Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Black Friday deve ter maior adesão em lojas físicas em 2019

Escrito por: Rafael Massadar em 21 de outubro de 2019

A quantidade de lojas físicas deve se igualar ao comércio eletrônico na Black Friday 2019.

É o que aponta pesquisa feita pelo Google em parceria com a consultoria Provokers.

De acordo com o levantamento, a intenção de compra somente na internet durante a Black Friday caiu de 52% em 2018 para 38% este ano.

Black Friday chegando: como não cair em ciladas
A intenção de compra somente na internet durante a Black Friday caiu de 52% em 2018 para 38% em 2019


Enquanto isso, a parcela de compradores que pretende comprar apenas em lojas físicas passou de 41% para 37%.

Ainda segundo a pesquisa, essa tendência será impulsionada sobretudo pelo consumidor multicanal.

O número de entrevistados que planeja comprar em ambos os canais saltou para 25%, contra 7% no ano passado.

Intenções de compra na Black Friday

A intenção de compras dos internautas durante a Black Friday deste ano aumentou 58% com relação a 2018.

Pelo menos 69% dos consumidores já sabem o que vão comprar e só estão esperando a oportunidade para isso.

O gasto médio dos consumidores deve ser de R$ 1.330.

Categorias em alta

Neste ano, 84% dos entrevistados afirmam ter intenção de fazer, ao menos, uma compra na Black Friday, em lojas diferentes do que costumam comprar. Em 2018, esse número estava em 71%.

Entre os produtos com maior intenção de compra entre os que pretendem participar da Black Friday, os destaque são:

Celulares – 48%
Computadores – 38%
Eletrodomésticos – 36%
Roupas – 34%
Calçados esportivos – 32%
Perfumes – 33%

Avanço da opção de retirar na loja

De acordo com a pesquisa do Google, além da maior adesão das lojas físicas ao evento, outro fator chama a atenção.

É o aumento do interesse pela opção “comprar na internet e retirar na loja”.

A principal vantagem desta opção é a economia obtida ao não ter que pagar pelo frete. Assim como o imediatismo do consumidor.

Ele prefere ir à loja para ter a garantia e a velocidade de ter o produto. Portanto, com essa informação, os varejistas estão acelerando o processo de expansão dessa opção para todas as lojas.

A pesquisa mostra também que dois em cada três brasileiros afirmam fazer uma busca online antes de comprar na loja física.

Só 27% dos compradores decidem onde comprar na hora, enquanto 74% têm ideia ou certeza de qual loja comprar antes.

Data deve movimentar R$ 3,45 bilhões

De acordo com a ABComm, associação que representa o setor, o comércio eletrônico espera faturar cerca de R$ 3,45 bilhões durante a Black Friday. O montante é 18% superior em relação ao ano anterior.

Segundo a entidade, o ticket médio será de R$ 340. As categorias mais procuradas devem ser: informática, celulares, eletrônicos, moda, acessórios, casa e decoração.

Outra pesquisa, realizada pela plataforma Zoom, mostra 95% das pessoas pretendem comprar na Black Friday.

Por outro lado, 66% estão pensando em aproveitar a data para antecipar as compras de Natal.

O estudo, realizado com mais de 4 mil pessoas, ainda mostra que 98% das pessoas buscam informações e monitoram o preço dos produtos que pretendem adquirir.

Afinal, para 74%, o principal fator decisório de compra é o preço.

FIQUE LIGADO! O FinanceOne está com um especial sobre a Black Friday 2019. Veja os artigos que já foram publicados:

-> Dicas e regras da Black Friday 2019;
-> Como não cair em golpes na Black Friday.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

melhores-fintechs-brasileiras
Nubank lança cartão de débito - Cartão de débito Nubank
dívidas
organizar-as-finanças-depois-das-férias
taxa-de-administração-do-consórcio