Início Notícias Finanças Pessoais 4 golpes mais comuns na Black Friday. Fique atento!

4 golpes mais comuns na Black Friday. Fique atento!

0
(0)

A Black Friday 2020 acontecerá na última sexta-feira deste mês, no dia 27. Mas o período não é só marcado pelas promoções e descontos. Há, também, golpes e ações que podem descumprir os direitos do consumidor.

Por isso, para aproveitar a data de verdade é necessário ter atenção na hora das compras. Dessa maneira, evite cair em armadilhas e golpes, além de se livrar da conhecida “Black Fraude”.

Pensando nisso, listamos 4 golpes mais comuns na Black Friday e que você precisa ter bastante cuidado. Continue a leitura para saber quais são.

+ Saiba como se preparar para a Black Friday 2020

Produtos que oferecem o dobro pela metade

Nem todos os descontos oferecidos na Black Friday são verdadeiros. Essa pegadinha do “dobro pela metade”, por exemplo, já é conhecida. Mas mesmo assim tem potencial para enganar alguns usuários desatentos.

Funciona assim: algumas lojas aumentam os preços nas semanas que antecedem a data. Assim, elas conseguem “derrubar” os preços no dia da Black Friday, dando a impressão de que estão oferecendo grandes descontos. No entanto, elas estão vendendo o produto pelo valor real.

Uma dica para evitar cair nesse golpe é monitorar os preços com a ajuda de algumas ferramentas online. Alguns exemplos dessas ferramentas são o Buscapé e o Zoom.

Preço diferente na hora de pagar

O anúncio promove um desconto generoso, você confirmou que a página é real e que a loja tem histórico de ser confiável. Seleciona os produtos que deseja e se direciona ao carrinho de compras para descobrir que, no ato do pagamento, o valor total da sua compra acaba sendo maior do que o anunciado.

Esse tipo de prática consiste em uma infração dos Direitos do Consumidor e você terá direito de abrir uma reclamação a respeito da loja no Procon do seu estado.

Lembre-se de documentar bem a sua queixa, mostrando o ocorrido com capturas de tela, para que o órgão possa agir.

Golpes Black Friday
Golpes na Black Friday: confira quais são os mais comuns e evite cair em armadilhas

Promoções recebidas por e-mail ou SMS

Ter atenção a respeito das promoções que são recebidas por e-mail ou por mensagens de celular é necessário. Em alguns casos, criminosos usam esses dois formatos para aplicarem golpes. Eles enviam, normalmente, sites ou links falsos.

Caso você receba alguma promoção assim, verifique com cuidado quem está enviando antes de clicar no link ou site. Normalmente, a única diferença é o endereço com alguma letra diferente do verdadeiro, por isso muitas pessoas acabam caindo no golpe.

Outro cuidado importante é desconfiar de lojas que você nunca ouviu falar e pesquisar informações sobre elas.

+ Golpes na Black Friday: saiba como se proteger

Frete com valor mais alto que o produto

Na pressa de comprar algo, o cliente pode encontrar um anúncio muito atrativo, verificar que o site é confiável e ir até o carrinho de compras para confirmar o pedido. Mas aí ele descobre que, no fim das contas, o frete está mais caro do que o produto que ele quer.

E muitas vezes o consumidor só percebe o valor pago após efetuar o pagamento. Portanto, a dica aqui é ficar atento ao valor final das compras, e não apenas ao preço do produto. Antes de comprar, por exemplo, você pode simular o valor do frete para o endereço que você deseja receber o produto.

Por fim, se o site mostrar um valor de frete na simulação e um valor mais alto no pagamento, você pode acionar o Procon.

Além desses golpes mais comuns, você também pode evitar alguns portais. O Procon de São Paulo, por exemplo, tem uma lista com sites, pois tiveram reclamações de consumidores registradas. Por isso, antes de realizar a sua compra, garanta que o site não esteja nesta lista.

Gostou do nosso conteúdo? Então o compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a não caírem em golpes da Black Friday.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Camila Miranda
Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Auxílio emergencial: confira calendário para os reavaliados

O Ministério da Cidadania publicou nesta sexta-feira, 27, um novo calendário de pagamento para as parcelas do auxílio emergencial. Este calendário é...

4 carreiras promissoras no setor de beleza para 2021

O segmento da beleza não para de crescer no Brasil. Nosso país, por exemplo, é considerado o terceiro maior mercado consumidor do...

Nubank x Inter: compare os cartões sem anuidade

Os cartões sem anuidade estão ganhando cada vez mais espaço no mercado e no coração dos brasileiros. Com tantas opções pode ser...

Black Friday 2020: confira os melhores sites e ofertas

Você já se preparou para as ofertas da Black Friday 2020? Está com a lista de compras feita e separada para aproveitar...

5 dicas para saber se uma loja virtual é confiável

A pandemia da Covid-19 impulsionou o e-commerce e a Black Friday deve alavancar ainda mais as vendas online. Cerca de 80% dos...

Salário mínimo na Suíça chega a R$25 mil

Você já se perguntou quanto é o salário mínimo na Suíça, mesmo que seja só por curiosidade? Se a resposta é sim,...