Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisTarifa Branca: saiba como funciona e por que reduz a conta de...

    Tarifa Branca: saiba como funciona e por que reduz a conta de luz

    5
    (1)

    Com os aumentos constantes na conta de luz, o último foi o reajuste de 52% na bandeira, muitos brasileiros estão procurando uma forma de economizar energia. Mas você sabia que existe a Tarifa Branca? Ela é mais uma opção de modelo tarifário.

    Publicidade

    A Tarifa Branca está em vigor desde o ano passado e, diferentemente das taxas comuns, ela é fixa e trabalha com três valores. É claro que eles dependem do horário de uso da energia elétrica, isso pode chegar a uma economia de 20%.

    + Veja o que significa a bandeira vermelha na conta de luz

    Mas o que de fato é a Tarifa Branca e como ela funciona? É vantajoso usar esse tipo de tarifa? Essas são algumas das perguntas que as pessoas podem fazer ao escutar sobre o assunto.

    Por este motivo, preparamos este artigo com todas as informações que você precisa saber sobre a Tarifa Branca. Confira!

    Descubra o que é a Tarifa Branca

    Para quem não conhece, a Tarifa Branca é mais um modelo tarifário criado pela Aneel. É uma nova forma de pagar pela energia elétrica consumida. E como funciona essa tarifa? De forma bem simples, os valores variam de acordo com os horários.

    Publicidade

    Sendo assim, nos dias úteis são cobrados três valores diferentes de tarifas. Eles são denominados horário de:

    -> Ponta: tarifa mais elevada, já que é o período diário de 3 horas consecutivas;.

    -> Intermediário: tarifa de valor intermediário, costuma variar de uma hora a 1 hora 30 minutos antes e depois do horário de ponta;

    -> Fora Ponta: tarifa de valor menor, período com uso baixo da rede elétrica.

    E nos finais de semana e feriados nacionais, o valor a ser levado em consideração é sempre da tarifa Fora de Ponta.

    Publicidade

    + Descubra os 12 vilões que aumentam sua conta de luz

    Sendo assim, quanto maior for a necessidade de energia na sua região em um determinado período, mais caro será o valor cobrado pelo consumo. E o mesmo acontece ao contrário, quanto menor o uso da rede elétrica, mais barato será o consumo.

    Quem tem direito à Tarifa Branca?

    E quem tem direito a Tarifa Branca? Bom, de acordo com a legislação tarifária da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), este tipo de tarifa está disponível tanto para o consumo residencial e comercial, como também para o rural.

    lâmpada acesa com moedas atrás
    A Tarifa Branca varia de acotdo com o horário que a pessoa consome energia

    Em tese, podem aderir à Tarifa Branca os consumidores das classes:

    • Residencial: denominada subgrupo B1; 
    • Rural: denominada subgrupo B2; e 
    • Industrial, Comércio, Serviços e outras atividades, Serviço Público, Poder Público e Consumo Próprio: denominada subgrupo B3.

    Mas atenção: os consumidores não podem receber benefício tarifário e precisam se enquadrar no perfil de baixa tensão. É o exemplo das residências em locais considerados de baixa renda.

    Publicidade

    A Tarifa Branca também não se aplica para a Iluminação Pública (subgrupo B4). 

    Diferença entre a Tarifa Branca e a Convencional

    Diferentemente da modalidade chamada Convencional, que tem um único valor, a Tarifa Branca possui valores diferentes ao longo do dia. Essa pode ser considerada a principal diferença entre ambas, afinal, é a mais significativa.

    Para explicar melhor, a Tarifa Branca costuma ser mais variável em horários pré-determinados, enquanto a Tarifa Convencional conta com um preço fixo independentemente do horário do dia.

    Quais são os benefícios da Tarifa Branca?

    Mas, afinal de contas, quais são os benefícios dessa tarifa e por que ela pode ser tão vantajosa? Primeiramente, antes de mais nada, é sempre importante que o cliente tenha um bom entendimento acerca do seu perfil de consumo para saber se é vantajoso ou não.

    Com a Tarifa Branca, se o consumidor centralizar o seu consumo no período fora ponta, pode acabar por reduzir os seus gastos na fatura de energia. Dessa forma, ajuda a retardar investimentos na capacidade instalada da rede elétrica.

    Além disso, de acordo com a Aneel, 

    “Se o consumidor adotar hábitos que priorizem o uso da energia fora do período de ponta, diminuindo fortemente o consumo nesse horário e no intermediário, a opção pela Tarifa Branca oferece a oportunidade de reduzir o valor pago pela energia consumida.”

    Mas, de outro lado, essa tarifa não vai ser recomendada se o consumo for maior nos períodos de ponta e intermediário, além disso se não houver possibilidade de transferência do uso dessa energia elétrica para o período fora de ponta. 

    O que acontece nesses casos? Acontece que a Tarifa Branca pode resultar em uma conta maior: nessa situação, é mais vantajoso continuar na Tarifa Convencional.

    O conteúdo lhe foi útil? Então compartilhe com alguém que precisa saber disso e conhecer mais sobre a Tarifa Branca da conta de luz.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Juliana Favorito
    Juliana Favorito
    Jornalista apaixonada em escutar e escrever histórias, mas que também tem uma queda pelo Marketing Digital. Com experiência em redação, social mídia e marketing ela gosta de sempre estar atualizada sobre a área da comunicação. E como uma boa carioca, não dispensa uma praia.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisTarifa Branca: saiba como funciona e por que reduz a conta de...

    Tarifa Branca: saiba como funciona e por que reduz a conta de luz

    5
    (1)

    Com os aumentos constantes na conta de luz, o último foi o reajuste de 52% na bandeira, muitos brasileiros estão procurando uma forma de economizar energia. Mas você sabia que existe a Tarifa Branca? Ela é mais uma opção de modelo tarifário.

    Publicidade

    A Tarifa Branca está em vigor desde o ano passado e, diferentemente das taxas comuns, ela é fixa e trabalha com três valores. É claro que eles dependem do horário de uso da energia elétrica, isso pode chegar a uma economia de 20%.

    + Veja o que significa a bandeira vermelha na conta de luz

    Mas o que de fato é a Tarifa Branca e como ela funciona? É vantajoso usar esse tipo de tarifa? Essas são algumas das perguntas que as pessoas podem fazer ao escutar sobre o assunto.

    Por este motivo, preparamos este artigo com todas as informações que você precisa saber sobre a Tarifa Branca. Confira!

    Descubra o que é a Tarifa Branca

    Para quem não conhece, a Tarifa Branca é mais um modelo tarifário criado pela Aneel. É uma nova forma de pagar pela energia elétrica consumida. E como funciona essa tarifa? De forma bem simples, os valores variam de acordo com os horários.

    Publicidade

    Sendo assim, nos dias úteis são cobrados três valores diferentes de tarifas. Eles são denominados horário de:

    -> Ponta: tarifa mais elevada, já que é o período diário de 3 horas consecutivas;.

    -> Intermediário: tarifa de valor intermediário, costuma variar de uma hora a 1 hora 30 minutos antes e depois do horário de ponta;

    -> Fora Ponta: tarifa de valor menor, período com uso baixo da rede elétrica.

    E nos finais de semana e feriados nacionais, o valor a ser levado em consideração é sempre da tarifa Fora de Ponta.

    Publicidade

    + Descubra os 12 vilões que aumentam sua conta de luz

    Sendo assim, quanto maior for a necessidade de energia na sua região em um determinado período, mais caro será o valor cobrado pelo consumo. E o mesmo acontece ao contrário, quanto menor o uso da rede elétrica, mais barato será o consumo.

    Quem tem direito à Tarifa Branca?

    E quem tem direito a Tarifa Branca? Bom, de acordo com a legislação tarifária da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), este tipo de tarifa está disponível tanto para o consumo residencial e comercial, como também para o rural.

    lâmpada acesa com moedas atrás
    A Tarifa Branca varia de acotdo com o horário que a pessoa consome energia

    Em tese, podem aderir à Tarifa Branca os consumidores das classes:

    • Residencial: denominada subgrupo B1; 
    • Rural: denominada subgrupo B2; e 
    • Industrial, Comércio, Serviços e outras atividades, Serviço Público, Poder Público e Consumo Próprio: denominada subgrupo B3.

    Mas atenção: os consumidores não podem receber benefício tarifário e precisam se enquadrar no perfil de baixa tensão. É o exemplo das residências em locais considerados de baixa renda.

    Publicidade

    A Tarifa Branca também não se aplica para a Iluminação Pública (subgrupo B4). 

    Diferença entre a Tarifa Branca e a Convencional

    Diferentemente da modalidade chamada Convencional, que tem um único valor, a Tarifa Branca possui valores diferentes ao longo do dia. Essa pode ser considerada a principal diferença entre ambas, afinal, é a mais significativa.

    Para explicar melhor, a Tarifa Branca costuma ser mais variável em horários pré-determinados, enquanto a Tarifa Convencional conta com um preço fixo independentemente do horário do dia.

    Quais são os benefícios da Tarifa Branca?

    Mas, afinal de contas, quais são os benefícios dessa tarifa e por que ela pode ser tão vantajosa? Primeiramente, antes de mais nada, é sempre importante que o cliente tenha um bom entendimento acerca do seu perfil de consumo para saber se é vantajoso ou não.

    Com a Tarifa Branca, se o consumidor centralizar o seu consumo no período fora ponta, pode acabar por reduzir os seus gastos na fatura de energia. Dessa forma, ajuda a retardar investimentos na capacidade instalada da rede elétrica.

    Além disso, de acordo com a Aneel, 

    “Se o consumidor adotar hábitos que priorizem o uso da energia fora do período de ponta, diminuindo fortemente o consumo nesse horário e no intermediário, a opção pela Tarifa Branca oferece a oportunidade de reduzir o valor pago pela energia consumida.”

    Mas, de outro lado, essa tarifa não vai ser recomendada se o consumo for maior nos períodos de ponta e intermediário, além disso se não houver possibilidade de transferência do uso dessa energia elétrica para o período fora de ponta. 

    O que acontece nesses casos? Acontece que a Tarifa Branca pode resultar em uma conta maior: nessa situação, é mais vantajoso continuar na Tarifa Convencional.

    O conteúdo lhe foi útil? Então compartilhe com alguém que precisa saber disso e conhecer mais sobre a Tarifa Branca da conta de luz.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?