Mais
    InícioNotíciasEconomiaGoverno quer trocar cartão para pagamento do Auxílio Brasil. Entenda!

    Governo quer trocar cartão para pagamento do Auxílio Brasil. Entenda!

    0
    (0)

    Em breve, um novo cartão de pagamento do Auxílio Brasil poderá ser liberado para os beneficiários. Acontece que o Governo Federal pretende alterar os modelos que ainda carregam a antiga marca, do programa Bolsa Família. 

    Segundo informações da Folha, a ideia é realizar a troca antes das eleições de outubro. Porém, por questões orçamentárias e logísticas, ainda não existe um prazo concreto de quando isso vai acontecer. 

    A reportagem também informa que, na justificativa técnica, o governo diz que os novos modelos terão chip e senha. Com isso, os beneficiários poderiam usá-lo não apenas para sacar dinheiro, mas também diretamente nos estabelecimentos.

    Esse seria o principal motivador da troca, de acordo com interlocutores do governo. Ou seja, inserir os beneficiários no sistema bancário, dando mais possibilidades de uso ao cartão.

    No entanto, com a proximidade das eleições, a popularidade de Bolsonaro caindo e o fato de que o Bolsa Família é associado a seu principal opositor, muitos acreditam que a motivação da troca é política.

    Mas, afinal, o novo cartão vai ou não sair? Continue lendo para entender!

    Vai ter novo cartão de pagamento do Auxílio Brasil?

    No que depender do governo Bolsonaro, sim, será emitido um novo cartão de pagamento do Auxílio Brasil. O novo modelo, no lugar da marca do Bolsa Família, trará a marca do novo programa e terá chip e senha. 

    Porém, existem alguns impasses que precisam ser resolvidos para que consigam efetivar essa ideia. 

    O primeiro deles está no fato de que a troca dos cartões custaria mais de R$324 milhões de reais, de modo que o Ministério da Cidadania precisaria remanejar R$130 milhões do próprio orçamento para emitir novas unidades. 

    Além disso, na última quarta-feira, 18 de maio, deputados da oposição deram entrada em uma representação no Tribunal de Contas da União (TCU) contra a troca dos modelos. A justificativa é o alto custo da mudança.  

    “O governo deixa claro o seu objetivo eleitoreiro ao fazer a troca do cartão magnético gastando esse valor. Se o atual funciona, por qual motivo vai trocar?”, criticou o deputado Idilvan Alencar, um dos signatários do documento, à coluna de Chico Alves na UOL.

    Outro entrave para a mudança de cartões seria um problema logístico entre a Caixa e o Ministério da Cidadania. A pasta tentou acordar para que o banco emitisse os novos cartões, mas a instituição apontou problemas técnicos que encarecem o serviço.

    Outro empecilho é o tempo, pois a Caixa disse que seria difícil fabricar todos os cartões em tempo hábil. Tudo que se sabe, até o momento, é que as duas partes estão em tratativas para resolver o assunto. 

    Em algum momento, provavelmente o cartão de pagamento do Auxílio Brasil será mesmo substituído por um modelo mais moderno. Mas ainda não dá para dizer quando isso vai acontecer, se antes das eleições ou não. 

    Cartão do Auxílio Brasil, o novo Bolsa Família, sobre cartão da Caixa Econômica
    Cartão de pagamento do Auxílio Brasil pode ser alterado, mas orçamento e logística ainda são impasses

    Quais são as formas de receber o pagamento do Auxílio Brasil?

    Embora tenha substituído o Bolsa Família, alguns beneficiários do Auxílio Brasil ainda utilizam o cartão com a marca do programa antigo. Isso acontece porque o governo não chegou a emitir novos modelos até agora, como visto acima.

    Como o banco responsável por gerenciar os dois programas foi o mesmo, a Caixa, o saque por meio do cartão segue o mesmo procedimento: basta comparecer a um caixa eletrônico na agência Caixa, inserir o cartão, a senha e sacar a parcela.

    Mas outra forma de receber o pagamento do Auxílio Brasil é por meio da ​Conta Poupança Social Digital. É uma espécie de poupança simplificada e ela é aberta automaticamente assim que o beneficiário é inserido no programa. 

    Para acessar essa conta, é preciso baixar o aplicativo Caixa Tem. Por meio dele, o usuário consegue realizar compras com o cartão de débito virtual, pagamentos, transferências, saques sem cartão nos caixas eletrônicos e nas lotéricas.

    + Como fazer o cadastro no Caixa Tem? Veja o passo a passo!

    Como fazer a inscrição para receber o auxílio?

    Para receber o pagamento do Auxílio Brasil é necessário que a família esteja inscrita e com os dados em dia no CadÚnico.

    Quem ainda não é inscrito, deve fazer isso indo a um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). O endereço mais próximo pode ser localizado no site Mapas Estratégicos para Políticas de Cidadania (MOPS).

    Para fazer esse cadastro, deve ser escolhido um Responsável pela Unidade Familiar. Essa pessoa precisa:

    1. ter, pelo menos, 16 anos
    2. possuir CPF e título de eleitor
    3. ser preferencialmente uma mulher (não havendo mulher que atenda aos requisitos acima, pode ser um homem)

    Caso a família já esteja no CadÚnico, basta manter os dados atualizados (verifique a cada dois anos e faça a atualização sempre que houver qualquer mudança no núcleo familiar, na situação financeira ou endereço). 

    Estando com os dados no CadÚnico em dia, o Ministério da Cidadania vai verificar se a família atende aos requisitos: 

    • estar em situação de pobreza ou extrema pobreza (renda mensal por pessoa de até R$200
    • possuir, em sua composição, gestantes, mães que amamentam, crianças, adolescentes e/ou jovens de 0 e 21 anos incompletos

    Todos os meses o governo faz uma triagem para selecionar quem entra no programa. Embora milhões de famílias já estejam recebendo, há relatos de pessoas ainda aguardando a liberação. 

    Se é o caso da sua família, verifique se atendem aos requisitos,se todos os dados no CadÚnico estão em dia e se o cadastro está ativo (você pode fazer isso verificando o aplicativo Meu CadÚnico ou indo ao CRAS). Então, aguarde a liberação pelo governo.

    O benefício paga uma parcela mínima de R$400, mas o valor pode ser maior dependendo do perfil familiar. 

    Gostou do conteúdo? Então descubra mais: Auxílio Brasil: entenda como aumentar o valor da mensalidade!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaGoverno quer trocar cartão para pagamento do Auxílio Brasil. Entenda!

    Governo quer trocar cartão para pagamento do Auxílio Brasil. Entenda!

    0
    (0)

    Em breve, um novo cartão de pagamento do Auxílio Brasil poderá ser liberado para os beneficiários. Acontece que o Governo Federal pretende alterar os modelos que ainda carregam a antiga marca, do programa Bolsa Família. 

    Segundo informações da Folha, a ideia é realizar a troca antes das eleições de outubro. Porém, por questões orçamentárias e logísticas, ainda não existe um prazo concreto de quando isso vai acontecer. 

    A reportagem também informa que, na justificativa técnica, o governo diz que os novos modelos terão chip e senha. Com isso, os beneficiários poderiam usá-lo não apenas para sacar dinheiro, mas também diretamente nos estabelecimentos.

    Esse seria o principal motivador da troca, de acordo com interlocutores do governo. Ou seja, inserir os beneficiários no sistema bancário, dando mais possibilidades de uso ao cartão.

    No entanto, com a proximidade das eleições, a popularidade de Bolsonaro caindo e o fato de que o Bolsa Família é associado a seu principal opositor, muitos acreditam que a motivação da troca é política.

    Mas, afinal, o novo cartão vai ou não sair? Continue lendo para entender!

    Vai ter novo cartão de pagamento do Auxílio Brasil?

    No que depender do governo Bolsonaro, sim, será emitido um novo cartão de pagamento do Auxílio Brasil. O novo modelo, no lugar da marca do Bolsa Família, trará a marca do novo programa e terá chip e senha. 

    Porém, existem alguns impasses que precisam ser resolvidos para que consigam efetivar essa ideia. 

    O primeiro deles está no fato de que a troca dos cartões custaria mais de R$324 milhões de reais, de modo que o Ministério da Cidadania precisaria remanejar R$130 milhões do próprio orçamento para emitir novas unidades. 

    Além disso, na última quarta-feira, 18 de maio, deputados da oposição deram entrada em uma representação no Tribunal de Contas da União (TCU) contra a troca dos modelos. A justificativa é o alto custo da mudança.  

    “O governo deixa claro o seu objetivo eleitoreiro ao fazer a troca do cartão magnético gastando esse valor. Se o atual funciona, por qual motivo vai trocar?”, criticou o deputado Idilvan Alencar, um dos signatários do documento, à coluna de Chico Alves na UOL.

    Outro entrave para a mudança de cartões seria um problema logístico entre a Caixa e o Ministério da Cidadania. A pasta tentou acordar para que o banco emitisse os novos cartões, mas a instituição apontou problemas técnicos que encarecem o serviço.

    Outro empecilho é o tempo, pois a Caixa disse que seria difícil fabricar todos os cartões em tempo hábil. Tudo que se sabe, até o momento, é que as duas partes estão em tratativas para resolver o assunto. 

    Em algum momento, provavelmente o cartão de pagamento do Auxílio Brasil será mesmo substituído por um modelo mais moderno. Mas ainda não dá para dizer quando isso vai acontecer, se antes das eleições ou não. 

    Cartão do Auxílio Brasil, o novo Bolsa Família, sobre cartão da Caixa Econômica
    Cartão de pagamento do Auxílio Brasil pode ser alterado, mas orçamento e logística ainda são impasses

    Quais são as formas de receber o pagamento do Auxílio Brasil?

    Embora tenha substituído o Bolsa Família, alguns beneficiários do Auxílio Brasil ainda utilizam o cartão com a marca do programa antigo. Isso acontece porque o governo não chegou a emitir novos modelos até agora, como visto acima.

    Como o banco responsável por gerenciar os dois programas foi o mesmo, a Caixa, o saque por meio do cartão segue o mesmo procedimento: basta comparecer a um caixa eletrônico na agência Caixa, inserir o cartão, a senha e sacar a parcela.

    Mas outra forma de receber o pagamento do Auxílio Brasil é por meio da ​Conta Poupança Social Digital. É uma espécie de poupança simplificada e ela é aberta automaticamente assim que o beneficiário é inserido no programa. 

    Para acessar essa conta, é preciso baixar o aplicativo Caixa Tem. Por meio dele, o usuário consegue realizar compras com o cartão de débito virtual, pagamentos, transferências, saques sem cartão nos caixas eletrônicos e nas lotéricas.

    + Como fazer o cadastro no Caixa Tem? Veja o passo a passo!

    Como fazer a inscrição para receber o auxílio?

    Para receber o pagamento do Auxílio Brasil é necessário que a família esteja inscrita e com os dados em dia no CadÚnico.

    Quem ainda não é inscrito, deve fazer isso indo a um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). O endereço mais próximo pode ser localizado no site Mapas Estratégicos para Políticas de Cidadania (MOPS).

    Para fazer esse cadastro, deve ser escolhido um Responsável pela Unidade Familiar. Essa pessoa precisa:

    1. ter, pelo menos, 16 anos
    2. possuir CPF e título de eleitor
    3. ser preferencialmente uma mulher (não havendo mulher que atenda aos requisitos acima, pode ser um homem)

    Caso a família já esteja no CadÚnico, basta manter os dados atualizados (verifique a cada dois anos e faça a atualização sempre que houver qualquer mudança no núcleo familiar, na situação financeira ou endereço). 

    Estando com os dados no CadÚnico em dia, o Ministério da Cidadania vai verificar se a família atende aos requisitos: 

    • estar em situação de pobreza ou extrema pobreza (renda mensal por pessoa de até R$200
    • possuir, em sua composição, gestantes, mães que amamentam, crianças, adolescentes e/ou jovens de 0 e 21 anos incompletos

    Todos os meses o governo faz uma triagem para selecionar quem entra no programa. Embora milhões de famílias já estejam recebendo, há relatos de pessoas ainda aguardando a liberação. 

    Se é o caso da sua família, verifique se atendem aos requisitos,se todos os dados no CadÚnico estão em dia e se o cadastro está ativo (você pode fazer isso verificando o aplicativo Meu CadÚnico ou indo ao CRAS). Então, aguarde a liberação pelo governo.

    O benefício paga uma parcela mínima de R$400, mas o valor pode ser maior dependendo do perfil familiar. 

    Gostou do conteúdo? Então descubra mais: Auxílio Brasil: entenda como aumentar o valor da mensalidade!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?