Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasInvestimentosAlta do ouro: será que vale a pena investir? Confira!

    Alta do ouro: será que vale a pena investir? Confira!

    0
    (0)

    O ouro fechou o mês de agosto em alta. É o ativo de maior valorização no mercado financeiro.

    Publicidade

    O crescimento em relação a julho foi de 17,95%. Portanto, bem acima do segundo colocado, o dólar, que subiu 8,46% no período.

    Uma fileira de moedas em cima de papel com gráficos de investimentos

    No acumulado do ano, o ouro segue na liderança. A alta foi de 34,13%.

    A subida acompanhou o mercado internacional, onde o ativo atingiu a maior cotação desde 2013.

    Por que o ouro valorizou tanto?

    O ouro teve essa valorização por causa do medo de recessão global. Aliado a isso tem também a guerra comercial e a crise na Argentina.

    O crescimento econômico no mundo dá sinais de desaceleração. Contudo, os juros em diferentes países estão em baixas históricas, inclusive no Brasil.

    Publicidade

    Tudo isso levou grandes investidores ao redor do mundo e no Brasil a tirar seu dinheiro de ações e a colocá-lo em ouro. O investimento mais antigo do mundo.

    Portanto, investidores estão em busca de diversificação de ativos para tentar alçar voos mais altos. Principalmente com a queda do rendimento da renda fixa.

    O que eles levam em consideração?

    O metal precioso é considerado um ativo seguro em tempos de turbulência. Além disso, pode se movimentar em sentido oposto às ações de empresas listadas em bolsas e a títulos de dívida, como títulos públicos.

    Portanto, se a bolsa e os títulos caem, o ouro sobe e vice-versa.

    Além disso, o ouro não paga juros. A valorização do metal acontece em situações nas quais sua exploração se torna mais difícil.

    Publicidade

    O preço do metal depende mais de questões como clima e o preço de combustíveis, que influenciam diretamente na extração.

    Vale a pena investir em ouro?

    No médio prazo, mas no curtíssimo prazo nada muda. Diz o professor Ricardo Teixeira, dos MBAs da Fundação Getúlio Vargas.

    O que favorece quem já tem aplicações em ouro e chegou antes da guinada. Por outro lado, quem não dispõe do ativo e agora está interessado na chance de ganhos rápidos perdeu o timing, diz o professor.

    Os interessandos em apostar devem procurar fundos de investimentos lastreados em ouro e COEs atrelados e alavancados no metal.

    No entanto, a forma mais acessível de se investir, e com maior liquidez, é adquirir contratos de ouro negociados na B3.

    Publicidade

    Vale lembrar que quem aplica em ouro tem isenção de Imposto de Renda. Exceto se o ganho da operação ultrapassar 20 mil reais por mês.

    Nesse caso, a alíquota sobre o ganho de capital é de 15%.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasInvestimentosAlta do ouro: será que vale a pena investir? Confira!

    Alta do ouro: será que vale a pena investir? Confira!

    0
    (0)

    O ouro fechou o mês de agosto em alta. É o ativo de maior valorização no mercado financeiro.

    Publicidade

    O crescimento em relação a julho foi de 17,95%. Portanto, bem acima do segundo colocado, o dólar, que subiu 8,46% no período.

    Uma fileira de moedas em cima de papel com gráficos de investimentos

    No acumulado do ano, o ouro segue na liderança. A alta foi de 34,13%.

    A subida acompanhou o mercado internacional, onde o ativo atingiu a maior cotação desde 2013.

    Por que o ouro valorizou tanto?

    O ouro teve essa valorização por causa do medo de recessão global. Aliado a isso tem também a guerra comercial e a crise na Argentina.

    O crescimento econômico no mundo dá sinais de desaceleração. Contudo, os juros em diferentes países estão em baixas históricas, inclusive no Brasil.

    Publicidade

    Tudo isso levou grandes investidores ao redor do mundo e no Brasil a tirar seu dinheiro de ações e a colocá-lo em ouro. O investimento mais antigo do mundo.

    Portanto, investidores estão em busca de diversificação de ativos para tentar alçar voos mais altos. Principalmente com a queda do rendimento da renda fixa.

    O que eles levam em consideração?

    O metal precioso é considerado um ativo seguro em tempos de turbulência. Além disso, pode se movimentar em sentido oposto às ações de empresas listadas em bolsas e a títulos de dívida, como títulos públicos.

    Portanto, se a bolsa e os títulos caem, o ouro sobe e vice-versa.

    Além disso, o ouro não paga juros. A valorização do metal acontece em situações nas quais sua exploração se torna mais difícil.

    Publicidade

    O preço do metal depende mais de questões como clima e o preço de combustíveis, que influenciam diretamente na extração.

    Vale a pena investir em ouro?

    No médio prazo, mas no curtíssimo prazo nada muda. Diz o professor Ricardo Teixeira, dos MBAs da Fundação Getúlio Vargas.

    O que favorece quem já tem aplicações em ouro e chegou antes da guinada. Por outro lado, quem não dispõe do ativo e agora está interessado na chance de ganhos rápidos perdeu o timing, diz o professor.

    Os interessandos em apostar devem procurar fundos de investimentos lastreados em ouro e COEs atrelados e alavancados no metal.

    No entanto, a forma mais acessível de se investir, e com maior liquidez, é adquirir contratos de ouro negociados na B3.

    Publicidade

    Vale lembrar que quem aplica em ouro tem isenção de Imposto de Renda. Exceto se o ganho da operação ultrapassar 20 mil reais por mês.

    Nesse caso, a alíquota sobre o ganho de capital é de 15%.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?