Mais
    InícioNFTsVendas de NFTs despencam 90% em 2022. Mercado já está morrendo?

    Vendas de NFTs despencam 90% em 2022. Mercado já está morrendo?

    0
    (0)

    De acordo com um levantamento da NonFungible, a média diária de vendas de NFT caíram 92% em 2022. Se no ano passado esses ativos digitais dominaram o mercado, agora as transações esfriaram e todos se perguntam: qual é o futuro desses tokens?

    No auge do hype, em setembro do ano passado, eram registradas cerca de 225 mil transações de NFTs por dia. Mas no último levantamento, no início de maio, a média diária ficou em 19 mil vendas. 

    Além disso, a pesquisa mostra que o número de carteiras ativas nesse mercado caiu 88% em seis meses: foi de 119 mil em novembro de 2021 para 14 mil no início de maio de 2022. 

    Foi uma queda e tanto, não é à toa que agora todos se perguntam onde as NFTs vão parar, se é que elas vão parar em algum lugar. A verdade é que não existe uma resposta tão simples.

    A princípio, é importante entender o momento atual desse mercado. Com a queda de vendas, a contração de preços também é uma realidade, muitos tokens estão valendo muito pouco. 

    Por que as vendas de NFT caíram?

    O grande hype dos tokens não fungíveis aconteceu em meio à pandemia. As vendas de NFT tiveram um particular boom depois que várias celebridades aderiram à moda e gastaram fortunas com esses tokens. 

    Aqui no Brasil, o caso mais emblemático aconteceu já no início de 2022, quando o do jogador de futebol Neymar desembolsou 350 ETH (Ethereum), cerca de R$6 milhões na época da aquisição, pela NFT do macaco, da coleção Bored Ape Yacht Club.

    Quando uma pessoa famosa compra um token, além de chamar atenção para ele em si, ela também joga um holofote sobre o mercado. E vários especialistas concordam que isso foi uma grande contribuição para o boom das NFTS.

    Mas se algumas celebridades continuam comprando, então por que essa queda brusca agora?

    Vários fatores podem explicar isso e o The Wall Street Journal listou alguns.

    Um deles foi o aumento das taxas de juros. Com mais juros, mais instabilidade e menos risco os investidores querem correr, o que naturalmente os afasta de ativos completamente voláteis, como os digitais. 

    A partir disso, uma coisa leva a outra. Com uma onda de investidores saindo do mercado (lembra que houve uma queda de 88% nas carteiras ativas?), a relação entre oferta e demanda muda e afeta o preço. 

    Muitos tokens não fungíveis comprados no auge do pico de vendas valem significativamente menos agora. O melhor exemplo disso é o NFT do primeiro tuíte, vendido em março de 2021 por US$2,9 milhões e leiloado em 2022 sem que um lance passasse dos US$14 mil.

    Sem muitas pessoas interessadas, o mercado desvaloriza e a tendência, pelo menos no momento atual, é que mais investidores fiquem com o pé atrás. 

    Neymar Júnior e a NFT do macaco
    Com queda nas vendas de NFT, investidores se perguntam se mercado vai morrer (Fonte: Divulgação)

    O mercado de tokens não fungíveis tem futuro?

    Ok, já entendemos que as vendas de NFT não estão em um bom momento. Os preços caíram, muitos investidores deixaram o mercado. Mas o que esperar do futuro? Será que as NFTs morreram?

    A verdade mais sincera é que não existe uma unanimidade sobre esse assunto. Alguns especialistas ainda acreditam no sucesso das NFTs a longo prazo, outros são mais cautelosos e até esperam que o mercado sobreviva, mas que não terá grande força. 

    Quem acredita nos tokens usa como evidência o fato de que muitas coleções ainda estão indo muito bem, mesmo com a queda do mercado. É o exemplo da própria Bored Ape Yacht Club. O Neymar comprou mais um deles recentemente.

    + Neymar compra novo NFT: confira quanto custa e como adquirir

    Inclusive, a maior corretora de criptoativos da América, Coinbase, ainda está apostando em NFTs. Recentemente, ela lançou um programa beta que consiste em um ambiente para criação, compra e venda dessa classe de ativos.

    @financeonebr

    Pra vc NFT já morreu ou essa onda vai crescer ainda mais? 🤔 #nft #metaverso #criptomoedas

    ♬ Beat Relaxante – beatdohostil

    No outro lado da moeda, estão os mais cautelosos. A maioria acredita que os tokens vão se consolidar no longo prazo, ou seja, que o mercado não vai morrer, mas apostam que não será uma tendência forte, a ponto de regular o mercado.

    A própria queda nas vendas de NFT este ano é uma evidência. É preciso considerar que tudo que é novidade tende a ganhar uma atenção especial em um primeiro momento, principalmente com tantas celebridades jogando holofote sobre isso. 

    Mas como são altamente especulativos, alguns especialistas acreditam que os NFTs serão cada vez mais arriscados e, portanto, cada vez menos visados pelo grande público. 

    O mercado de NFTs não vai morrer. Porém, a menos que você entenda muito do assunto ou esteja disposto a correr grandes riscos, a hora é de segurar a onda. 

    O conteúdo ajudou? Então compartilhe com outros amigos e leia também:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNFTsVendas de NFTs despencam 90% em 2022. Mercado já está morrendo?

    Vendas de NFTs despencam 90% em 2022. Mercado já está morrendo?

    0
    (0)

    De acordo com um levantamento da NonFungible, a média diária de vendas de NFT caíram 92% em 2022. Se no ano passado esses ativos digitais dominaram o mercado, agora as transações esfriaram e todos se perguntam: qual é o futuro desses tokens?

    No auge do hype, em setembro do ano passado, eram registradas cerca de 225 mil transações de NFTs por dia. Mas no último levantamento, no início de maio, a média diária ficou em 19 mil vendas. 

    Além disso, a pesquisa mostra que o número de carteiras ativas nesse mercado caiu 88% em seis meses: foi de 119 mil em novembro de 2021 para 14 mil no início de maio de 2022. 

    Foi uma queda e tanto, não é à toa que agora todos se perguntam onde as NFTs vão parar, se é que elas vão parar em algum lugar. A verdade é que não existe uma resposta tão simples.

    A princípio, é importante entender o momento atual desse mercado. Com a queda de vendas, a contração de preços também é uma realidade, muitos tokens estão valendo muito pouco. 

    Por que as vendas de NFT caíram?

    O grande hype dos tokens não fungíveis aconteceu em meio à pandemia. As vendas de NFT tiveram um particular boom depois que várias celebridades aderiram à moda e gastaram fortunas com esses tokens. 

    Aqui no Brasil, o caso mais emblemático aconteceu já no início de 2022, quando o do jogador de futebol Neymar desembolsou 350 ETH (Ethereum), cerca de R$6 milhões na época da aquisição, pela NFT do macaco, da coleção Bored Ape Yacht Club.

    Quando uma pessoa famosa compra um token, além de chamar atenção para ele em si, ela também joga um holofote sobre o mercado. E vários especialistas concordam que isso foi uma grande contribuição para o boom das NFTS.

    Mas se algumas celebridades continuam comprando, então por que essa queda brusca agora?

    Vários fatores podem explicar isso e o The Wall Street Journal listou alguns.

    Um deles foi o aumento das taxas de juros. Com mais juros, mais instabilidade e menos risco os investidores querem correr, o que naturalmente os afasta de ativos completamente voláteis, como os digitais. 

    A partir disso, uma coisa leva a outra. Com uma onda de investidores saindo do mercado (lembra que houve uma queda de 88% nas carteiras ativas?), a relação entre oferta e demanda muda e afeta o preço. 

    Muitos tokens não fungíveis comprados no auge do pico de vendas valem significativamente menos agora. O melhor exemplo disso é o NFT do primeiro tuíte, vendido em março de 2021 por US$2,9 milhões e leiloado em 2022 sem que um lance passasse dos US$14 mil.

    Sem muitas pessoas interessadas, o mercado desvaloriza e a tendência, pelo menos no momento atual, é que mais investidores fiquem com o pé atrás. 

    Neymar Júnior e a NFT do macaco
    Com queda nas vendas de NFT, investidores se perguntam se mercado vai morrer (Fonte: Divulgação)

    O mercado de tokens não fungíveis tem futuro?

    Ok, já entendemos que as vendas de NFT não estão em um bom momento. Os preços caíram, muitos investidores deixaram o mercado. Mas o que esperar do futuro? Será que as NFTs morreram?

    A verdade mais sincera é que não existe uma unanimidade sobre esse assunto. Alguns especialistas ainda acreditam no sucesso das NFTs a longo prazo, outros são mais cautelosos e até esperam que o mercado sobreviva, mas que não terá grande força. 

    Quem acredita nos tokens usa como evidência o fato de que muitas coleções ainda estão indo muito bem, mesmo com a queda do mercado. É o exemplo da própria Bored Ape Yacht Club. O Neymar comprou mais um deles recentemente.

    + Neymar compra novo NFT: confira quanto custa e como adquirir

    Inclusive, a maior corretora de criptoativos da América, Coinbase, ainda está apostando em NFTs. Recentemente, ela lançou um programa beta que consiste em um ambiente para criação, compra e venda dessa classe de ativos.

    @financeonebr

    Pra vc NFT já morreu ou essa onda vai crescer ainda mais? 🤔 #nft #metaverso #criptomoedas

    ♬ Beat Relaxante – beatdohostil

    No outro lado da moeda, estão os mais cautelosos. A maioria acredita que os tokens vão se consolidar no longo prazo, ou seja, que o mercado não vai morrer, mas apostam que não será uma tendência forte, a ponto de regular o mercado.

    A própria queda nas vendas de NFT este ano é uma evidência. É preciso considerar que tudo que é novidade tende a ganhar uma atenção especial em um primeiro momento, principalmente com tantas celebridades jogando holofote sobre isso. 

    Mas como são altamente especulativos, alguns especialistas acreditam que os NFTs serão cada vez mais arriscados e, portanto, cada vez menos visados pelo grande público. 

    O mercado de NFTs não vai morrer. Porém, a menos que você entenda muito do assunto ou esteja disposto a correr grandes riscos, a hora é de segurar a onda. 

    O conteúdo ajudou? Então compartilhe com outros amigos e leia também:

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?