Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

5 lições sobre dinheiro que você deve ensinar aos filhos

Escrito por: Rafael Massadar em 27 de setembro de 2018

Muitos esquecem das lições sobre dinheiro na educação dos filhos. Resultado: a criança certamente se tornará um adulto com dificuldades para gerir suas próprias finanças.

Não por acaso, pelo 11º mês seguido, o número de inadimplentes subiu em todo o país. São aproximadamente 62,9 milhões de pessoas, que somam 41% da população adulta.

Os dados são da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito). O número de consumidores com contas em atraso subiu 3,63% em agosto, quando comparado ao mesmo período do ano passado.

Para que o início da vida adulta não seja comprometido com dívidas, é importante que os pais conversem com seus filhos sobre finanças.

lições sobre dinheiro

5 lições sobre dinheiro para ensinar aos filhos

Se você tem filhos pequenos e não sabe por onde começar, separamos cinco lições sobre dinheiro que podem nortear essa missão. Confira!

1 – Mesada

Essa regra básica vai nos acompanhar por toda a vida. Portanto, nada mais correto do que trabalhar esse entendimento desde cedo.

A mesada pode ser um instrumento eficaz para isso. Defina um valor mensal ou semanal que a criança receberá e que tipos de compras ela pode fazer.

É uma boa oportunidade para mostrar que é preciso fazer escolhas. Isso porque certamente haverá mais itens de desejo da criança do que dinheiro da mesada para conquistá-los.

2 – Planejamento

lições sobre dinheiroQuando entregar o dinheiro às crianças, pergunte o que elas pretendem fazer com esse valor. Ouça com atenção e, então, ajude-as a elaborar um orçamento.

A ideia é ensiná-las a programar o uso dos recursos que recebem e não se complicar no futuro, quando tiverem de fazer o mesmo no seu próprio planejamento financeiro.

Se seu filho quiser um jogo de videogame novo, por exemplo, ensine-o a guardar um pouquinho da mesada todos os meses até alcançar a quantia para comprá-lo.

Aos poucos, eles vão dominar conceitos de economia e orçamento, e não precisarão mais de ajuda para administrar a mesada de maneira responsável.

3 – A diferença entre querer e precisar

Não existe problema algum em querer fazer uma compra. Mas você pode mostrar para a criança que compensa investir o dinheiro naquilo que é mais importante nesse momento.

Uma maneira de fazer isso é montar uma lista, junto à criança, de tudo que ela gostaria de comprar. Anote ao lado de cada item quais são as prioridades. Ou seja, do que ela realmente precisa.

Dessa forma, você está ajudando seu filho a escapar das desculpas comuns que levam às compras por impulso.

4 – Deixar claro o seu padrão financeiro

Não deixe de mostrar ao seu filho que ele não terá tudo que gostaria, e que isso acontece na maioria das famílias. Mesmo que seja um sofrimento negar os pedidos dele, explique os motivos para isso.

Insista nessa ideia, pois você está ajudando a melhorar o futuro do seu filho. Nunca dê tudo o que é pedido. Caso contrário, a criança não terá noção de que dinheiro tem limite.

Quem ganha tudo que quer não aprende que a vida é muito diferente desta realidade.

5 – Dê exemplo

Essa talvez seja a mais importante e difícil lição sobre dinheiro que você pode deixar para os seus filhos. Ela vai além da educação financeira.

De nada adianta falar sobre consciência no uso do dinheiro se você não a pratica cotidianamente. O risco de falar uma coisa e fazer o contrário é perder a autoridade pelo exemplo.

Erros acontecem e fazem parte de qualquer aprendizado. Não esconda os seus nem condene a criança quando ela cometer algum.

Quando começar?

As lições sobre dinheiro devem começar logo na infância. Quanto mais cedo aprendemos noções básicas sobre renda, dívidas e orçamentos, mais assimilado é esse conhecimento. Assim diminuímos a chance de problemas.

Por isso é essencial que você ensine seus filhos a administrar o dinheiro assim que possível. A idade ideal é entre os 8 e 9 anos.

Essa é a época que a criança já aprendeu noções básicas de matemática na escola. São noções de como somar, dividir, multiplicar e subtrair. Com isso, está mais bem preparada para começar a controlar sua vida financeira conscientemente.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Black Friday chegando: como não cair em ciladas
Adeus, consumismo: dicas para fazer compras em brechó
Os concursos da Mega-Sena
venda de produtos
Conta de luz mais cara em maio