Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasMercado CambialDólar abaixo de R$5: cenário passageiro ou tendência para 2021?

    Dólar abaixo de R$5: cenário passageiro ou tendência para 2021?

    0
    (0)

    Investidores que acompanham o mercado cambial se depararam com uma ótima notícia essa semana: a queda do dólar. Em vários dias, o dólar chegou ao patamar de R$4 pela primeira vez depois de muito tempo.

    Publicidade

    A última vez em que foi possível ver o dólar abaixo dos R$5 aconteceu no dia 10 de junho de 2020, quando o pregão fechou em R$4,93. Ou seja, há mais de um ano atrás.

    Por isso, a pergunta que não quer calar entre quem investe é: essa é uma tendência e a moeda continuará estável ou foi essa queda foi apenas passageira? Continue lendo e entenda!

    Vale lembrar que o preço do dólar já apresentava pequenos recuos nas últimas semanas. Isso porque, o Brasil apresenta uma aceleração na imunização da população para Covid-19. Então, essa atitude despertou o interesse de mais investidores no Brasil.

    Com mais pessoas investindo dinheiro no Brasil, o dólar ficou disponível em um maior volume para negociação. Essa situação também favoreceu os seguidos recordes da bolsa de valores, que superou os 131 mil pontos.

    Contudo, esse também não é o único motivo para aumentar a demanda pelo dólar em território brasileiro. A queda do câmbio também tem a ver com a elevação da taxa Selic para 4,25% no último dia 16 de junho.

    Publicidade

    Com a divulgação do novo valor da Selic, o Banco Central também emitiu um documento que endossa que a instituição fortalecerá o tom de combate ao aquecimento econômico, com possível aceleração das altas da taxa básica de juros nas próximas reuniões do Copom.

    Ou seja, com juros mais altos, também aumenta a taxa de retorno para investidores que aplicam em real, puxando a entrada de dólar no país.

    nota de dólar e real
    A última vez que o Dólar esteve no patamar dos R$ 4 foi há mais de um ano!

    Dólar a menos de R$5: tendência ou apenas ilusão?

    Depois do resultado tão esperado por muitos, o primeiro questionamento que surge é se o dólar vai diminuir ainda mais nos próximos dias ou se foi apenas uma ilusão. Mas, para chegar a essa resposta, é necessário contextualizar todo o cenário econômico.

    Atualmente, o dólar a R$5 é uma marca psicológica, uma espécie de “ímã”. Em outras palavras, quando a moeda começa a se distanciar desse valor, o próprio mercado se movimenta para que ela volte a essa marca.

    Nesse sentido, pode até ser que o câmbio se aproxime ainda mais dos R$4,90, mas também é possível que retorne ao patamar de R$5, podendo chegar de novo em torno de R$5,15, por exemplo.

    Publicidade

    Apesar desse efeito de atração nos R$5, não é possível afirmar por quanto tempo o dólar se manterá nesse patamar. Mas com as projeções sendo revisadas cada vez para cenários mais otimistas, pode ser que fiquemos por um curto tempo nessa faixa.

    Por que o Dólar sobe e desce?

    O Dólar, como todos sabem, é a moeda utilizada como referência mundial para vários tipos de transações. Afinal, os Estados Unidos é uma das potências mundiais.

    Por possuir tanta força no cenário econômico, bancos e governos possuem reservas em dólares e realizam empréstimos e transações comerciais. E é exatamente por isso que atualmente, todas as moedas são impactadas pelo Dólar.

    Assim como outras moedas, o Dólar sofre influência da Lei de Oferta e Demanda. Ou seja, quanto mais gente procura pela moeda, maior é o seu preço, afinal existe uma escassez. Nesse sentido, quanto menos procura, menor o valor.

    No entanto, o Dólar também sofre influência de outros fatores como o déficit na balança comercial, gastos no exterior ou ainda os juros dos Estados Unidos.

    Publicidade

    Gostou do nosso conteúdo? Confira agora a cotação do Dólar no dia de hoje!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Loyane Lapa
    Loyane Lapa
    Carioquíssima de Campo Grande, com um pézinho em São Paulo. Jornalista, Produtora de Conteúdo e [insira aqui outras funcionalidades de um jornalista]. Apaixonada por livros, filmes e pelo universo cultural. Curiosa e antenada nas novidades do mercado financeiro.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasMercado CambialDólar abaixo de R$5: cenário passageiro ou tendência para 2021?

    Dólar abaixo de R$5: cenário passageiro ou tendência para 2021?

    0
    (0)

    Investidores que acompanham o mercado cambial se depararam com uma ótima notícia essa semana: a queda do dólar. Em vários dias, o dólar chegou ao patamar de R$4 pela primeira vez depois de muito tempo.

    Publicidade

    A última vez em que foi possível ver o dólar abaixo dos R$5 aconteceu no dia 10 de junho de 2020, quando o pregão fechou em R$4,93. Ou seja, há mais de um ano atrás.

    Por isso, a pergunta que não quer calar entre quem investe é: essa é uma tendência e a moeda continuará estável ou foi essa queda foi apenas passageira? Continue lendo e entenda!

    Vale lembrar que o preço do dólar já apresentava pequenos recuos nas últimas semanas. Isso porque, o Brasil apresenta uma aceleração na imunização da população para Covid-19. Então, essa atitude despertou o interesse de mais investidores no Brasil.

    Com mais pessoas investindo dinheiro no Brasil, o dólar ficou disponível em um maior volume para negociação. Essa situação também favoreceu os seguidos recordes da bolsa de valores, que superou os 131 mil pontos.

    Contudo, esse também não é o único motivo para aumentar a demanda pelo dólar em território brasileiro. A queda do câmbio também tem a ver com a elevação da taxa Selic para 4,25% no último dia 16 de junho.

    Publicidade

    Com a divulgação do novo valor da Selic, o Banco Central também emitiu um documento que endossa que a instituição fortalecerá o tom de combate ao aquecimento econômico, com possível aceleração das altas da taxa básica de juros nas próximas reuniões do Copom.

    Ou seja, com juros mais altos, também aumenta a taxa de retorno para investidores que aplicam em real, puxando a entrada de dólar no país.

    nota de dólar e real
    A última vez que o Dólar esteve no patamar dos R$ 4 foi há mais de um ano!

    Dólar a menos de R$5: tendência ou apenas ilusão?

    Depois do resultado tão esperado por muitos, o primeiro questionamento que surge é se o dólar vai diminuir ainda mais nos próximos dias ou se foi apenas uma ilusão. Mas, para chegar a essa resposta, é necessário contextualizar todo o cenário econômico.

    Atualmente, o dólar a R$5 é uma marca psicológica, uma espécie de “ímã”. Em outras palavras, quando a moeda começa a se distanciar desse valor, o próprio mercado se movimenta para que ela volte a essa marca.

    Nesse sentido, pode até ser que o câmbio se aproxime ainda mais dos R$4,90, mas também é possível que retorne ao patamar de R$5, podendo chegar de novo em torno de R$5,15, por exemplo.

    Publicidade

    Apesar desse efeito de atração nos R$5, não é possível afirmar por quanto tempo o dólar se manterá nesse patamar. Mas com as projeções sendo revisadas cada vez para cenários mais otimistas, pode ser que fiquemos por um curto tempo nessa faixa.

    Por que o Dólar sobe e desce?

    O Dólar, como todos sabem, é a moeda utilizada como referência mundial para vários tipos de transações. Afinal, os Estados Unidos é uma das potências mundiais.

    Por possuir tanta força no cenário econômico, bancos e governos possuem reservas em dólares e realizam empréstimos e transações comerciais. E é exatamente por isso que atualmente, todas as moedas são impactadas pelo Dólar.

    Assim como outras moedas, o Dólar sofre influência da Lei de Oferta e Demanda. Ou seja, quanto mais gente procura pela moeda, maior é o seu preço, afinal existe uma escassez. Nesse sentido, quanto menos procura, menor o valor.

    No entanto, o Dólar também sofre influência de outros fatores como o déficit na balança comercial, gastos no exterior ou ainda os juros dos Estados Unidos.

    Publicidade

    Gostou do nosso conteúdo? Confira agora a cotação do Dólar no dia de hoje!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?