Profissões do mercado financeiro que mais pagam | FinanceOne

Profissões do mercado financeiro que mais pagam

Escrito por: Redação em 6 de julho de 2020

O mercado financeiro atrai cada vez mais profissionais de outras áreas. Como por exemplo, com formação em cursos de Economia, Ciências Contábeis, Administração, Engenharia ou até Física e Matemática.

Ao entrar nesse mercado, é possível construir uma carreira de sucesso dentro de organizações públicas ou privadas.

Isso porque o mercado oferece bons salários. Além disso, a remuneração pode ser incrementada com os bônus atrelados à performance dos resultados esperados.

Uma pesquisa feita pela consultoria Robert Half avaliou as perspectivas e a realidade salarial de profissões do mercado financeiro. O estudo concluiu que os valores pagos aos grandes executivos, diretores e diretores-executivos pode chegar a R$1,6 milhão por ano.

Se você for um diretor-executivo de fusões e aquisições pode ganhar, em média, de R$35 mil a R$50 mil. Fora uma remuneração variável de 12 a 20 salários, totalizando uma remuneração anual de R$875 mil a R$1,65 milhão.

No caso desse mesmo cargo para um profissional do mercado de capitais e renda fixa, o rendimento chega a cerca de R$700 mil a R$1,4 milhão por ano.

Mas não são só diretores executivos que possuem um salário milionário. Um diretor financeiro (CFO) que atua na área de controladoria pode receber R$1,3 milhão ao ano.

Já um tesoureiro da área de trader ganha R$1,25 milhão. Um salário bem parecido com o de um chefe de private bank, que chega a R$1,01 milhão.

mercado de ações
Mercado financeira oferece boas remunerações a diferentes cargos

Dicas para seguir profissões do mercado financeiro

Se interessou pelos altos salários? Quer seguir uma das profissões do mercado financeiro? Então, fique atento às dicas a seguir.

Saiba que há uma grande demanda desses profissionais, porém, somente os mais preparados assumem cargos dentro do mercado financeiro. Com salários tão atrativos, não poderia ser diferente: as exigências são muitas.

Graduação não é suficiente. É preciso obter certificações específicas, que, em alguns casos, são até obrigatórias. Quem quer se enveredar por esse mercado tem mesmo que se esforçar para ter um currículo exemplar.

Um dos pontos de destaque em qualquer currículo na área é a capacidade de negociar com qualidade. Por isso, busque estudar e estar sempre atualizado.

Outro fator é primordial: não tenha medo de arriscar. Apesar de todas as exigências, o mercado financeiro está em constante crescimento e cada vez mais aberto a novos profissionais.

Escolha uma área de atuação

É importante decidir em que área você vai atuar dentro do mercado financeiro. Para isso, você precisa conhecer as opções.

Uma pesquisa feita pela revista Exame em 2017 listou algumas carreiras promissoras. Entre as profissões do mercado financeiro, três se destacaram no setor de finanças, conforme veremos logo a seguir.

Além dessas, outras profissões tendem a continuar chamando a atenção. Como trader, analista de investimentos e gestor de M&A. Confira abaixo as três carreiras em destaque no topo da lista.

– Controller
Precisa ter formação em Ciências Contábeis, Administração ou Economia. Também é preciso especialização em Finanças ou Controladoria. Esse profissional deve ter uma base sólida de contabilidade e em assuntos ligados ao setor fiscal.

– Gerente de compliance
Esse cargo é ocupado por profissionais com alta capacidade analítica de interpretação de dados. A formação inicial precisa ser nas áreas de Administração, Economia, Contábeis ou Tecnologia da Informação (TI).

– Analista financeiro
Quem quer atuar nesse cargo precisa ter conhecimentos nas áreas de Finanças, Contábeis e Tributos. São exigidos também senso de oportunidade e capacidade analítica.

Estude e se especialize

Em qualquer área, é valorizado o profissional que se especializa e se mantém atualizado na sua área. No mercado financeiro, não é diferente. Quem busca uma carreira promissora no setor precisa se qualificar.

Entre os cursos e especializações que podem melhorar seu currículo no mercado estão:

  • CFP;
  • CFA;
  • CGA;
  • CNPI;
  • CPA-10;
  • CPA-20.

Lembre-se: cada curso, por mais caro que seja, é um investimento na sua carreira. Quanto mais especializações e certificações você tiver, mais valorizado será no mercado.

Mas, cuidado para não atirar para todos os lados. Escolha uma carreira e se especialize nela.

Os salários das 5 carreiras mais desejadas

1 – Portfólio Manager (Gestor de Carteira): entre R$ 15 mil e R$ 35 mil

Cuida de uma carteira de investimentos. Precisa ter a habilidade de identificar, tecnicamente, a melhor estratégia de investimentos de acordo com a necessidade e os pré-requisitos estabelecidos pelos clientes.

2 – Equity Research (Analista de Investimentos): entre R$ 15 mil e R$ 25 mil

Trabalha fazendo a análise das ações e ativos no mercado com o objetivo de oferecer subsídios para a tomada de decisão de outros profissionais como, por exemplo, o Gestor de Carteira , na escolha dos melhores tipos de investimento.

3 – Trader: entre R$ 15 mil e R$ 20 mil

É um investidor que busca ganhar dinheiro com operações de curto prazo, como a compra e venda de ações e outros ativos na Bolsa de Valores, obedecendo e aproveitando a volatilidade do mercado financeiro. Precisa ter forte conhecimento de ações e do funcionamento do mercado financeiro.

4 – Private Banking: entre R$ 15 mil e R$ 35 mil

Gerencia uma carteira de clientes investidores de alta renda. Auxilia esses clientes investidores na escolha dos melhores investimentos do mercado. Precisa ter um conhecimento profundo dos produtos do mercado financeiro. Além de conhecer bem o perfil dos seus clientes, se é mais conservador ou ariscado, por exemplo.

5 – Customer Experience: entre R$ 12 mil e R$ 20 mil

É a posição mais aquecida do mercado, especialmente por conta das mudanças tecnológicas que o mercado financeiro vem passando. Todas as empresas que trabalham com inovação digital precisam ter um profissional como esse.

Ele participa do processo de entendimento do relacionamento da empresa com os seus clientes no canal digital. Cuida ainda de todas as interações digitais (pelos sites e aplicativos) e processos entre a empresa e o cliente.

O que você precisa para trabalhar no mercado financeiro

1 – Dominar a língua inglesa

Se inglês fluente já é necessário em qualquer profissão, é mais ainda no mercado financeiro. A maioria dos investidores que compra ações de empresas brasileiras é estrangeiro. Quer um exemplo?

Quando uma empresa brasileira com ações negociadas na bolsa de São Paulo apresenta seus resultados do trimestre ou do ano para o mercado, em teleconferência com investidores, quase sempre é em inglês. Além de entender e falar, você precisará redigir análises de mercado em inglês.

2 – Ter capacidade de adaptação

O mercado financeiro muda o tempo todo. Além disso, o avanço da tecnologia apresenta um desafio novo a cada dia.

A cada nova turbulência no mercado, o sistema impõe regras mais rígidas para bancos e empresas atuarem. E o tempo de adaptação é bem curto. Quem não se adapta rapidamente, não sobrevive.

3 – Saber trabalhar com metas

Como vimos no início desse texto, muitos profissionais do mercado financeiro ganham salários fixos e uma parcela variável. E essa taxa variável vai depender do cumprimento de metas individuais e da equipe.

É importante estar preparado para trabalhar com essa pressão, tendo que cumprir todas as metas tanto quando a economia vai bem, como quando vai mal.

Linkedin lista profissões em alta para 2020

Um estudo realizado pela rede social Linkedin, no início deste ano, destacou as principais profissões em alta para este ano. 

Este é um excelente parâmetro para você nortear o que pode ou não ser de opção para você investir, até mesmo, em capacitação e qualificação profissional. 

Vale destacar que a lista traz 15 profissões e, dessas, o grande destaque é a área de tecnologia da informação. No entanto, também estão na lista a área da comunicação e o mercado financeiro. 

Confira o ranking

  • Gestor(a) de mídias sociais;
  • Engenheiro(a) de cibersegurança;
  • Representante de vendas;
  • Especialista em sucesso do cliente;
  • Cientista de dados;
  • Engenheiro(a) de dados;
  • Especialista em Inteligência Artificial;
  • Programador(a) de JavaScript;
  • Investidor(a) Day Trader;
  • Motorista;
  • Consultor(a) de investimentos;
  • Assistente de mídias sociais;
  • Desenvolvedor(a) para Salesforce;
  • Recrutador(a) especialista no setor de Tecnologia da Informação;
  • Coach de metodologia Agile.

O que faz o investidor de Day Trader?

Primeiro, é preciso entender que o Day Trader é uma estratégia de compra e venda de ações em bolsas de valores durante um mesmo dia.

Para este profissional, é necessário ter um vasto conhecimento no mercado financeiro, em bolsas de valores, capitais, trading e sobre a metodologia technical analysis, que, em português, significa análise técnica.

Essa profissão exige análises e tomadas de decisões bem estratégicas, além de rápidas.

O que faz o consultor de investimentos?

Enquanto o Day Trader tem um percentual de crescimento de 69%, o consultor de investimentos tem 61% durante o ano.

Os conhecimentos ideais para esse profissional são investimentos; mercado de capitais; mercado financeiro; renda fixa; e análise financeira.

Ele trabalha orientando clientes durante a tomada de decisão, além de como serão aplicados os recursos, conforme a necessidade e perspectiva de cada um deles.

Vale destacar que essa pesquisa foi realizada antes da pandemia do novo Coronavírus e do estágio de calamidade que o país se encontra. Este ranking atualmente pode ser diferente, mas segue sendo uma boa referência para quem quer se guiar para um pós-pandemia.

Descubra se vale a pena começar um investimento durante a crise.

Redação

Criado em 2003, o FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

investimentos para profissionais liberais Mudança na regra da LCA
FGTS
Brasileiros no Japão
O financiamento estudantil pode ser uma opção para conseguir o diploma de nível superior
Redução de salário