InícioNotíciasFinanças PessoaisO que deve ser pago no primeiro emplacamento de carro e moto?

O que deve ser pago no primeiro emplacamento de carro e moto?

0
(0)

Comprou um carro ou moto? Lembre-se que o primeiro emplacamento é um passo importante neste momento. O processo é feito através do Detran de cada estado, onde as placas são emitidas.

O procedimento significa que seu veículo terá uma identificação (a placa), que dará ao Detran acesso ao histórico do carro. Dados como histórico de multas e impostos ficam disponíveis através deste número.

Se o seu carro ou moto for zero, você poderá fazer o primeiro emplacamento através da própria concessionária. Com as informações corretas e documentos em mãos, o responsável vai até o Detran e resolve o problema.

Contudo, o serviço normalmente é cobrado a parte e é a opção com o maior investimento disponível atualmente.

Entretanto vale destacar que o novo proprietário também pode emplacar. Porém, é preciso alguns documentos como Renavam, nota fiscal e laudo de vistoria.

O processo é um pouco mais lento e vai depender do Estado em que o veículo está localizado. Documentos da concessionária também serão necessários, assim como originais do novo comprador.

Para que serve?

Conforme já destacamos, o primeiro emplacamento é o primeiro procedimento ao qual devemos nos atentar em prol de um registro legalizado do automóvel. Entretanto, algumas questões estão atribuídas a este processo.

É no procedimento referente ao primeiro emplacamento 0 km que documentos primordiais para a posse e condução de um veículo são emitidos. Estamos falando sobre o CRV e o CRLV. Abaixo, citamos a importância dos dois documentos em nosso cotidiano.

  • CRV: O Certificado de Registro do Veículo engloba informações essenciais sobre o bem. Além de ser primordial para procedimentos como a alteração de características do veículo, é fundamental em caso de venda futura.
  • CRLV: O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo é um documento obrigatório para condução, assim como a CNH. Este documento é renovado anualmente e é a partir das informações dispostas nele que podemos comprovar o licenciamento do veículo.

Documentos necessários para o primeiro emplacamento

A documentação do condutor e do veículo são questões essenciais para um trânsito efetivo e mais fluído em nossa sociedade. O que levar na hora do primeiro emplacamento?

Para pessoa física:

  • Documento com foto.
  • Nota fiscal de compra.

Para pessoa física com procuração:

  • Documento com foto da outorgada e do outorgante.
  • Comprovante de residência com validade de 90 dias do comprador.
  • A procuração deve ser a original e com firma reconhecida por verdadeira.
  • Nota fiscal de compra.

Para pessoa jurídica:

  • Proprietário com o contrato social original ou cópia autenticada.
  • Documento de identidade do proprietário.
  • Recibo de compra e venda preenchido.
  • Caso não seja o proprietário, será obrigatório a procuração específica para o funcionário em questão, assim como a identidade do empregado.
  • Nota fiscal de compra.
documento automóvel

Emplacamento: o que eu faço quando chegar ao Detran?

O primeiro passo para o primeiro emplacamento é pagar a taxa do serviço de lacração na agência bancária dentro do próprio Detran. Para isso, confirme o código do serviço no caixa.

O segundo passo é procurar o Setor de Classificação de Placas para solicitar a combinação de letras e números da placa do veículo.

Em seguida, é necessário ir ao setor do DPVAT e IPVA para que essas duas alíquotas sejam calculadas em relação ao modelo do seu veículo e ano atual. Depois basta realizar o pagamento do DPVAT, IPVA e taxa de registro do veículo.

Com o comprovante em mãos, é só ir até a Seção de Prontuário de Veículos e dar entrada no processo. O próprio Detran informará o local no qual será feita a vistoria e emplacamento do carro.

Cuidado!

Vale lembrar que pelo Código Brasileiro de Trânsito é permitido circular com o veículo sem placa apenas do local da compra do veículo para o local de emplacamento. E isso somente no período de até 15 dias (contados a partir da data de emissão da nota fiscal).

Depois desse prazo, a ausência da placa no veículo é considerada infração gravíssima com multa de R$293 mais apreensão do veículo.

Gostou do artigo? Confira ainda quais as principais taxas cobradas no emplacamento de um carro zero

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui