InícioNotíciasEmpreendedorismoConheça 6 aplicativos para entregadores e suas vantagens

Conheça 6 aplicativos para entregadores e suas vantagens

4.3
(18)

Os aplicativos para entregadores caíram no gosto popular, já que comprar e receber produtos em casa virou parte da rotina de muitas pessoas.

Os brasileiros gastaram US$268,5 milhões em compras dentro de aplicativos no iOS e no Android no primeiro trimestre de 2021, de acordo com um relatório do App Annie Intelligence e do AppsFlyer. Em comparação com o mesmo período de 2020, houve crescimento de 35%.

A receita dos aplicativos de relacionamento aumentou 406% na comparação anual do primeiro trimestre, enquanto aplicativos de negócios e produtividade saltaram em torno de 350%. As categorias que mais registraram aumento de receita foram:

  • Relacionamento: +406%
  • Negócios: +353%
  • Produtividade: +350%
  • Alimentação: +342%
  • Finanças: +236%

Uma pesquisa do Instituto Locomotiva mostra que, em março de 2021, nada menos do que 32,4 milhões de trabalhadores adultos, ou 20% da força de trabalho do país, estavam ganhando a vida servindo ou operando aplicativos digitais.

Ou seja, a necessidade das empresas por agilidade, praticidade, autonomia, segurança e experiência do usuário tornaram-se prioridades ainda mais urgentes. Por isso, confira cinco aplicativos para entregadores, suas vantagens e o que cada um oferece.

+ Dicas para fazer renda extra em casa com o que você já tem
+ Zé delivery: como funciona e como ganhar dinheiro com as entregas

Conheça aplicativos para entregadores

Mercadorias, produtos de higiene e comidas são só alguns objetos que os entregadores podem levar até você. Agora, veja cada uma das opções de aplicativos.

iFood

Conhecido no mercado brasileiro, o iFood caiu nas graças dos clientes assim que foi lançado. Atualmente, o serviço centraliza grande parte dos pedidos de refeições no Brasil e apresenta expansão acelerada.

O app começou entregando apenas comida. Mas agora os usuários também podem solicitar itens de mercados, conhecido como iFood Shop. O aplicativo está disponível nas principais plataformas, como Google Play e Apple Store.

Os entregadores podem trabalhar com motos ou bicicletas. No entanto, se o consumidor desejar retirar a mercadoria, também há esta opção.

As principais vantagens do iFood são: aplicativo com bastante volume de vendas, atende diferentes cidades e tem suporte via chat e telefone.

Loggi

Já a Loggi é uma empresa que aposta no conceito de motoboy on-demand. Ou seja, o motorista trabalha sob demanda.

A plataforma vem conquistando muitos usuários pela sua interface intuitiva e sem mistérios. O app funciona da seguinte maneira: os entregadores — chamados pela plataforma de mensageiros — são chamados de acordo com o serviço e trajeto.

O aplicativo é responsável por identificar quais são os mais próximos, joga as corridas para os aplicativos dos motoboys e pronto!

Os tipos de entregas da Loggi são: diversos produtos (como livros, por exemplo), documentos, comida e outros itens, de acordo com a demanda.

Os entregadores podem se cadastrar diretamente no aplicativo chamado Loggi para Entregador. A empresa aceita os seguintes veículos: carros, motos e também vans.

Uma das vantagens da Loggi é, além de atender em muitas cidades, ter disponível o atendimento via telefone.

+ Baixe o app da Loggi
+ Entenda a lei que cria medidas protetivas para entregadores de apps

Rappi

O Rappi é um aplicativo de entregas em diversas categorias, tais como: restaurantes, farmácias, supermercados, padarias, lanchonetes etc.

Além disso, o cliente também tem a opção de produtos personalizados, que podem ser pedidos com a localização da loja do produto e descrição preparada pelo cliente.

A empresa aceita que seus entregadores trabalhem de bicicletas ou motos. Uma das vantagens, por exemplo, é estar em grande parte das cidades do país.

entregador em moto
Apps entregam diferentes tipos de comida e oferecem pedidos personalizados

Apptite

E por último, temos o aplicativo de entregas Apptite. Esse é um aplicativo que começou em São Paulo, mas vem se expandindo para outras regiões.

A proposta do app, disponível para usuários de Android e iOS, é unir a culinária saudável de chefes que praticam cozinha artesanal com os usuários, de acordo com a região que estão.

A promessa de qualidade das refeições é o destaque do serviço oferecido. Vale lembrar que para trabalhar com os aplicativos para entregadores é necessário cumprir alguns requisitos básicos.

São eles: ser maior de idade, possuir CNH, enviar a documentação exigida pela empresa e, em alguns casos, os entregadores passam por treinamentos.

Kyte

Kyte é um app de pedidos online e delivery que foi desenvolvido para os pequenos comércios.

Nada mais é que um sistema de vendas e gestão, o qual ajuda a organizar os pedidos recebidos e a manter o cliente sempre informado sobre o andamento do processo. Isso porque é possível criar status personalizados.

O Kyte não cobra comissão em cima das vendas. Por isso, todo o lucro obtido fica para o comerciante.

99Food

A 99 iniciou as atividades no setor de transporte de pessoas, mas ampliou para entrega de alimentos na sua versão 99Food.

São oferecidos dois planos:

  • Entrega 99Food: é ela quem realiza a entrega dos pedidos. A comissão é cobrada sobre o valor dos itens vendidos.
  • Entrega do estabelecimento: o próprio restaurante ou bar é quem faz a entrega. A comissão é cobrada sobre o valor dos itens vendidos mais a taxa de entrega

Aplicativos para entregadores: Uber Eats encerrou atividades no Brasil

O Uber Eats encerrou as atividades em março deste ano. A decisão de parar as entregas de restaurantes no Brasil foi comunicado em fevereiro.

 A Uber Eats afirma que o motivo do encerramento é uma mudança de estratégia global. O mesmo ocorreu em outros países da América Latina como Colômbia, Argentina e Uruguai; do Oriente Médio.

Agora, os clientes que usam o aplicativo do Uber podem pedir itens de mercados, atacadistas, farmácias, açougues, petshops, floriculturas, papelarias etc. Neste caso, é o próprio cliente quem separa os produtos através do app e um entregar busca para levá-lo até o comprador.

O que achou do nosso conteúdo sobre aplicativos? Bom? Então aproveite a visita no nosso site e assine nossa newsletter. Dessa maneira, você receberá as novidades diretamente no seu e-mail.

O que achou disso?

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 18

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Redação
Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

9 COMENTÁRIOS

  1. Trabalho ja nao tinha, agora com este presidente Bolsonaro ai, nós seremos escravos. Trabalhar pra ganhar o mínimo pra comer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasEmpreendedorismoConheça 6 aplicativos para entregadores e suas vantagens

Conheça 6 aplicativos para entregadores e suas vantagens

4.3
(18)

Os aplicativos para entregadores caíram no gosto popular, já que comprar e receber produtos em casa virou parte da rotina de muitas pessoas.

Os brasileiros gastaram US$268,5 milhões em compras dentro de aplicativos no iOS e no Android no primeiro trimestre de 2021, de acordo com um relatório do App Annie Intelligence e do AppsFlyer. Em comparação com o mesmo período de 2020, houve crescimento de 35%.

A receita dos aplicativos de relacionamento aumentou 406% na comparação anual do primeiro trimestre, enquanto aplicativos de negócios e produtividade saltaram em torno de 350%. As categorias que mais registraram aumento de receita foram:

  • Relacionamento: +406%
  • Negócios: +353%
  • Produtividade: +350%
  • Alimentação: +342%
  • Finanças: +236%

Uma pesquisa do Instituto Locomotiva mostra que, em março de 2021, nada menos do que 32,4 milhões de trabalhadores adultos, ou 20% da força de trabalho do país, estavam ganhando a vida servindo ou operando aplicativos digitais.

Ou seja, a necessidade das empresas por agilidade, praticidade, autonomia, segurança e experiência do usuário tornaram-se prioridades ainda mais urgentes. Por isso, confira cinco aplicativos para entregadores, suas vantagens e o que cada um oferece.

+ Dicas para fazer renda extra em casa com o que você já tem
+ Zé delivery: como funciona e como ganhar dinheiro com as entregas

Conheça aplicativos para entregadores

Mercadorias, produtos de higiene e comidas são só alguns objetos que os entregadores podem levar até você. Agora, veja cada uma das opções de aplicativos.

iFood

Conhecido no mercado brasileiro, o iFood caiu nas graças dos clientes assim que foi lançado. Atualmente, o serviço centraliza grande parte dos pedidos de refeições no Brasil e apresenta expansão acelerada.

O app começou entregando apenas comida. Mas agora os usuários também podem solicitar itens de mercados, conhecido como iFood Shop. O aplicativo está disponível nas principais plataformas, como Google Play e Apple Store.

Os entregadores podem trabalhar com motos ou bicicletas. No entanto, se o consumidor desejar retirar a mercadoria, também há esta opção.

As principais vantagens do iFood são: aplicativo com bastante volume de vendas, atende diferentes cidades e tem suporte via chat e telefone.

Loggi

Já a Loggi é uma empresa que aposta no conceito de motoboy on-demand. Ou seja, o motorista trabalha sob demanda.

A plataforma vem conquistando muitos usuários pela sua interface intuitiva e sem mistérios. O app funciona da seguinte maneira: os entregadores — chamados pela plataforma de mensageiros — são chamados de acordo com o serviço e trajeto.

O aplicativo é responsável por identificar quais são os mais próximos, joga as corridas para os aplicativos dos motoboys e pronto!

Os tipos de entregas da Loggi são: diversos produtos (como livros, por exemplo), documentos, comida e outros itens, de acordo com a demanda.

Os entregadores podem se cadastrar diretamente no aplicativo chamado Loggi para Entregador. A empresa aceita os seguintes veículos: carros, motos e também vans.

Uma das vantagens da Loggi é, além de atender em muitas cidades, ter disponível o atendimento via telefone.

+ Baixe o app da Loggi
+ Entenda a lei que cria medidas protetivas para entregadores de apps

Rappi

O Rappi é um aplicativo de entregas em diversas categorias, tais como: restaurantes, farmácias, supermercados, padarias, lanchonetes etc.

Além disso, o cliente também tem a opção de produtos personalizados, que podem ser pedidos com a localização da loja do produto e descrição preparada pelo cliente.

A empresa aceita que seus entregadores trabalhem de bicicletas ou motos. Uma das vantagens, por exemplo, é estar em grande parte das cidades do país.

entregador em moto
Apps entregam diferentes tipos de comida e oferecem pedidos personalizados

Apptite

E por último, temos o aplicativo de entregas Apptite. Esse é um aplicativo que começou em São Paulo, mas vem se expandindo para outras regiões.

A proposta do app, disponível para usuários de Android e iOS, é unir a culinária saudável de chefes que praticam cozinha artesanal com os usuários, de acordo com a região que estão.

A promessa de qualidade das refeições é o destaque do serviço oferecido. Vale lembrar que para trabalhar com os aplicativos para entregadores é necessário cumprir alguns requisitos básicos.

São eles: ser maior de idade, possuir CNH, enviar a documentação exigida pela empresa e, em alguns casos, os entregadores passam por treinamentos.

Kyte

Kyte é um app de pedidos online e delivery que foi desenvolvido para os pequenos comércios.

Nada mais é que um sistema de vendas e gestão, o qual ajuda a organizar os pedidos recebidos e a manter o cliente sempre informado sobre o andamento do processo. Isso porque é possível criar status personalizados.

O Kyte não cobra comissão em cima das vendas. Por isso, todo o lucro obtido fica para o comerciante.

99Food

A 99 iniciou as atividades no setor de transporte de pessoas, mas ampliou para entrega de alimentos na sua versão 99Food.

São oferecidos dois planos:

  • Entrega 99Food: é ela quem realiza a entrega dos pedidos. A comissão é cobrada sobre o valor dos itens vendidos.
  • Entrega do estabelecimento: o próprio restaurante ou bar é quem faz a entrega. A comissão é cobrada sobre o valor dos itens vendidos mais a taxa de entrega

Aplicativos para entregadores: Uber Eats encerrou atividades no Brasil

O Uber Eats encerrou as atividades em março deste ano. A decisão de parar as entregas de restaurantes no Brasil foi comunicado em fevereiro.

 A Uber Eats afirma que o motivo do encerramento é uma mudança de estratégia global. O mesmo ocorreu em outros países da América Latina como Colômbia, Argentina e Uruguai; do Oriente Médio.

Agora, os clientes que usam o aplicativo do Uber podem pedir itens de mercados, atacadistas, farmácias, açougues, petshops, floriculturas, papelarias etc. Neste caso, é o próprio cliente quem separa os produtos através do app e um entregar busca para levá-lo até o comprador.

O que achou do nosso conteúdo sobre aplicativos? Bom? Então aproveite a visita no nosso site e assine nossa newsletter. Dessa maneira, você receberá as novidades diretamente no seu e-mail.

O que achou disso?

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 18

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?