Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Guia completo das máquinas de cartão de crédito

Escrito por: Bruna Somma em 17 de junho de 2019

As máquinas de cartão de crédito estão cada vez mais comuns. Pela praticidade e maior segurança, muitas pessoas preferem sair com os cartões ao invés de levar dinheiro na carteira.

Os comerciantes e empreendedores já perceberam essa tendência. O mercado mudou e começou a oferecer melhores condições para ter uma dessas máquinas.

Receber pagamentos por meio dos cartões de débito ou crédito virou uma realidade. Afinal, em tempos de crise, não dá para perder uma venda porque não aceita cartão. Não é mesmo?

Os autônomos já entenderam isso e compraram suas próprias máquinas.

Não é difícil encontrar vendedores, microempreendedores, profissionais de beleza, motoristas de táxi e aplicativo, e até ambulantes que aceitam cartão como forma de pagamento.

Máquinas de cartão de crédito
Máquinas de cartão de crédito são mais práticas para o pagamento

Há poucos anos, esses aparelhos só existiam em grandes lojas ou departamentos. Hoje, é possível encontrar muitos modelos dessas máquinas.

Desde as mais conhecidas, que aceitam uma cartela maior de cartões. Até os sistemas mais simples, que funcionam pelo celular e podem ser boas opções para quem quer economizar.

As máquinas de cartão no celular costumam não ter tanta burocracia. Tais como ter cadastro de pessoa jurídica e pagar uma taxa mensal elevada sobre as vendas.

Por isso, são uma ótima alternativa, por exemplo, para os microempreendedores individuais (MEI) e também pessoas físicas.

Diante de tantas opções disponíveis no mercado, não é tarefa fácil escolher entre uma delas. Por isso, fizemos um guia completo das máquinas de cartão de crédito.

Nesta artigo, vamos abordar os seguintes tópicos

Por que usar as máquinas de cartão?

Como escolher a melhor máquina de cartão?

Máquina de cartão Cielo

Máquina de cartão Mercado Pago

Máquina de cartão Rede

Máquina de cartão Moderninha

Máquina de cartão Getnet

Máquina de cartão Sipag

Máquina de cartão Stone

Máquina de cartão iZettle

Máquina de cartão Payleven

Por que usar as máquinas de cartão?

O dado mais relevante para aderir a essas máquinas é que, atualmente, as pessoas preferem pagar com cartão.

De acordo com pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), cerca de 77% dos brasileiros já usam o cartão de crédito.

Entre 2016 e 2017, o país tinha 850 milhões de cartões de débito e crédito. A média é que existam quatro cartões para cada pessoa.

Os principais motivos para ter uma máquina de cartão são:

– Redução de problemas com o troco;

– Maior segurança;

– Aumento nas vendas;

– Redução da inadimplência;

– Comodidade e facilidade para o consumidor.

Se o comerciante, por exemplo, deixa de usar uma máquina de cartão, perde um pouco do dinheiro das vendas.

Como o país passa por um momento de crise financeira, muitas vezes, as pessoas não têm verba disponível no momento da compra. Porém, possuem o limite no cartão.

Os recursos financeiros e o poder de compra ficam limitados, mas ainda existem. Não dá para deixar passar essas oportunidades por não aceitar cartão.

A tendência é que esse mercado cresça cada vez mais. Dados mostram que aceitar pagamento por cartão de débito ou crédito aumenta, em média, 47% do faturamento.

Como escolher a melhor máquina de cartão?

As máquinas de cartão, com o passar do tempo, começaram a ser vendidas e não mais alugadas. Em 2018, a concorrência já era superior a 50 empresas de maquininhas de cartão.

Algumas cobram taxas mais baixas, outras têm facilidade de uso e aquisição. Então, como escolher o melhor modelo?

A grande questão é entender quais são os seus objetivos com o aparelho. O primeiro passo, portanto, é entender quais são as suas necessidades com a máquina.

Pense sobre como você vai usar o aparelho. Assim como considere os custos da compra (ou aluguel) e das taxas cobradas nas vendas a débito ou crédito.

Com isso, fica mais fácil identificar qual das máquinas atende melhor ao que você precisa.

A seguir, separamos os principais modelos do mercado para você verificar qual atende melhor ao seu negócio.

Máquina de cartão Cielo

Uma das marcas com mais renome nesse mercado é a Cielo. Seu sistema funciona por mensalidade. Isto é, o usuário precisa pagar um valor mensal para usar a máquina de cartão.

A cadastro é feito pelo site, pelos telefones 4002 5472 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 570 8472 (demais regiões).

Ou ainda nas lojas físicas no Shopping Ibirapuera e no Brás (São Paulo) e no Shopping Nova América (Rio de Janeiro).

Se preferir as lojas, o cliente tem a possibilidade de sair com a máquina ou o Cielo Mobile habilitados na hora. Veja a ficha técnica:

Conexão: Por meio do chip de celular para máquinas móveis e ligada à internet ou linha telefônica para máquinas fixas.

Custo: Não tem.

Taxa de adesão: R$79.

Mensalidade: Varia de R$109,90 a R$159.

Taxas por transação: No débito: é a partir de 2%. No crédito è vista: a partir de 2,5%. Já no crédito parcelado a partir de 3,25% (duas a três parcelas), 3,5% (quatro a seis parcelas) e 4% (sete a doze parcelas).

Tempo para receber o dinheiro: Para o débito, o rendimento cai dia útil seguinte ao da venda. No crédito à vista, demora até 31 dias. Já no crédito parcelado, a primeira parcela vem em 31 dias, as demais a cada 30 dias.

Bandeiras que aceita: Visa, Mastercard, Elo, Amex, Diners e Hipercard. Também é possível habilitar bandeiras adicionais, como Alelo, Sodexo e Ticket.

Máquina de cartão Mercado Pago

O Mercado Pago integra o Mercado Livre. Com ele, você compra a máquina e depois não precisa mais pagar mensalidade.

O investidor, por sua vez, só paga um valor inicial para ter o aparelho. Para contratar os serviços, basta acessar ao site.

Conexão: Pode se conectar com o celular (via bluetooth) ou com chip próprio, a depender do modelo.

Custo: o modelo mais básico custa R$334,80. Já o mais avançado, R$718,80. Há possibilidade parcelamento em até 12 vezes.

Taxa de adesão: Não tem.

Mensalidade: Não tem.

Taxas por transação: Débito: 2,29%, Crédito: 3,49%.

Tempo para receber o dinheiro: Se a compra for no débito, o tempo de retorno é um dia. Já no crédito, de 14 dias, ainda que a compra seja parcelada.

Bandeiras que aceita: Visa, Master, Hiper, American Express, Diners Club International e Elo.

Máquina de cartão Rede

A Rede, empresa do banco Itaú, se destaca quando o assunto é transação com cartões de débito ou crédito. O empreendedor deve pagar mensalidade para usar a máquina.

Para adquirir os serviços é preciso acessar ao site ou pelo telefone 4001 4433 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 728 4433 (para demais localidades).

Conexão: A máquina fixa é ligada à linha telefônica. Já a móvel, por meio de chip.

Custo: Não tem.

Taxa de adesão: R$69.

Mensalidade: Máquina sem fio no valor de R$154 e máquina fixa de R$109.

Taxas por transação: Não revelada pela empresa.

Tempo para receber o dinheiro: De 2 a 30 dias.

Bandeiras que aceita: Elo, Amex, Diners Club International, MasterCard, VR Benefícios, Ticket, Hipercard, Sodexo, Hiper, Visa, entre outras.

Máquina de cartão Moderninha

As máquinas de cartões da Moderninha são vendidas pela PagSeguro, do grupo UOL. Elas estão entre as mais vendidas. Isso porque apresentam uma variedade de serviços para pagamentos.

Os modelos funcionam pela compra do aparelho e sem mensalidades. Tanto as pessoas físicas como jurídicas podem comprar. Para isso, é necessário apenas acessar o site.

Minizinha é um dos principais modelos
Minizinha é um dos principais modelos

A marca oferece diferentes opções para negócios de tamanhos diversos.

Conexão: Por bluetooth do celular. É integrada com app PagSeguro Vendas.

Custo: A partir de R$58,80 (Minizinha).

Taxa de adesão: Não tem.

Mensalidade: Não tem.

Taxas por transação: Nos três primeiros meses, a taxa é de 0% no débito e no crédito à vista.

Tempo para receber o dinheiro: Débito: um dia útil, Crédito: 30 dias.

Bandeiras que aceita: MasterCard, Visa, Elo (Crédito), Amex, Hipercard, Diners, Ticket e Sodexo.

Máquina de cartão Getnet

Por outro lado, a Getnet integra o grupo Santander. Suas maquininhas também operam por mensalidade.

É possível solicitar o credenciamento pelas agências do Santander, pelo site ou pelos telefones 4002 4000 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 646 3404 (demais localidades).

Conexão: Linha telefônica, internet discada e banda larga, chio com conexões 2G e 3G.

Custo: Não tem.

Taxa de adesão: Não tem.

Mensalidade: Máquina com fio, R$95. Máquina sem fio, R$135.

Taxas por transação: Não reveladas pela empresa.

Tempo para receber o dinheiro: No débito, um dia útil. Já no crédito, em até 30 dias.

Bandeiras que aceita: MasterCard, Visa, Elo, Amex, Hiper, Hipercard, Banescard, VerdeCard, Sorocred, Calcard, BigCard, Fortbrasil, Maxxcard, Syspro, CredSystem, Praticard, Cobal, NovoCard, MinasCred e Sofnex MettaCard; os vouchers Alelo, Goodcard, Sodexo, Ticket e VR; e, para combustíveis, Ticket Log (Ticket Car e Ecofrotas).

Máquina de cartão Sipag

O Sicoob Executivo passou a oferecer aos seus associados, pessoa física e jurídica, a maquininha de cartão do Sicoob. Ele é considerado o maior sistema cooperativo do país.

Seus serviços podem ser adquiridos pela internet.

Conexão: Não informado.

Custo: Não informado.

Taxa de adesão: Não tem.

Mensalidade: Não informado.

Taxas por transação: De acordo com o site da marca, são 15% abaixo do mercado.

Tempo para receber o dinheiro: É possível receber à vista as vendas feitas à prazo.

Bandeiras que aceita: Cabal, Mastercard, Visa, Elo, Hipercard, Ticket, American Express e Sorocred.

Máquina de cartão Stone

Recente no mercado, as máquinas de cartão da Stone são boas alternativas de pagamentos exclusivos para pessoas jurídicas.

A opção mobile, por sua vez, também pode ser utilizada por pessoas físicas.

Em seu site, a Stone não divulga dados sobre as taxas cobradas, custos, mensalidades.

Para saber os valores, é preciso gerar uma proposta personalizada com nome, CNPJ, e-mail, telefone e o faturamento mensal em cartões.

Entre no site e faça sua consulta.

Conexão: WiFi ou dados móveis 3G.

Custo: Não informado no site da Stone.

Taxa de adesão: Não tem.

Mensalidade: Não informado.

Taxas por transação: As taxas variam de acordo com o ramo de atividade do seu negócio.

Tempo para receber o dinheiro: Não informado.

Bandeiras que aceita: Elo, Hiper, Hipercard, Mastercard, Visa, Cabal, Greencard, Amex, Up, Vale Card e cartões de benefício das bandeiras Alelo, Sodexo, Ticket e VR.

Máquina de cartão iZettle

As máquinas dessa empresa são focadas no pequeno e médio empreendedor. Elas funcionam com a compra do aparelho.

Ou seja, o usuário tem um custo inicial e depois não precisa se preocupar com as mensalidades.

Para contratar é simples: basta criar uma conta de usuário, comprar a máquina de cartão pelo site.

E, depois, baixar o aplicativo nos smartphones ou tablets. O serviço pode ser adquirido por pessoas físicas ou jurídicas.

Conexão: via Bluetooth do celular ou tablet.

Custo: a partir de R$99.

Taxa de adesão: Não tem.

Mensalidade: Não tem.

Taxas por transação: Débito: 2,39%, Crédito à vista: 4,99%, Crédito parcelado: 1,99% por parcela (a partir da segunda parcela).

Tempo para receber o dinheiro: Dois dias úteis, até mesmo para as transações via cartão de crédito (desde que as parcelas sejam de até 12 vezes).

Bandeiras que aceita: Visa, Elo, MasterCard, Hipercard, American Expresso, Maestro e Hiper.

Máquina de cartão Payleven

Na Paleven, também não é preciso ter CNPJ para comprar uma maquininha. Recentemente, se fundiu com Sumup, que também tem atuação com máquinas em cartões.

O sistema é feito pela compra do aparelho, sem custos adicionais e mensalidades.

Uma das vantagens é que as taxas pagas diminuem na proporção que o empreendedor vender mais.

A marca define seu público-alvo como os pequenos empreendedores que não podem arcar com os cursos e burocracias das máquinas tradicionais.

Para contratar os serviços, é necessário acessar o site, fazer o cadastro e solicitar uma máquina.

Conexão: pelo celular, via Bluetooth.

Custo: de R$68,40 a R$118,80.

Taxa de adesão: Não tem.

Mensalidade: Não tem.

Taxas por transação: Débito: até 2,69%, Crédito à vista: até 3,39% (plano econômico) ou até 4,49% (plano acelerado), Crédito parcelado: 2,49% por parcela.

Tempo para receber o dinheiro: Um dia útil.

Bandeiras que aceita: Visa, Mastercard, Hipercard, Elo e Hiper.

Saiba mais sobre o mercado financeiro com os artigos do FinanceOne!

Bruna Somma

Jornalista formada pela UFRRJ, com passagens por redações de jornais, sites e Assessoria de Comunicação.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

aplicativos de carona
hábitos dos investidores inteligentes
aposentadoria compulsória
empresas fechadas
Robô