Início Notícias Economia Alimentação é o principal gasto do brasileiro, diz estudo

Alimentação é o principal gasto do brasileiro, diz estudo

0
(0)

Você já parou para pensar quanto gasta com comida por mês? Com o que você mais gasta o seu salário? De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa Multibenefícios, unidade de negócios do GPA, a alimentação é o principal gasto do brasileiro, e ele até considera o adiantamento do salário para isso.

O estudo mostrou que 80% dos trabalhadores investem somente em alimentos, enquanto 19% compram eletrodomésticos, bebidas, vestuários, dentre outros. Já 1% da população realiza compras pela internet. Esse percentual é relacionado às pessoas que utilizam créditos salariais antecipados.

Outra informação obtida pelo levantamento é que 71% dos brasileiros que mais recorrem ao adiantamento financeiro acabam sendo os responsáveis pela manutenção da casa, além de ganharem de um a cinco salários mínimos.

Alimentação é o principal gasto do brasileiro
(Gráfico: Multibenefícios)

“Pela análise que fizemos, essas pessoas são, em geral, chefes de família. Com a crise econômica, o aumento no custo de vida e a dificuldade de planejamento financeiro que o brasileiro culturalmente tem, a organização das contas da família ficou mais complicada”, explica Sheila Moura, gerente geral de Multibenefícios.

Dados refletem comportamento anual

É importante frisar que todos os dados da pesquisa estão refletindo o comportamento anual. Ou seja, eles têm como base de comparação os primeiros semestres dos anos de 2017 e 2018. Outro ponto que a pesquisa revelou é que a população com renda mensal de até um salário e meio tende a recorrer ao crédito extra.

Isso ocorre porque as pessoas querem aproveitar as grandes promoções. Um exemplo são os saldões que as lojas fazem em janeiro e até mesmo na Black Friday, que se aproxima.

“Períodos como a Black Friday costumam trazer oportunidades de compra de itens de desejo como celulares, videogames e bebidas com preços tentadores. Em geral, são pessoas que não são inteiramente responsáveis pelo sustento familiar, estão no primeiro emprego ou gastam o dinheiro apenas com elas”, completa Sheila.

Pesquisa ajuda a traçar motivo das dívidas das famílias brasileiras

Com a pesquisa realizada pela Multibenefícios foi possível traçar um panorama para que as empresas se mantenham atentas à saúde financeira dos seus funcionários. Isso porque de acordo com dados divulgados pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a média de famílias endividadas no Brasil era de 58,6%. Os dados são referentes ao mês de junho deste ano.

Os dados ainda apontaram que destas, 73,3% estão comprometidas com o cartão de crédito. Mas o que pode influenciar para que o número de brasileiros endividados seja grande? A falta de educação financeira ainda é um fator preponderante neste cenário.

Se a alimentação é o principal gasto do brasileiro, as dívidas com esse setor têm consequências maiores. Além disso, as contas em atraso têm um impacto direto na produção e na performance dos trabalhadores.

“É humanamente impossível concentrar-se em suas tarefas diárias quando há credores e preocupações constantes com dívidas”, explica Sheila.

Empresas podem ajudar trabalhadores a saírem das dívidas

De acordo com a executiva, as empresas não podem impedir que os funcionários façam dívidas. Porém podem ajudá-los a sair delas. Ela explica que os cartões de crédito costumam oferecer taxas altas de juros além de limites que são incompatíveis com a renda familiar das pessoas.

Com isso, a instituição pode, e deve, se apresentar como parceira dos funcionários nesse momento. Ela cita como exemplo o Multicheque, que é um meio de pagamento para adiantamento salarial. “Funciona dentro do limite estabelecido pela empresa, para que o empregado não gaste mais do que pode, e não tem juros para ele.”

A especialista ainda explica que essa é uma fonte segura e confiável de crédito e é diferente do consignado por não ter cobranças de juros. Além disso, existem ferramentas que podem ajudar a liquidar as dívidas, como já foi citado anteriormente. Porém, a educação financeira e o direcionamento são o diferencial das empresas que cuidam dos trabalhadores.

“Há programas de saúde, bem-estar, educação para línguas e vários outros benefícios oferecidos por empresas brasileiras hoje. Por que não investir na educação financeira do nosso colaborador? Isso terá impactos ao longo da sua vida e será benéfico para a própria empresa.”

Quer economizar com alimentação? Veja dicas

Que a alimentação é o principal gasto do brasileiro você já sabe, mas será que é possível economizar nesse quesito? A resposta é sim, e economizar com alimentação pode gerar um alívio no seu bolso no fim do mês. Isso porque mesmo com a inflação estabilizada, esse tipo de gasto continua pesando, e muito, no orçamento.

O motivo muitas vezes é simples: as famílias conseguem manter os gastos com as contas básicas da casa em ordem. Porém, acabam saindo da linha quando o assunto é a alimentação. Para muita gente, comer fora de casa todos os dias é parte da rotina. Quer saber como economizar na alimentação? Veja algumas dicas.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Mateus Carvalho
Jornalista de profissão e apaixonado por Marketing Digital. Já foi redator de jornal impresso, atualmente escrevo para o digital e tenho sede por empreender. Escrever é a minha maior paixão e quando não estou digitando estou pensando em digitar. Carioca, vascaíno e apaixonado por memes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Eleições dos EUA: qual impacto para Economia do Brasil?

Faltam poucos dias para as eleições dos EUA. Na disputa estão: o republicano Donald Trump, atual presidente do país, e o democrata...

Dicas de planejamento financeiro para quem é autônomo

Ser um profissional autônomo não quer dizer que você pode ter as finanças bagunçadas. Mesmo que você não tenha uma renda fixa por mês,...

Conheça 10 franquias com investimentos de até R$10 mil

A pandemia do novo coronavírus fez com que a procura por microfranquias aumentasse. Em especial, as franquias de até R$10 mil.

Quais são os gastos para manter um carro próprio?

Muitos brasileiros sonham em ter o carro próprio, mas esquecem dos gastos que um veículo pode trazer. E isso acontece porque a...

Como escolher a rede social para seu negócio?

Você sabe como escolher a rede social ideal para o seu negócio? Qual irá fazer a sua empresa crescer e se tornar...

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 14 melhores

Procurando por cartões de crédito sem anuidade? Eles conquistaram, definitivamente, espaço na economia brasileira. De acordo com a pesquisa realizada pelo SPC Brasil, cerca de...