Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisPrograma Tarifa social oferece desconto na conta de luz

    Programa Tarifa social oferece desconto na conta de luz

    5
    (1)

    Em 2002, o Governo Federal passou a oferecer o benefício Tarifa Social para os consumidores residenciais de energia elétrica de baixa renda. E qual a vantagem desse programa? Ele oferece desconto para os consumidores na conta de luz.

    Publicidade

    Esse desconto vai de 10% até 100% e quanto menor o seu gasto de energia maior é o desconto. Mas é necessário que o consumo de energia seja de no máximo 220 kWh por mês.

    Vale ressaltar ainda que não é qualquer pessoa que pode participar do programa Tarifa Social. Isso porque é preciso se encaixar em alguns requisitos. Um deles é o consumo máximo de energia. Para você saber quanto consome por mês pode realizar a consulta nas contas anteriores.

    Quer saber qual é a faixa de desconto na conta de luz de acordo com o consumo? Confira abaixo a informação!

    Para quem é o Programa Tarifa Social?

    Como dito, o benefício não é para todos e tem alguns requisitos para que seja concedido. Você já sabe quais são eles?

    Um dos requisitos é atingir a faixa de consumo. Mas, para ter direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica, a família também precisará se encaixar em dos seguintes requisitos:

    Publicidade
    • Famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) com renda familiar per capita menor ou igual a meio salário mínimo (R$550);
    • Idosos com 65 anos ou mais ou pessoas com deficiência, que recebam o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC);
    • Famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal de até três salários mínimos (R$3.300), que tenham no domicílio portador de doença ou deficiência (física, motora, auditiva, visual, intelectual e múltipla) cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico exija o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica.

    Como calcular a renda per capta? Basta somar todos os rendimentos recebidos pela família e dividir o valor total pelo número de integrantes.

    Mas, e qual será o valor do desconto? Ele é dado de acordo com o consumo mensal de cada família, podendo ser de 10% a 65%, até o limite de consumo de 220 kWh (quilowatts-hora por mês).

    Desconto na conta de luz com cada faixa de consumo

    Você já sabe que o Governo Federal dá descontos para as famílias de baixa renda, mas qual é o valor a ser abatido para cada faixa de consumo? Veja!

    -> Até 30 kWh – você ganha 65% de desconto;

    -> De 3 kWh a 100 kWh – é possível ganhar 40% de desconto;

    Publicidade

    -> De 101 kWh a 220 kWh – você ganha 10% de desconto;

    -> Consumo superior a 220 kWh – o desconto é zero.

    Além disso, as famílias indígenas e quilombolas que são inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e que também atendem os requisitos necessários, podem ter desconto de 100%. Mas o limite de consumo de energia deve ser de 50 kWh por mês. Confira abaixo!

    Desconto na conta de luz para as famílias indígenas e quilombolas

    -> Consumo de 0 a 50 KWh – o desconto é de 100%;

    -> Quando o consumo é de 51 kWh a 100 kWh  – você tem desconto de 40%;

    Publicidade

    -> Consumo de 101 kWh a 220 kWh – o desconto é de 10%;

    -> A partir de 221 kWh – o desconto é zerado.

    Conta de luz
    O programa Tarifa Social permite que as pessoas tenham descontos na conta de luz

    Como solicitar o desconto na conta de luz?

    Agora que você já sabe quem pode ter esse desconto, de acordo com as regras do benefício, é preciso entender como solicitá-lo. O FinanceOne te explica de forma rápida e prática.

    Para isso, basta um dos integrantes da família solicitar à distribuidora de energia elétrica a classificação da residência na subclasse baixa renda. 

    A empresa pedirá os seguintes dados: 

    • Nome, CPF e Carteira de Identidade ou outro documento de identificação oficial com foto, ou então, no caso dos indígenas, o RANI;  
    • Código da unidade consumidora a ser beneficiada (você encontra esse número na conta de luz);  
    • Número de identificação social – NIS e/ou o Código Familiar no Cadastro Único ou o Número do Benefício – NB no caso de recebimento do Benefício de Prestação Continuada – BPC; 
    • Para famílias com uso continuado de aparelhos, apresentar o relatório e atestado assinados por um médico.

    Entretanto, a partir de 2022 a inclusão passará a ser automática para os já inscritos no Cadastro Único ou que recebe o Benefício de Prestação Continuada. Dessa forma, os consumidores não precisarão procurar as empresas para solicitar o desconto.

    Dessa forma, é de suma importância manter os cadastros atualizados.

    E aí, este texto te ajudou? Você já sabia dessas novidades? Então fique de olho no site do FinanceOne e não perca nenhuma dica sobre economia e benefícios sociais.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Mateus Carvalho
    Mateus Carvalho
    Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisPrograma Tarifa social oferece desconto na conta de luz

    Programa Tarifa social oferece desconto na conta de luz

    5
    (1)

    Em 2002, o Governo Federal passou a oferecer o benefício Tarifa Social para os consumidores residenciais de energia elétrica de baixa renda. E qual a vantagem desse programa? Ele oferece desconto para os consumidores na conta de luz.

    Publicidade

    Esse desconto vai de 10% até 100% e quanto menor o seu gasto de energia maior é o desconto. Mas é necessário que o consumo de energia seja de no máximo 220 kWh por mês.

    Vale ressaltar ainda que não é qualquer pessoa que pode participar do programa Tarifa Social. Isso porque é preciso se encaixar em alguns requisitos. Um deles é o consumo máximo de energia. Para você saber quanto consome por mês pode realizar a consulta nas contas anteriores.

    Quer saber qual é a faixa de desconto na conta de luz de acordo com o consumo? Confira abaixo a informação!

    Para quem é o Programa Tarifa Social?

    Como dito, o benefício não é para todos e tem alguns requisitos para que seja concedido. Você já sabe quais são eles?

    Um dos requisitos é atingir a faixa de consumo. Mas, para ter direito ao benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica, a família também precisará se encaixar em dos seguintes requisitos:

    Publicidade
    • Famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) com renda familiar per capita menor ou igual a meio salário mínimo (R$550);
    • Idosos com 65 anos ou mais ou pessoas com deficiência, que recebam o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC);
    • Famílias inscritas no Cadastro Único com renda mensal de até três salários mínimos (R$3.300), que tenham no domicílio portador de doença ou deficiência (física, motora, auditiva, visual, intelectual e múltipla) cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico exija o uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para o seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica.

    Como calcular a renda per capta? Basta somar todos os rendimentos recebidos pela família e dividir o valor total pelo número de integrantes.

    Mas, e qual será o valor do desconto? Ele é dado de acordo com o consumo mensal de cada família, podendo ser de 10% a 65%, até o limite de consumo de 220 kWh (quilowatts-hora por mês).

    Desconto na conta de luz com cada faixa de consumo

    Você já sabe que o Governo Federal dá descontos para as famílias de baixa renda, mas qual é o valor a ser abatido para cada faixa de consumo? Veja!

    -> Até 30 kWh – você ganha 65% de desconto;

    -> De 3 kWh a 100 kWh – é possível ganhar 40% de desconto;

    Publicidade

    -> De 101 kWh a 220 kWh – você ganha 10% de desconto;

    -> Consumo superior a 220 kWh – o desconto é zero.

    Além disso, as famílias indígenas e quilombolas que são inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e que também atendem os requisitos necessários, podem ter desconto de 100%. Mas o limite de consumo de energia deve ser de 50 kWh por mês. Confira abaixo!

    Desconto na conta de luz para as famílias indígenas e quilombolas

    -> Consumo de 0 a 50 KWh – o desconto é de 100%;

    -> Quando o consumo é de 51 kWh a 100 kWh  – você tem desconto de 40%;

    Publicidade

    -> Consumo de 101 kWh a 220 kWh – o desconto é de 10%;

    -> A partir de 221 kWh – o desconto é zerado.

    Conta de luz
    O programa Tarifa Social permite que as pessoas tenham descontos na conta de luz

    Como solicitar o desconto na conta de luz?

    Agora que você já sabe quem pode ter esse desconto, de acordo com as regras do benefício, é preciso entender como solicitá-lo. O FinanceOne te explica de forma rápida e prática.

    Para isso, basta um dos integrantes da família solicitar à distribuidora de energia elétrica a classificação da residência na subclasse baixa renda. 

    A empresa pedirá os seguintes dados: 

    • Nome, CPF e Carteira de Identidade ou outro documento de identificação oficial com foto, ou então, no caso dos indígenas, o RANI;  
    • Código da unidade consumidora a ser beneficiada (você encontra esse número na conta de luz);  
    • Número de identificação social – NIS e/ou o Código Familiar no Cadastro Único ou o Número do Benefício – NB no caso de recebimento do Benefício de Prestação Continuada – BPC; 
    • Para famílias com uso continuado de aparelhos, apresentar o relatório e atestado assinados por um médico.

    Entretanto, a partir de 2022 a inclusão passará a ser automática para os já inscritos no Cadastro Único ou que recebe o Benefício de Prestação Continuada. Dessa forma, os consumidores não precisarão procurar as empresas para solicitar o desconto.

    Dessa forma, é de suma importância manter os cadastros atualizados.

    E aí, este texto te ajudou? Você já sabia dessas novidades? Então fique de olho no site do FinanceOne e não perca nenhuma dica sobre economia e benefícios sociais.

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?