeiro, você consegue unir tudo isso!

No Brasil, há uma lei chamada Lei da Cabotagem, que abre essa oportunidade.

Ela determina que qualquer navio que navegue em águas brasileiras por um período acima de 29 dias, tenha 25% do total de sua tripulação de brasileiros.

Isso significa que em um navio com 1.200 tripulantes, 300 devem ser obrigatoriamente brasileiros caso o navio permaneça no Brasil por 30 dias ou mais.

É justamente essa lei que abre as portas para muitos que querem embarcar. E estão preparados para enfrentar os novos desafios que vêm pela frente.

O que você precisa para conseguir uma vaga?

1 – Inglês fluente

Mesmo que você só pense em fazer temporada brasileira, não há nenhuma companhia de cruzeiro no mundo que contrate sem saber falar inglês. E no mínimo intermediário-avançado.

É necessário compreender o que está sendo dito e conseguir responder. O nível de fluência, por isso, vai ser um fator decisivo caso você queira trabalhar em um cruzeiro.

Tenha em mente, portanto, que saber falar outras línguas além do inglês é um bônus. No entanto, não adianta falar alemão se não souber falar inglês.

2 – Documentos em dia

Para trabalhar em um cruzeiro também é preciso ter o passaporte em dia e de preferência com validade com o mínimo de dois ano. Também é recomendado atualizar a sua carteira de vacinação.

3 – Currículo em inglês

Você também deve ter o seu currículo atualizado e formatado em inglês. Não deve de maneira alguma enviar currículos em português para agências e/ou companhias.

Afinal, além do seu contato ser ignorado, é capaz do seu e-mail ser bloqueado para sempre.

Onde conseguir oportunidade de emprego a bordo?

Existem duas opções para trabalhar em um cruzeiro:

1 – Fazer o processo seletivo por si mesmo;
2 – Se candidatar em uma das agências que recrutam candidatos brasileiros.

No entanto, nada impede que você faça o processo seletivo de todas as companhias ao mesmo tempo.

Tenha em mente, contudo, que algumas companhias não contratam caso você já esteja ligado à uma agência e vice-versa.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Como sacar FGTS e outras dúvidas
empresas fechadas
vagas para as festas de fim de ano