Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasEconomiaSalário mínimo 2021: governo propõe novo valor

    Salário mínimo 2021: governo propõe novo valor

    0
    (0)

    O governo federal propôs um novo valor de salário mínimo a partir de janeiro de 2021. O montante é de R$1.067 com pagamento a partir de fevereiro.

    Publicidade

    O valor consta no projeto de lei orçamentária do ano que vem que foi encaminhado ao Congresso Nacional no dia 31 de agosto pelo Ministério da Economia.

    A quantia proposta pelo governo — que ainda depende da aprovação do Congresso — representa um aumento de R$22 em relação ao salário mínimo atual, que é de R$1.045.

    Mas também corresponde a uma redução de R$12 se comparado aos R$1.079 propostos em abril deste ano pelo governo.

    A explicação para essa queda diz respeito ao fato de o governo prever um aumento com base na inflação de 2020.

    Mas como a previsão para inflação deste ano recuou, o salário mínimo também terá uma correção menor.

    Publicidade

    Correção do salário mínimo será feito com base na inflação

    Em abril deste ano, o governo previa que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teria um aumento de 3,27% em 2020. Mas o valor caiu para 2,09% em julho.

    A Constituição determina que o valor do salário mínimo tenha que ser corrigido, ao menos, pela variação do INPC ao ano anterior.

    Por isso, a proposta de orçamento enviado ao Congresso está prevista a correção apenas pela inflação com base na estimativa do INPC.

    Isso quer dizer que não haverá um “ganho real” com o novo reajuste do salário, ou seja, acima da inflação. O poder de compra de quem recebe o salário, no entanto, permanece preservado.

    Governo já havia realizado esse formato de reajuste

    A área econômica do governo já realizou esse formato quando concedeu reajuste este ano do salário somente com base na inflação de 2019.

    Publicidade

    Com isso, o governo mudou a política de aumentos reais — ou seja, acima da inflação — que vinha sendo realizada nos anos anteriores: proposta feita pela ex-presidente Dilma Rouseff e aprovada pelo Congresso.

    Essa política de reajustes pela inflação e variação do Produto Interno Bruto (PIB) esteve em vigor de 2011 a 2019. Mas nem sempre o salário esteve acima da inflação.

    Nos anos de 2017 e 2018, por exemplo, foi dado o reajuste somente com base na inflação porque o PIB dos anos anteriores (2015 e 2016) teve retração.

    Por isso, para cumprir a proposta, somente a inflação serviu de base para o aumento.

    Imagem que contém uma pessoa segurando notas de cinquenta, vinte, dez e cinco reais para ilustrar o texto sobre salário mínimo 2021
    Governo divulga proposta para novo salário mínimo em 2021

    Vale lembrar que o valor do salário mínimo de 2021 pode sofrer uma nova alteração de acordo com o comportamento da inflação.

    Publicidade

    Segundo informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), o salário mínimo serve de referência para 49 milhões de trabalhadores no Brasil.

    Reajuste do salário mínimo terá impacto nas contas públicas

    Ao oferecer um reajuste menor para o salário mínimo, o governo federal também gastará menos. Isso porque os benefícios previdenciários não podem ser menores que o valor do salário.

    De acordo com os cálculos apresentados pelo governo, a cada R$1 de aumento do salário gera uma despesa de, aproximadamente, R$355 milhões em 2020.

    Desta maneira, um reajuste de R$12 no salário mínimo em 2021 representaria uma queda de R$4,26 bilhões nas despesas do governo federal.

    Quer ficar por dentro das atualizações sobre economia e finanças? Então aproveite a visita no nosso site e assine a nossa newsletter. Desta maneira, você recebe todas as novidades diretamente no seu e-mail.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Camila Miranda
    Camila Miranda
    Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaSalário mínimo 2021: governo propõe novo valor

    Salário mínimo 2021: governo propõe novo valor

    0
    (0)

    O governo federal propôs um novo valor de salário mínimo a partir de janeiro de 2021. O montante é de R$1.067 com pagamento a partir de fevereiro.

    Publicidade

    O valor consta no projeto de lei orçamentária do ano que vem que foi encaminhado ao Congresso Nacional no dia 31 de agosto pelo Ministério da Economia.

    A quantia proposta pelo governo — que ainda depende da aprovação do Congresso — representa um aumento de R$22 em relação ao salário mínimo atual, que é de R$1.045.

    Mas também corresponde a uma redução de R$12 se comparado aos R$1.079 propostos em abril deste ano pelo governo.

    A explicação para essa queda diz respeito ao fato de o governo prever um aumento com base na inflação de 2020.

    Mas como a previsão para inflação deste ano recuou, o salário mínimo também terá uma correção menor.

    Publicidade

    Correção do salário mínimo será feito com base na inflação

    Em abril deste ano, o governo previa que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teria um aumento de 3,27% em 2020. Mas o valor caiu para 2,09% em julho.

    A Constituição determina que o valor do salário mínimo tenha que ser corrigido, ao menos, pela variação do INPC ao ano anterior.

    Por isso, a proposta de orçamento enviado ao Congresso está prevista a correção apenas pela inflação com base na estimativa do INPC.

    Isso quer dizer que não haverá um “ganho real” com o novo reajuste do salário, ou seja, acima da inflação. O poder de compra de quem recebe o salário, no entanto, permanece preservado.

    Governo já havia realizado esse formato de reajuste

    A área econômica do governo já realizou esse formato quando concedeu reajuste este ano do salário somente com base na inflação de 2019.

    Publicidade

    Com isso, o governo mudou a política de aumentos reais — ou seja, acima da inflação — que vinha sendo realizada nos anos anteriores: proposta feita pela ex-presidente Dilma Rouseff e aprovada pelo Congresso.

    Essa política de reajustes pela inflação e variação do Produto Interno Bruto (PIB) esteve em vigor de 2011 a 2019. Mas nem sempre o salário esteve acima da inflação.

    Nos anos de 2017 e 2018, por exemplo, foi dado o reajuste somente com base na inflação porque o PIB dos anos anteriores (2015 e 2016) teve retração.

    Por isso, para cumprir a proposta, somente a inflação serviu de base para o aumento.

    Imagem que contém uma pessoa segurando notas de cinquenta, vinte, dez e cinco reais para ilustrar o texto sobre salário mínimo 2021
    Governo divulga proposta para novo salário mínimo em 2021

    Vale lembrar que o valor do salário mínimo de 2021 pode sofrer uma nova alteração de acordo com o comportamento da inflação.

    Publicidade

    Segundo informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), o salário mínimo serve de referência para 49 milhões de trabalhadores no Brasil.

    Reajuste do salário mínimo terá impacto nas contas públicas

    Ao oferecer um reajuste menor para o salário mínimo, o governo federal também gastará menos. Isso porque os benefícios previdenciários não podem ser menores que o valor do salário.

    De acordo com os cálculos apresentados pelo governo, a cada R$1 de aumento do salário gera uma despesa de, aproximadamente, R$355 milhões em 2020.

    Desta maneira, um reajuste de R$12 no salário mínimo em 2021 representaria uma queda de R$4,26 bilhões nas despesas do governo federal.

    Quer ficar por dentro das atualizações sobre economia e finanças? Então aproveite a visita no nosso site e assine a nossa newsletter. Desta maneira, você recebe todas as novidades diretamente no seu e-mail.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?