Mais
    InícioNotíciasEconomiaBolsonaro sanciona novas regras para renegociação de dívidas do Fies. Confira!

    Bolsonaro sanciona novas regras para renegociação de dívidas do Fies. Confira!

    0
    (0)

    As novas regras para renegociação de dívidas do Fiel 2022 viraram lei. O presidente Jair Bolsonaro sancionou o texto, oriundo da Medida Provisória (MP) que permitiu a renegociação dessas dívidas no início do ano.

    A Lei nº 14.375/22 foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 22 de junho, e beneficia os alunos que aderiram ao Programa de Financiamento Estudantil até o segundo semestre de 2017.

    A renegociação do Fies já estava autorizada desde dezembro de 2021, mas a MP ainda precisava ser aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente para se tornar uma lei definitiva e permanentemente. 

    Como funciona a renegociação do Fies 2022?

    Com a nova lei, a renegociação do Fies 2022 pode conceder descontos de até 99% para alunos que têm dívidas vencidas não pagas há mais de 360 dias (na data de 30 de dezembro de 2021).

    Para estudantes fora do CadÚnico e que não estão em situação de vulnerabilidade, é possível obter descontos de até 77% do valor devido ao programa.

    Já se o aluno pertencer a família de baixa renda inscrita no CadÚnico, ou ainda se sua família tiver sido beneficiária do auxílio emergencial em 2021, pode ser concedido desconto de até 99%.

    A Secretaria-Geral da Presidência da República explica que esse desconto é aplicado no valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor.

    Existem várias formas de quitar o financiamento atrasado, seja em várias parcelas ou em parcela única. Uma delas, é realizar o parcelamento da dívida em até 150 meses, ou seja, 12 anos e seis meses.

    Quem optar por esse prazo,ficará isento dos encargos moratórios. Além disso, quitando o valor integral da dívida, é possível obter 12% de desconto sobre o saldo devedor. 

    De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a renegociação dos débitos ocorrerá até 31 de agosto de 2022.

    Computador aberto no site do Fies
    Novas regras de renegociação do Fies valem até agosto de 2022 (Reprodução: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

    Quem pode aderir à renegociação do Fies:

    A renegociação de dívidas do Fies é para alunos que deixaram de pagar as parcelas de seus financiamentos do programa. Mas é possível aderir a essas regras nas seguintes situações:

    • para dívidas que não foram pagas há mais de 360 dias
    • dívidas que não foram pagas há mais de 90 dias, mas cujo período de quitação ainda não foi concluído

    Parcelamentos

    A renegociação do Fies também tem regras específicas de parcelamento. No caso de dívidas com mais de 360 dias:

    • Alunos do CadÚnico ou auxílio emergencial podem fazer até 10 parcelas (corrigidas pela taxa Selic) ou parcela única
    • Os demais podem obter o desconto para o pagamento integral do saldo devedor

    No caso de dívidas com mais de 90 dias e ainda em prazo, é possível pagar à vista e obter os 12% do valor principal com isenção dos encargos ou parcelar em até 150 vezes com redução de 100% de juros e multas.

    Como renegociar a dívida do Fies pelas novas regras?

    Para aderir à renegociação de dívidas do Fies é necessário utilizar os canais de atendimento dos agentes financeiros, como Caixa e Banco do Brasil.

    No caso da Caixa, é possível realizar uma  consulta online no site do banco para saber se pode ou não renegociar a dívida. No Banco do Brasil, é possível fazer a consulta pelo aplicativo do banco ou, se preferir, presencialmente nas agências.

    Vale lembrar que o Fies foi instituído com o objetivo de financiar as mensalidades do ensino superior de faculdades privadas. Os valores dessas mensalidades são pagos posteriormente, em parcelas, pelos beneficiados.

    O programa também possibilita ao poder público fazer avaliações de instituições de ensino e de seus cursos de graduação

    Gostou do nosso texto? Acha que ele pode ser útil para alguém? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a negociarem dívida do Fies.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Tamires Silva
    Tamires Silva
    Jornalista e Redatora do FinanceOne, onde suas finanças começam.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasEconomiaBolsonaro sanciona novas regras para renegociação de dívidas do Fies. Confira!

    Bolsonaro sanciona novas regras para renegociação de dívidas do Fies. Confira!

    0
    (0)

    As novas regras para renegociação de dívidas do Fiel 2022 viraram lei. O presidente Jair Bolsonaro sancionou o texto, oriundo da Medida Provisória (MP) que permitiu a renegociação dessas dívidas no início do ano.

    A Lei nº 14.375/22 foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 22 de junho, e beneficia os alunos que aderiram ao Programa de Financiamento Estudantil até o segundo semestre de 2017.

    A renegociação do Fies já estava autorizada desde dezembro de 2021, mas a MP ainda precisava ser aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente para se tornar uma lei definitiva e permanentemente. 

    Como funciona a renegociação do Fies 2022?

    Com a nova lei, a renegociação do Fies 2022 pode conceder descontos de até 99% para alunos que têm dívidas vencidas não pagas há mais de 360 dias (na data de 30 de dezembro de 2021).

    Para estudantes fora do CadÚnico e que não estão em situação de vulnerabilidade, é possível obter descontos de até 77% do valor devido ao programa.

    Já se o aluno pertencer a família de baixa renda inscrita no CadÚnico, ou ainda se sua família tiver sido beneficiária do auxílio emergencial em 2021, pode ser concedido desconto de até 99%.

    A Secretaria-Geral da Presidência da República explica que esse desconto é aplicado no valor consolidado da dívida, inclusive principal, por meio da liquidação integral do saldo devedor.

    Existem várias formas de quitar o financiamento atrasado, seja em várias parcelas ou em parcela única. Uma delas, é realizar o parcelamento da dívida em até 150 meses, ou seja, 12 anos e seis meses.

    Quem optar por esse prazo,ficará isento dos encargos moratórios. Além disso, quitando o valor integral da dívida, é possível obter 12% de desconto sobre o saldo devedor. 

    De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a renegociação dos débitos ocorrerá até 31 de agosto de 2022.

    Computador aberto no site do Fies
    Novas regras de renegociação do Fies valem até agosto de 2022 (Reprodução: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil)

    Quem pode aderir à renegociação do Fies:

    A renegociação de dívidas do Fies é para alunos que deixaram de pagar as parcelas de seus financiamentos do programa. Mas é possível aderir a essas regras nas seguintes situações:

    • para dívidas que não foram pagas há mais de 360 dias
    • dívidas que não foram pagas há mais de 90 dias, mas cujo período de quitação ainda não foi concluído

    Parcelamentos

    A renegociação do Fies também tem regras específicas de parcelamento. No caso de dívidas com mais de 360 dias:

    • Alunos do CadÚnico ou auxílio emergencial podem fazer até 10 parcelas (corrigidas pela taxa Selic) ou parcela única
    • Os demais podem obter o desconto para o pagamento integral do saldo devedor

    No caso de dívidas com mais de 90 dias e ainda em prazo, é possível pagar à vista e obter os 12% do valor principal com isenção dos encargos ou parcelar em até 150 vezes com redução de 100% de juros e multas.

    Como renegociar a dívida do Fies pelas novas regras?

    Para aderir à renegociação de dívidas do Fies é necessário utilizar os canais de atendimento dos agentes financeiros, como Caixa e Banco do Brasil.

    No caso da Caixa, é possível realizar uma  consulta online no site do banco para saber se pode ou não renegociar a dívida. No Banco do Brasil, é possível fazer a consulta pelo aplicativo do banco ou, se preferir, presencialmente nas agências.

    Vale lembrar que o Fies foi instituído com o objetivo de financiar as mensalidades do ensino superior de faculdades privadas. Os valores dessas mensalidades são pagos posteriormente, em parcelas, pelos beneficiados.

    O programa também possibilita ao poder público fazer avaliações de instituições de ensino e de seus cursos de graduação

    Gostou do nosso texto? Acha que ele pode ser útil para alguém? Então compartilhe em suas redes sociais e ajude outras pessoas a negociarem dívida do Fies.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?