Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisImposto de Renda: saiba quais parentes podem ser dependentes

    Imposto de Renda: saiba quais parentes podem ser dependentes

    4
    (1)

    O prazo da declaração do Imposto de Renda encerra no dia 31 de maio. E muitos contribuintes ainda tem dúvidas sobre o assunto. Por exemplo, você sabe quais parentes podem ser considerados dependentes na declaração?

    Publicidade

    São muitas opções de dependentes que podem ser incluídos no Imposto de Renda. Por isso, ter essa dúvida é comum. Os mais conhecidos pelos contribuintes são os filhos, pais e companheiros, que podem entrar na conta e garantir as deduções legais permitidas.

    Além disso, a inclusão de dependentes pode aumentar o valor do imposto a ser pago. Vale ressaltar ainda que cada pessoa declarada garante uma dedução anual de R$2.275,08 na base de cálculo do IR. 

    Outros fatores que contribuem para o abatimento da dedução é o gasto com educação, saúde e previdência privada. Mas atenção: é importante frisar que só os contribuintes que entregam a declaração completa podem aproveitar o desconto.

    Outra informação importante é que, desde o ano de 2019, a Receita Federal exige que o contribuinte informe o CPF do seu dependente na declaração. E isso é válido para todas as idades.

    Descubra quem pode ser dependente na declaração do Imposto de Renda

    Você tem dúvidas de quem pode ou não ser seu dependente na declaração do Imposto de Renda? Confira a lista completa abaixo!

    Publicidade

    -> Cônjuge ou companheiro na união estável, desde que o casal tenha um filho ou viva há mais de cinco anos juntos; 

    -> Filho (a) ou enteado (a) universitário ou cursando escola técnica de segundo grau, até 24 anos; 

    -> Companheiro (a) com quem o contribuinte tenha filho em comum; 

    -> Filho (a) ou enteado (a), até 21 anos de idade;

    -> Filho (a) ou enteado (a), em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; Irmão (ã), neto (a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, até 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; 

    Publicidade

    -> Irmão (ã), neto (a) ou bisneto(a), não sustentado pelos pais e de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, até 21 anos; ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; 

    -> Menor até 21 anos que o contribuinte crie e eduque e de quem detenha a guarda judicial, ainda que não viva junto com o contribuinte; 

    -> Pessoa absolutamente incapaz, da qual o contribuinte seja tutor ou curador; 

    -> Pais, avós e bisavós que tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até R$ 22.847,76 no ano passado; 

    -> Sogros e sogras, desde que o casal faça a declaração em conjunto. Como os pais são legalmente aceitos como dependentes dos filhos, os pais de ambas as partes podem entrar na declaração;

    Publicidade

    -> Ex-cônjuges ou filhos, desde que estivessem na condição de dependente em 2021 e passaram a ser alimentandos;

    -> Parentes falecidos em 2021, que se encaixe nas regras para inclusão de dependentes;

    -> Filhos casados ou em união estável, desde que estejam enquadrados nas demais regras para inclusão de dependentes na declaração. O cônjuge ou companheiro do filho também pode ser declarado.

    Outras situações que permitem a inclusão de dependentes

    Ainda há outras situações que permitem a inclusão de dependentes. É o caso da pessoa que deixou de ser dependente de um contribuinte e passou a ser de outro em 2021. Por exemplo, um filho que era dependente da mãe, se casou em 2021 e passou a ser dependente da esposa.

    Além disso, quem deixou de ser dependente em 2021, por exemplo, um jovem que completou 22 anos em 2021 e passou a ser obrigado a declarar em 2022.

    Nesse caso, o novo contribuinte pode fazer sua própria declaração de Imposto de Renda 2022, referente à parte do ano em que não era mais dependente. E o pai ou a mãe pode declarar as despesas e rendimentos dele referentes ao período do ano em que ele ainda era dependente.

    Imposto de Renda: o que fazer em caso de filhos com pais separados?

    Uma situação interessante é analisar como fica a situação de filhos com pais separados na hora de declarar o Imposto de Renda. Os dois podem incluir como dependente? A resposta é não.

    Isso mesmo, apenas um do casal poderá incluir o seu filho como dependente na declaração do Imposto de Renda. Para saber qual, basta não ser o responsável por pagar pensão alimentícia definida judicial ou extrajudicialmente. Este, não pode declarar o filho como dependente, e sim como alimentando.

    celular com app da receita federal
    A lista de dependentes do Imposto de Renda é grande

    Dessa forma, os valores a título de pensão alimentícia judicial ou extrajudicial são informados na ficha Pagamentos Efetuados, cujos códigos são de 30 a 34. 

    Veja também: Descubra como parcelar o Imposto de Renda 2021

    Agora, aquele que recebe a pensão em nome do filho, este sim pode declará-lo como dependente. Entretanto, precisa informar a pensão como rendimento tributável do seu dependente.

    Mas, e se a guarda e os alimentos do seu filho são compartilhados e não há pagamento de pensão? Neste caso, é preciso entrar em um consenso para saber qual dos dois vai declarar o filho como dependente, de forma que o outro não possa incluir.

    Como incluir um dependente no Imposto de Renda?

    Para incluir dependentes no Imposto de Renda é bem simples. Basta abrir a ficha “Dependentes”, localizada na coluna do lado esquerdo da tela do programa e clicar em novo.

    Depois, é só escolher o “Tipo de Dependente” e informar o CPF, nome e data de nascimento da pessoa e clique em “OK”. Por fim, é só repetir o processo para cada dependente que desejar incluir.

    + Entenda como declarar herança no Imposto de Renda

    Veja o calendário da restituição do Imposto de Renda

    Após declarar o Imposto de Renda 2022, o que muita gente quer saber é quando poderá receber a restituição, se tiver direito. Como todo ano, serão pagos mais de um lote.

    Neste ano, serão 5 lotes de restituição e eles funcionarão de acordo com a data em que você entregou sua declaração ao Fisco. Com isso, quanto mais cedo você declara, maiores são as chances de sua restituição ser incluída nos primeiros lotes.

    Confira abaixo as datas de liberação dos lotes

    • 1º lote: 31 de maio;
    • 2º lote: 30 de junho;
    • 3º lote: 29 de julho;
    • 4º lote: 31 de agosto;
    • 5º lote: 30 de setembro.

    Gostou deste conteúdo? Ele te ajudou? Então compartilhe com outras pessoas e continue lendo sobre o assunto. Por exemplo, veja 9 formas de pagar menos Imposto de Renda.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Juliana Favorito
    Juliana Favorito
    Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisImposto de Renda: saiba quais parentes podem ser dependentes

    Imposto de Renda: saiba quais parentes podem ser dependentes

    4
    (1)

    O prazo da declaração do Imposto de Renda encerra no dia 31 de maio. E muitos contribuintes ainda tem dúvidas sobre o assunto. Por exemplo, você sabe quais parentes podem ser considerados dependentes na declaração?

    Publicidade

    São muitas opções de dependentes que podem ser incluídos no Imposto de Renda. Por isso, ter essa dúvida é comum. Os mais conhecidos pelos contribuintes são os filhos, pais e companheiros, que podem entrar na conta e garantir as deduções legais permitidas.

    Além disso, a inclusão de dependentes pode aumentar o valor do imposto a ser pago. Vale ressaltar ainda que cada pessoa declarada garante uma dedução anual de R$2.275,08 na base de cálculo do IR. 

    Outros fatores que contribuem para o abatimento da dedução é o gasto com educação, saúde e previdência privada. Mas atenção: é importante frisar que só os contribuintes que entregam a declaração completa podem aproveitar o desconto.

    Outra informação importante é que, desde o ano de 2019, a Receita Federal exige que o contribuinte informe o CPF do seu dependente na declaração. E isso é válido para todas as idades.

    Descubra quem pode ser dependente na declaração do Imposto de Renda

    Você tem dúvidas de quem pode ou não ser seu dependente na declaração do Imposto de Renda? Confira a lista completa abaixo!

    Publicidade

    -> Cônjuge ou companheiro na união estável, desde que o casal tenha um filho ou viva há mais de cinco anos juntos; 

    -> Filho (a) ou enteado (a) universitário ou cursando escola técnica de segundo grau, até 24 anos; 

    -> Companheiro (a) com quem o contribuinte tenha filho em comum; 

    -> Filho (a) ou enteado (a), até 21 anos de idade;

    -> Filho (a) ou enteado (a), em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; Irmão (ã), neto (a) ou bisneto(a), sem arrimo dos pais, de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, até 21 anos, ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; 

    Publicidade

    -> Irmão (ã), neto (a) ou bisneto(a), não sustentado pelos pais e de quem o contribuinte detenha a guarda judicial, até 21 anos; ou em qualquer idade, quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho; 

    -> Menor até 21 anos que o contribuinte crie e eduque e de quem detenha a guarda judicial, ainda que não viva junto com o contribuinte; 

    -> Pessoa absolutamente incapaz, da qual o contribuinte seja tutor ou curador; 

    -> Pais, avós e bisavós que tenham recebido rendimentos, tributáveis ou não, até R$ 22.847,76 no ano passado; 

    -> Sogros e sogras, desde que o casal faça a declaração em conjunto. Como os pais são legalmente aceitos como dependentes dos filhos, os pais de ambas as partes podem entrar na declaração;

    Publicidade

    -> Ex-cônjuges ou filhos, desde que estivessem na condição de dependente em 2021 e passaram a ser alimentandos;

    -> Parentes falecidos em 2021, que se encaixe nas regras para inclusão de dependentes;

    -> Filhos casados ou em união estável, desde que estejam enquadrados nas demais regras para inclusão de dependentes na declaração. O cônjuge ou companheiro do filho também pode ser declarado.

    Outras situações que permitem a inclusão de dependentes

    Ainda há outras situações que permitem a inclusão de dependentes. É o caso da pessoa que deixou de ser dependente de um contribuinte e passou a ser de outro em 2021. Por exemplo, um filho que era dependente da mãe, se casou em 2021 e passou a ser dependente da esposa.

    Além disso, quem deixou de ser dependente em 2021, por exemplo, um jovem que completou 22 anos em 2021 e passou a ser obrigado a declarar em 2022.

    Nesse caso, o novo contribuinte pode fazer sua própria declaração de Imposto de Renda 2022, referente à parte do ano em que não era mais dependente. E o pai ou a mãe pode declarar as despesas e rendimentos dele referentes ao período do ano em que ele ainda era dependente.

    Imposto de Renda: o que fazer em caso de filhos com pais separados?

    Uma situação interessante é analisar como fica a situação de filhos com pais separados na hora de declarar o Imposto de Renda. Os dois podem incluir como dependente? A resposta é não.

    Isso mesmo, apenas um do casal poderá incluir o seu filho como dependente na declaração do Imposto de Renda. Para saber qual, basta não ser o responsável por pagar pensão alimentícia definida judicial ou extrajudicialmente. Este, não pode declarar o filho como dependente, e sim como alimentando.

    celular com app da receita federal
    A lista de dependentes do Imposto de Renda é grande

    Dessa forma, os valores a título de pensão alimentícia judicial ou extrajudicial são informados na ficha Pagamentos Efetuados, cujos códigos são de 30 a 34. 

    Veja também: Descubra como parcelar o Imposto de Renda 2021

    Agora, aquele que recebe a pensão em nome do filho, este sim pode declará-lo como dependente. Entretanto, precisa informar a pensão como rendimento tributável do seu dependente.

    Mas, e se a guarda e os alimentos do seu filho são compartilhados e não há pagamento de pensão? Neste caso, é preciso entrar em um consenso para saber qual dos dois vai declarar o filho como dependente, de forma que o outro não possa incluir.

    Como incluir um dependente no Imposto de Renda?

    Para incluir dependentes no Imposto de Renda é bem simples. Basta abrir a ficha “Dependentes”, localizada na coluna do lado esquerdo da tela do programa e clicar em novo.

    Depois, é só escolher o “Tipo de Dependente” e informar o CPF, nome e data de nascimento da pessoa e clique em “OK”. Por fim, é só repetir o processo para cada dependente que desejar incluir.

    + Entenda como declarar herança no Imposto de Renda

    Veja o calendário da restituição do Imposto de Renda

    Após declarar o Imposto de Renda 2022, o que muita gente quer saber é quando poderá receber a restituição, se tiver direito. Como todo ano, serão pagos mais de um lote.

    Neste ano, serão 5 lotes de restituição e eles funcionarão de acordo com a data em que você entregou sua declaração ao Fisco. Com isso, quanto mais cedo você declara, maiores são as chances de sua restituição ser incluída nos primeiros lotes.

    Confira abaixo as datas de liberação dos lotes

    • 1º lote: 31 de maio;
    • 2º lote: 30 de junho;
    • 3º lote: 29 de julho;
    • 4º lote: 31 de agosto;
    • 5º lote: 30 de setembro.

    Gostou deste conteúdo? Ele te ajudou? Então compartilhe com outras pessoas e continue lendo sobre o assunto. Por exemplo, veja 9 formas de pagar menos Imposto de Renda.

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?