Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

BC define nova regra para transferências do exterior

Escrito por: Rafael Massadar em 27 de setembro de 2018

O Banco Central decidiu simplificar as regras de transferências do exterior para o Brasil. A autoridade monetária determinou que o destinatário da remessa possa receber os recursos em sua conta corrente ou poupança no Brasil, em reais. Sendo assim, sem a necessidade de fazer operação de câmbio ou de arcar com despesas extras.

A medida, que passa a valer em 1º de novembro, abrange somente transferências pessoais de até R$ 10 mil. No entanto, o BC informou que a nova sistemática é facultativa.

De acordo com a nota do BC, as instituições financeiras que quiserem operá-la adotarão políticas e procedimentos em seu relacionamento com a instituição remetente dos recursos no exterior. A medida serve inclusive em relação à prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo.

transferências do exterior

Redução de custos

A nova regra para transferências do exterior do Banco Central está alinhada à recomendação do G20. Ela visa a redução contínua dos custos associados às operações de remessas unilaterais.

Mais recentemente, a ONU também propôs em sua Agenda 2030 que os custos de transação de remessas dos migrantes sejam reduzidos para menos de 3%.

De acordo com o Banco Mundial, o custo médio das remessas para o Brasil é de 7,20%. Enquanto que o custo médio de remessa para os países do G20 está em 6,57%.

transferências do exterior
Fonte: Banco Central

Como fazer transferências do exterior?

A remessa de dinheiro do exterior para o Brasil pode ser feita de forma prática e segura de três maneiras diferentes:

1 – Por ordem de pagamento

As ordens de pagamento podem ser remetidas do exterior em moeda estrangeira ou em reais, mas sempre serão pagas aos residentes no Brasil em reais. Essa operação acontece entre o beneficiário e uma instituição autorizada a operar no mercado de câmbio.

A taxa de câmbio é aquela negociada entre o beneficiário e a instituição financeira autorizada. Se a ordem de pagamento for em reais, a operação de câmbio que se fizer necessária vai ocorrer entre o remetente e a instituição no exterior.

O beneficiário recebe os reais sem necessidade de operação de câmbio no Brasil. Nesse caso, o banco do exterior deve manter conta em reais em bancos no país para viabilizar os pagamentos e os créditos ao beneficiário no Brasil.

2 – Por cartão internacional

Bancos brasileiros e a Caixa Econômica Federal aceitam transferências do exterior. Para isso você precisa de um cartão emitido no exterior.

O valor, em reais, pode ser creditado em conta corrente e em poupança no Brasil, do próprio remetente ou de outro beneficiário.

Ele pode ser recebido em dinheiro, diretamente pelo beneficiário, desde que observado o limite em vigor de R$ 10 mil.

3 – Pelos Correios

Os Correios estão autorizados a prestar serviço de transferências do exterior.

O envio e o recebimento de remessa de dinheiro são feitos eletronicamente entre o Brasil e os países conveniados.

Qual moeda usar?

Os recebimentos chegam no Brasil em dólar. Isso acontece mesmo que tenham sido enviados de países onde o dólar não é a moeda local.

Para envios do exterior para o Brasil em dólar (USD), euro (EUR) ou libra (GPB), é necessário converter o valor para o real  antes de transferir para a conta corrente.

Para envios feitos em outras moedas, a conversão acontece duas vezes. Da moeda local para o dólar (USD), quando é enviado, e do dólar (USD) para o real (BRL), quando é recebido.

Transferências do exterior aumentam com o dólar em alta

A alta do dólar ante o real fez as transferências do exterior terem forte alta em agosto. Dados do Banco Central mostram que, no mês passado, US$ 72,1 milhões líquidos entraram no país.

O montante é equivalente a 13 vezes o que havia sido registrado em agosto de 2017 (US$ 5,4 milhões). Em julho deste ano, as entradas haviam sido de US$ 36,3 milhões.

Na prática, com a moeda americana mais cara, quem remete recursos para o Brasil consegue trocar uma mesma quantidade de dólares por um montante maior de reais.

E isso acaba estimulando as remessas de quem trabalha fora para as famílias no Brasil.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

transferir dinheiro para o exterior
Brexit:
trabalhar em Portugal
Japão
línguas mais úteis