Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Projeto quer permitir dedução de gastos veterinários do Imposto de Renda

Escrito por: Rafael Massadar em 21 de agosto de 2019

Um projeto quer permitir dedução de gastos com veterinários no Imposto de Renda. A medida poderá melhorar a qualidade dos atendimentos para animais domésticos, e aliviar o bolso de quem ama e cuida de pets.

O projeto prevê ainda que o Executivo crie um cadastro nacional de tutores e respectivos animais domésticos. O registro oficial evitaria o uso indevido do benefício, avalia o autor do projeto, o senador Mecias de Jesus (PRB-RR).

levar cachorro no avião

“De modo análogo à saúde humana, cujas despesas podem ser abatidas da base de cálculo do IRPF, a legislação deve possibilitar a dedução dos pagamentos efetuados com vistas aos cuidados médicos necessários aos animais domésticos”, justifica o senador.

Apesar dos argumentos de Mecias, o relator na CAE, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), recomenda a rejeição da proposta. O texto, segundo ele, não prevê estimativa de impacto sobre a arrecadação, nem medidas de compensação para as perdas acarretadas pela medida.

Ou seja, o que não é permitido pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Dedução ajudaria em gastos veterinários

Os brasileiros gastam até R$ 189, em média, com os animais de estimação, todos os meses. É o que mostra uma pesqusia de 2017 do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Portanto, a dedução de gastos veterinários do Imposto de Renda ajudaria os brasileiros donos de animais de estimação.

A alimentação é a principal prioridade dos tutores (item mais importante para 79,2% dos entrevistados). Em segundo lugar aparecem os cuidados com a saúde (78,8%).

Os donos de cães levam o animal à consulta veterinária mais vezes ao ano do que quem tem um gato. Enquanto a média de consultas veterinárias de um cachorro é de 2,8 vezes por ano, a dos gatos é de 2,3.

Quanto custa uma consulta veterinária?

O valor de uma consulta veterinária varia de uma região para outra. Esse valor pode variar mais de 100% na mesma cidade, dependendo do tipo de serviço oferecido.

Em grandes capitais, como Belo Horizonte, o preço pode variar entre R$ 70 e R$ 180. Já em São Paulo algumas clínicas cobram valores acima de R$ 300. No entanto, também é possível encontrar consultas com valor de R$ 70.

Quanto custa um plano de saúde veterinário?

É possível encontrar planos a partir de R$ 50 por mês. No entanto, também há opções que custam em torno de R$ 400.

Contudo, os valores dependem das coberturas, da raça e da idade do animal.

Além da consulta ao veterinário, os planos costumam cobrir internações, exames, atendimentos de urgência, vacinas e algumas cirurgias.

Mercado Pet não para de crescer no Brasil

O mercado de pets vive uma efervescente expansão, com crescimento de 6,9% nos últimos dois anos.

O dado é da pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Segundo o levantamento, a indústria e os pet shops têm ido além de artigos convencionais e investido em mimos como sorvete, geleia e até cerveja para animais.

No ano passado, o setor de pets alcançou faturamento de R$ 21,77 bilhões. Do total, 68,6% é referente a produtos para nutrição animal. Mas não só a convencional ração e os tradicionais petiscos para cães e gatos.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Posts relacionados

venda de produtos
investimentos melhores que a poupança
Como quitar as dívidas
Lucro do FGTS
Cobrar dinheiro emprestado