Início Notícias Finanças Pessoais O que é e como entender o extrato bancário

O que é e como entender o extrato bancário

3.8
(24)

Se  você realiza diversas movimentações bancárias, provavelmente já precisou alguma vez do extrato bancário para ter controle do que já foi gasto ou não.

Entretanto, você sabe o que é e para que serve o extrato bancário? Sabe qual é o objetivo dele? Se a sua resposta foi não para as duas perguntas, então este texto é para você!

Vamos explicar sobre como funciona o extrato bancário, qual a finalidade e quais são os tipos. Continue a leitura para saber melhor sobre o assunto!

extrato-bancario
Conferir extrato bancário ajuda a ter controle sobre seu saldo

Entendendo o que é o extrato bancário

Para começar, o extrato bancário é um documento no qual constam todas as informações sobre o movimento da sua conta bancária.

Por meio do extrato é possível realizar a consulta da sua conta de dois dias, cinco dias e 30 dias. Ainda existe a possibilidade de verificar os meses anteriores.

Além disso, existem diversas maneiras de se consultar o extrato bancário, sendo elas:

E as informações de um extrato costumam ser bastante simplificadas. Contudo, por conta de alguns códigos e letras é necessário saber o que cada um significa para interpretar o documento da forma correta.

Além disso, é por meio desse documento que você consegue analisar exatamente o que entrou e saiu da conta. Também é possível avaliar a sua situação bancária depois que realizou os pagamentos necessários.

Agora que você já sabe o que é um extrato bancário, vamos entender o que significa cada símbolo desse documento?

Veja o que significa cada símbolo do seu extrato bancário

Você já sabe que o principal conteúdo do extrato bancário é a movimentação de entrada e saída de dinheiro da sua conta.

Ele sempre conta com uma data de início, que é o saldo inicial do período, e uma data final, que é o saldo final.

As movimentações citadas acima são marcadas com as letras “c”, de crédito, que significa entrada, ou “d”, de débito, que significa a saída de dinheiro.

O extrato indica o saldo inicial e o final, incluindo ou não os valores de crédito para o correntista.

Por essa razão, é importante ter atenção nesse ponto e não considerar como dinheiro disponível o saldo final, mas sim o saldo sem o empréstimo disponível.

Além disso, é no extrato bancário que constam todas as operações realizadas no mês, como por exemplo, as compras realizadas no débito, transferências, saques etc.

Todas essas informações estão em ordem cronológica, de acordo com as datas de cada movimentação.

Principais siglas em um extrato bancário

É comum que nos extratos bancários você encontre siglas ou letras que não saiba o significado.

Isso porque todas as movimentações são dadas em códigos e letras impressas no documento. Saiba quais são as principais.

Saldo positivo e negativo

C: refere-se ao crédito e é utilizado para determinar todas as movimentações de depósito em conta, ou seja, de entrada de dinheiro;

D: tem como significado o débito e determina os valores retirados ou descontados da conta. Sejam por meios de saques, compras no cartão, entre outros. Também pode estar incluído na frente do valor do saldo total um sinal de negativo (-).

Conta corrente ou poupança

C/C: esta sigla significa conta corrente.

C/I: essa indica que é uma conta investimento ou conta poupança, variando de acordo com o tipo de conta do correntista.

Recebimentos

Dep. Ch.: tem como significado depósito em cheque;

Dep. Dinh.: significa depósito em dinheiro;

TB: essa sigla tem como significado transferências bancárias;

TBI: significa transferência bancárias via internet;

TED’s ou DOC’s: tem como significado transferências entre bancos diferentes, ambos eletronicamente.

+ Entenda qual é a diferença entre DOC e TED

Pagamentos

PGTO, PAG, PAGTO ou PG Cobrança: é referente ao pagamento de boletos bancários, sejam eles despesas pessoais, faturas de cartão, tarifas federais ou outros;

DA: tem sentido de débito automático.

Cobranças e tarifas

IOF: significa imposto sobre operações financeiras;

TRF ou TAR: tem como significado tarifa mensal de serviços;

ENC: é quando as tarifas são lançadas como encargos.

Outras siglas

CCF (Cadastro de Emitentes de Cheques Sem Fundo): é o cadastro mantido pelo Banco do Brasil, em nome do Banco Central. Nele estão armazenadas informações sobre emitentes de cheques sem fundos;

Cheque Prescrito: é quando o cheque foi apresentado após o prazo de prescrição (seis meses após o prazo de apresentação). Sendo assim, o beneficiário perde o direito de execução, sendo possível apenas a ação comum na justiça para reaver o crédito.

Conheça os tipos de extrato bancário

Agora que você já sabe como funciona um extrato bancário e quais são as siglas, está na hora de conhecer e entender cada tipo existente nas instituições financeiras. A seguir, listaremos os tipos de extrato. 

Extrato comum: esse é o demonstrativo solicitado pelo cliente. É referente a um determinado período, que pode ser consultado a qualquer momento em caixas eletrônicos ou pela internet.

Mas é importante estar atento, pois os bancos costumam cobrar quando o limite de extratos impressos é ultrapassado.

Mensal consolidado: essa é a versão impressa com todas as transações mensais realizadas. O documento é enviado pelos Correios.

Extrato anual consolidado: é o demonstrativo com as movimentações realizadas pelo cliente durante todo o ano, incluindo as taxas cobradas. O envio desse demonstrativo é obrigatório e não pode ser cobrado pelos bancos.

Vale a pena ter conta em vários bancos?

Se você é o tipo de pessoa que tem uma carteira com muitos cartões de crédito ou débito, saiba que este cenário é cada vez mais comum. Mas será que vale a pena ter conta em vários bancos?

Em primeiro lugar, a facilidade com que as agências e empresas têm oferecido ao cliente tem motivado o acúmulo de contas em diversos bancos.

Com isso, é raro encontrar uma pessoa que não tenha mais de uma conta bancária.

Uma dica interessante para saber se vale a pena ter muitas contas é traçar os prós e contras, conferindo as vantagens e também desvantagens de cada um.

Pensando nisso, nós separamos um texto para você conferir se vale a pena ou não ter conta em vários bancos.

Gostou deste texto sobre extrato bancário? Aproveite a visita no nosso site e assine a nossa newsletter. Desse jeito, você recebe as nossas atualizações diretamente na sua caixa de entrada!

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 24

Seja o primeiro a avaliar este post.

Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

5 erros mais comuns ao usar cartão de crédito

Você já se complicou alguma vez utilizando o cartão de crédito? Ficou com preocupação com a fatura do próximo mês? Se a...

6 opções para trabalhar como freelancer aos finais de semana

Está em busca de aumentar a sua renda ou a da sua família nas horas vagas? Uma alternativa é ser freelancer aos...

Descubra 5 ferramentas semelhantes ao PIX

Pagamento via QR Code, transferências rápidas e que podem ser feitas 24 horas por dia, sete dias na semana: o Pix é...

Como calcular quanto você precisa de renda extra

Em tempos de crise econômica, conseguir uma renda extra se torna o objetivo de muitos profissionais. No entanto, algumas pessoas não conseguem...

Como reclamar uma cobrança bancária indevida

Uma das maiores reclamações de consumidores com relação às instituições financeiras é a cobrança bancária indevida. Esse ainda é um problema recorrente, mas que...

4 vantagens do Open Banking para clientes e empresas

Antes de descobrir quais as vantagens do Open Banking para clientes e empresas, você precisa saber o que é essa nova realidade...