5 mitos sobre economizar combustível

0
305
Homem segura uma bomba de gasolina
5
(5)

Com a alta da gasolina em 2022, economizar combustível deixou de ser uma opção para poupar dinheiro. Na verdade, agora é uma necessidade, um hábito fundamental para muitos brasileiros.

Anúncios

Em agosto, por exemplo, algumas cidades brasileiras já passaram a cobrar mais de R$7 pelo litro da gasolina. Assim, o combustível virou um verdadeiro vilão do orçamento das famílias.

Portanto, é comum que agora muitos estejam pesquisando sobre como economizar gasolina. E, sim, existem hábitos que podem ser adotados para reduzir o consumo.

Anúncios

Mas também é preciso ter cuidado! Isso porque circula muita desinformação e algumas dicas de economia não passam de mitos.

E pior: em alguns casos, esses mitos podem fazer o seu carro consumir até mais combustível. A seguir, confira alguns desses mitos e o que NÃO fazer para evitar que seu carro beba mais combustível ainda!

Entenda os mitos sobre economizar combustível que fazem o carro gastar mais

1. Usar ponto morto em descidas

Esse hábito, que em algumas regiões do Brasil também é conhecido como “dirigir na banguela”, não é recomendado e não reduz o consumo de combustível.

Anúncios

Na verdade, colocar o câmbio em ponto morto faz o carro gastar mais gasolina do que se estivesse engrenado. É o que explicam os fabricantes de veículos e especialistas no assunto.

Isso acontece porque o sistema de injeção já vem calibrado de fábrica para reduzir o consumo quando você tira o pé do acelerador com o veículo engrenado.

Ou seja, o motor recebe apenas a quantidade necessária de combustível para se manter girando.

Opte por seguir as normas de trânsito e desça engrenado na marcha correta. Desta forma o carro “entende” na descida e não precisa fazer força, o que não acontece quando está em ponto morto.

2. Deixar as rodas desalinhadas

Algumas pessoas ainda acreditam que deixar as rodas do carro desalinhadas é um recurso para economizar combustível. Mas não é.

Muito pelo contrário: um carro desalinhado vai consumir mais, porque com as rodas sem o devido alinhamento, uma delas não pode rodar normalmente.

Ou seja, será exigido mais força no motor, portanto, mais combustível para manter o carro em movimento.

+ Preço da gasolina 2021: entenda o porquê da alta nos valores

homem dirigindo um carro elétrico
Alguns mitos sobre economizar combustível, como desligar o ar-condicionado e abrir as janelas, podem gastar mais

3. Calibrar pneus quentes para economizar combustível

Calibrar pneus quentes, além de ser prejudicial para a roda, faz com que o motorista ajuste a pressão mantendo-a inferior à indicada. E isso, por sua vez, aumenta o gasto de combustível.

Isso acontece porque o ar aquecido se expande e eleva a área de contato do pneu com o piso, demandando mais energia para percorrer determinada distância.

A fabricante de pneus Continental explica que a cada 3 psi abaixo da especificação indicada, o consumo de gasolina aumenta em 2%.

Por exemplo: ao rodar 30 mil km em um ano, com a pressão abaixo da recomendada, perde-se cerca de 55 litros de combustível.

A calibragem deve ser feita com o veículo parado há, pelo menos, uma hora. Ou que tenha rodado não mais do que 3 km em velocidade reduzida.

4. Deixar de usar o ar-condicionado e abrir as janelas

Sim, é verdade que o ar-condicionado pode aumentar em 20% ou até mais o consumo de combustível. Isso acontece porque o compressor do equipamento é acionado por uma correia ligada ao motor.

Mas desligar o aparelho em rodovias e abrir os vidros para compensar a falta do resfriamento vai fazer o carro gastar mais combustível ainda.

Isso acontece porque a turbulência de ar que entra na cabine acaba exigindo mais esforço do motor para manter o veículo em movimento. Ou seja, o consumo aumenta mais do que se com a climatização ligada.

Em dias quentes na estrada, a melhor opção é dirigir com o ar ligado e os vidros fechados. Se você usa o equipamento adequadamente, ainda pode ter um gasto razoável de gasolina.

Ajuda a economizar combustível e ficar atento à temperatura externa. Se não estiver muito quente, não é necessário o resfriamento máximo.

5. Rodar somente pequenas distâncias

É até compreensível o raciocínio de que se rodar menos, vai gastar menos. Mas é importante entender o funcionamento do carro para compreender que não é bem assim que funciona.

Acontece que quando você liga o carro, o motor precisa atingir uma determinada temperatura para o calor expandir os componentes internos e, assim, funcionar.

Então, se você usa o carro continuamente em deslocamentos muito curtos, insuficientes para atingir essa temperatura, acelera o desgaste e eleva o consumo de combustível.

Dirigir durante menos de 15 minutos, por exemplo, não é o suficiente para esquentar o óleo do motor. Ou seja, rodar pouco a cada dia não garante economizar combustível e ainda faz o carro beber mais.

É por isso que existem carros com baixa quilometragem que apresentam mais desgaste que outros mais rodados. Nesta comparação, provavelmente o carro menos desgastado funciona na maioria do tempo na temperatura ideal.

Gostou das dicas? Então compartilhe com seus amigos que têm carro e precisam economizar combustível!

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui