Mais
    InícioNotíciasEconomiaSalário mínimo para sustentar família deveria ser de mais de R$6 mil

    Salário mínimo para sustentar família deveria ser de mais de R$6 mil

    0
    (0)

    Você sabia que o seu salário mínimo de abril deste ano deveria ter sido de R$6.394,76? Ficou assustado? E se a gente te contar que o seu salário de fevereiro deveria ter sido de R$6.012,18?

    Publicidade

    Isso é o que aponta o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). É importante ressaltar que essa estimativa é referente ao mês de março e, por esse motivo, não foi divulgado qual seria o valor do salário neste mês.

    De acordo com o Dieese, o valor do salário mínimo deveria ser equivalente a mais de cinco vezes do atual, que é de R$1.212.

    Para se ter uma ideia, em fevereiro de 2019, o piso necessário correspondeu a R$4.052,65, ou 4,06 vezes o mínimo vigente.

    Segundo o órgão, esse é o valor necessário para sustentar uma família de quatro pessoas.

    É importante ressaltar ainda que o Dieese calcula esse valor com base na cesta básica mais cara entre as capitais pesquisadas. Além disso, leva em consideração a necessidade de suprir as despesas de um trabalhador e de sua família com alimentação, moradia, saúde e educação.

    Publicidade

    Além de itens como vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.

    Valor da cesta básica subiu em todas as capitais do país

    Por conta da alta da inflação, todas as capitais viram os preços dos produtos básicos aumentarem significativamente, quando comparado com o mês anterior, que foi o de março. 

    E para quem está se perguntando qual foi a capital que teve a maior alta, acertou quem pensou no Rio de Janeiro, com 7,65%. Mas e a que teve a menor variação nos preços, você tem alguma ideia?

    Quem falou Salvador, a resposta está certa. A capital teve um aumento de somente 1,46%. Agora, quando o assunto é cesta básica, São Paulo se destaca como a capital mais cara, com R$761,19.

    Carteira de trabalho em cima de notas de reais e moedas
    O salário mínimo dos brasileiros deveria ser maior que R$6 mil

    O Dieese também comparou os meses de março de 2021 com o de 2022 e, constatou que todas as capitais sofreram com a alta nas cestas básicas. Mas Aracaju foi a que teve a menor variação, com 11,99%.

    Publicidade

    Ainda na comparação entre os dois anos, no mesmo período, a que teve a maior variação foi Campo Grande, com 29,44%.

    Quantas horas os brasileiros precisam trabalhar para conseguir comprar os itens da cesta básica?

    Outro assunto que a pesquisa do Dieese trouxe foi a média de horas que os brasileiros precisariam trabalhar para conseguir adquirir a cesta básica com o valor do salário mínimo atual.

    De acordo com o órgão, seriam necessárias em março 119 horas e 11 minutos, o que seria equivalente a meio mês. Já para o mês de fevereiro, teria sido necessário trabalhar 114 horas e 11 minutos.

    + Salário mínimo 2023: Governo Federal prevê valor de R$1.294. Entenda!

    Outra conta que foi realizada é que do salário mínimo seria necessário 58,57% para comprar os itens da cesta básica. Isso já descontando o valor da previdência social, que representa 7,5% do salário.

    Publicidade

    Brasil tem um dos salários mais baixos do mundo

    O Instituto de Economia e Ciências Sociais da Alemanha analisou o salário mínimo de 37 países por hora trabalhada.

    E o resultado é, no mínimo, desanimador.

    O Brasil tem um dos mais baixos do mundo, segundo o órgão. Entre os países pesquisados, o país ficou à frente apenas de Rússia e Moldávia.

    A Austrália, primeira colocada, tem 9,47 euros por hora como rendimento mínimo.

    O valor equivale a R$41,84 e, numa jornada de oito horas de trabalho, equivaleria a cerca de R$6 mil por mês.

    Luxemburgo (9,37 euros/hora), França (9,18) e Holanda (8,79) vêm em seguida na lista.

    Até mesmo a Argentina, que vive uma grave crise econômica, garante uma remuneração bastante superior à brasileira. Os “hermanos” oferecem ao trabalhador 4,16 euros por hora como salário mínimo.

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com um amigo que esteja precisando saber qual deveria ser o salário mínimo com a alta dos preços dos produtos.

    *Colaboração: Juliana Favorito

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaSalário mínimo para sustentar família deveria ser de mais de R$6 mil

    Salário mínimo para sustentar família deveria ser de mais de R$6 mil

    0
    (0)

    Você sabia que o seu salário mínimo de abril deste ano deveria ter sido de R$6.394,76? Ficou assustado? E se a gente te contar que o seu salário de fevereiro deveria ter sido de R$6.012,18?

    Publicidade

    Isso é o que aponta o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese). É importante ressaltar que essa estimativa é referente ao mês de março e, por esse motivo, não foi divulgado qual seria o valor do salário neste mês.

    De acordo com o Dieese, o valor do salário mínimo deveria ser equivalente a mais de cinco vezes do atual, que é de R$1.212.

    Para se ter uma ideia, em fevereiro de 2019, o piso necessário correspondeu a R$4.052,65, ou 4,06 vezes o mínimo vigente.

    Segundo o órgão, esse é o valor necessário para sustentar uma família de quatro pessoas.

    É importante ressaltar ainda que o Dieese calcula esse valor com base na cesta básica mais cara entre as capitais pesquisadas. Além disso, leva em consideração a necessidade de suprir as despesas de um trabalhador e de sua família com alimentação, moradia, saúde e educação.

    Publicidade

    Além de itens como vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.

    Valor da cesta básica subiu em todas as capitais do país

    Por conta da alta da inflação, todas as capitais viram os preços dos produtos básicos aumentarem significativamente, quando comparado com o mês anterior, que foi o de março. 

    E para quem está se perguntando qual foi a capital que teve a maior alta, acertou quem pensou no Rio de Janeiro, com 7,65%. Mas e a que teve a menor variação nos preços, você tem alguma ideia?

    Quem falou Salvador, a resposta está certa. A capital teve um aumento de somente 1,46%. Agora, quando o assunto é cesta básica, São Paulo se destaca como a capital mais cara, com R$761,19.

    Carteira de trabalho em cima de notas de reais e moedas
    O salário mínimo dos brasileiros deveria ser maior que R$6 mil

    O Dieese também comparou os meses de março de 2021 com o de 2022 e, constatou que todas as capitais sofreram com a alta nas cestas básicas. Mas Aracaju foi a que teve a menor variação, com 11,99%.

    Publicidade

    Ainda na comparação entre os dois anos, no mesmo período, a que teve a maior variação foi Campo Grande, com 29,44%.

    Quantas horas os brasileiros precisam trabalhar para conseguir comprar os itens da cesta básica?

    Outro assunto que a pesquisa do Dieese trouxe foi a média de horas que os brasileiros precisariam trabalhar para conseguir adquirir a cesta básica com o valor do salário mínimo atual.

    De acordo com o órgão, seriam necessárias em março 119 horas e 11 minutos, o que seria equivalente a meio mês. Já para o mês de fevereiro, teria sido necessário trabalhar 114 horas e 11 minutos.

    + Salário mínimo 2023: Governo Federal prevê valor de R$1.294. Entenda!

    Outra conta que foi realizada é que do salário mínimo seria necessário 58,57% para comprar os itens da cesta básica. Isso já descontando o valor da previdência social, que representa 7,5% do salário.

    Publicidade

    Brasil tem um dos salários mais baixos do mundo

    O Instituto de Economia e Ciências Sociais da Alemanha analisou o salário mínimo de 37 países por hora trabalhada.

    E o resultado é, no mínimo, desanimador.

    O Brasil tem um dos mais baixos do mundo, segundo o órgão. Entre os países pesquisados, o país ficou à frente apenas de Rússia e Moldávia.

    A Austrália, primeira colocada, tem 9,47 euros por hora como rendimento mínimo.

    O valor equivale a R$41,84 e, numa jornada de oito horas de trabalho, equivaleria a cerca de R$6 mil por mês.

    Luxemburgo (9,37 euros/hora), França (9,18) e Holanda (8,79) vêm em seguida na lista.

    Até mesmo a Argentina, que vive uma grave crise econômica, garante uma remuneração bastante superior à brasileira. Os “hermanos” oferecem ao trabalhador 4,16 euros por hora como salário mínimo.

    Gostou do conteúdo? Compartilhe com um amigo que esteja precisando saber qual deveria ser o salário mínimo com a alta dos preços dos produtos.

    *Colaboração: Juliana Favorito

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?