Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisCaixa corta em até 40% taxas de juros para empréstimo

    Caixa corta em até 40% taxas de juros para empréstimo

    0
    (0)

    A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou a redução dos seus juros para empréstimo pessoal. A divulgação foi feita na mesma ocasião em que a instituição afirmou que vai cortar em até 40% os juros do cheque especial.

    Publicidade

    Neste caso, a taxa partirá de 8,99% ao mês, tanto para clientes pessoa física quanto pessoa jurídica. Essa nova modalidade estará disponível a partir de 19 de agosto.

    Homem empilhando pequenos blocos de madeira com gráficos

    A Caixa informou que, no caso da contratação individual do cheque especial, a taxa passa a ser de até 9,99% ao mês. Segundo o banco, essa taxa representa uma redução de 26% sobre os percentuais praticados atualmente.

    Ainda de acordo com a instituição financeira, as taxas para cheque especial eram de até 13,45% ao mês, no caso de pessoa física, e de até 14,95% ao mês para pessoa jurídica.

    Juros para empréstimo

    A Caixa afirma que a redução dos juros para empréstimo será de até 21%. A taxa mínima era de 4,99% ao mês, e agora será a partir de 2,29% ao mês.

    Publicidade

    Para capital de giro, a Caixa anunciou corte nas taxas, que variam de 11% a 13%. As taxas serão a partir de 0,95% ao mês.

    O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o banco terá perdas no curto prazo com a redução das taxas.

    Entretanto, a expectativa é de que essas perdas sejam recuperadas no médio prazo. Espera-se que com o aumento no número de clientes e de operações o resultado seja positivo.

    Guimarães ressaltou que o corte de juros de operações de crédito ocorre com base na redução da taxa Selic.

    Novas taxas da Caixa

    Lembrando que as simulações a seguir consideram a contratação individual. Confira!

    Publicidade

    1 – Cheque especial

    Taxa anterior

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 567,25
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.134,50

    Taxa atual

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 549,95
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.099,90

    2 – Crédito pessoal (CDC salário)

    Taxa anterior

    Publicidade

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 514,50
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.029

    Taxa atual

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 511,45
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.022,90

    *Considerando o valor pago em parcela única sem IOF e demais taxas de contratação.

    Aplicativo para baixa renda

    Na ocasião do anúncio da queda dos juros para empréstimo, o presidente da Caixa disse que a instituição está desenvolvendo um aplicativo de celular mais simples, que será voltado para clientes de baixa renda.

    De acordo com o executivo, o produto deve ser lançado em até 60 dias. Por meio do app, explicou Guimarães, os clientes vão poder fazer todas as operações básicas como pagamentos de contas e transferências.

    Será possível também ter acesso a serviços sociais administrados pela instituição, como o Bolsa Família.

    Crédito imobiliário com juros reduzidos

    A Caixa anunciou também um futuro corte de juros nos financiamentos imobiliários. Dessa forma, as taxas poderão chegar a 31,5%.

    A instituição possui 70% do crédito habitacional do país. Como consequência, é esperado que outras corporações abram mão de valores de taxas atuais para impedir uma possível perda de clientes.

    A Caixa fará um reajuste nos contratos de acordo com a inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Segundo o IBGE, o IPCA deve encerrar em 3,82 em 2019.

    BB e Itaú também anunciam cortes

    O Banco do Brasil e o Itaú Unibanco também informaram corte nos juros para empréstimo.

    No caso do BB, os cortes foram no crédito para pessoas físicas, jurídicas e financiamento imobiliário. Na habitação, a taxa mínima no SFI (Sistema Financeiro de Habitação) cai de 8,49% para 8,29%.

    O SFI abrange imóveis de até R$ 1,5 milhão e permite o uso do FGTS.

    Já o Itaú Unibanco afirmou ontem que repassará integralmente o corte de meio ponto percentual na Selic.

    As diminuições serão no crédito para pessoas físicas e no capital de giro para as empresas.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisCaixa corta em até 40% taxas de juros para empréstimo

    Caixa corta em até 40% taxas de juros para empréstimo

    0
    (0)

    A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou a redução dos seus juros para empréstimo pessoal. A divulgação foi feita na mesma ocasião em que a instituição afirmou que vai cortar em até 40% os juros do cheque especial.

    Publicidade

    Neste caso, a taxa partirá de 8,99% ao mês, tanto para clientes pessoa física quanto pessoa jurídica. Essa nova modalidade estará disponível a partir de 19 de agosto.

    Homem empilhando pequenos blocos de madeira com gráficos

    A Caixa informou que, no caso da contratação individual do cheque especial, a taxa passa a ser de até 9,99% ao mês. Segundo o banco, essa taxa representa uma redução de 26% sobre os percentuais praticados atualmente.

    Ainda de acordo com a instituição financeira, as taxas para cheque especial eram de até 13,45% ao mês, no caso de pessoa física, e de até 14,95% ao mês para pessoa jurídica.

    Juros para empréstimo

    A Caixa afirma que a redução dos juros para empréstimo será de até 21%. A taxa mínima era de 4,99% ao mês, e agora será a partir de 2,29% ao mês.

    Publicidade

    Para capital de giro, a Caixa anunciou corte nas taxas, que variam de 11% a 13%. As taxas serão a partir de 0,95% ao mês.

    O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informou que o banco terá perdas no curto prazo com a redução das taxas.

    Entretanto, a expectativa é de que essas perdas sejam recuperadas no médio prazo. Espera-se que com o aumento no número de clientes e de operações o resultado seja positivo.

    Guimarães ressaltou que o corte de juros de operações de crédito ocorre com base na redução da taxa Selic.

    Novas taxas da Caixa

    Lembrando que as simulações a seguir consideram a contratação individual. Confira!

    Publicidade

    1 – Cheque especial

    Taxa anterior

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 567,25
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.134,50

    Taxa atual

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 549,95
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.099,90

    2 – Crédito pessoal (CDC salário)

    Taxa anterior

    Publicidade

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 514,50
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.029

    Taxa atual

    Contratou R$ 500, pagará no final: R$ 511,45
    Contratou R$ 1.000, pagará no final: R$ 1.022,90

    *Considerando o valor pago em parcela única sem IOF e demais taxas de contratação.

    Aplicativo para baixa renda

    Na ocasião do anúncio da queda dos juros para empréstimo, o presidente da Caixa disse que a instituição está desenvolvendo um aplicativo de celular mais simples, que será voltado para clientes de baixa renda.

    De acordo com o executivo, o produto deve ser lançado em até 60 dias. Por meio do app, explicou Guimarães, os clientes vão poder fazer todas as operações básicas como pagamentos de contas e transferências.

    Será possível também ter acesso a serviços sociais administrados pela instituição, como o Bolsa Família.

    Crédito imobiliário com juros reduzidos

    A Caixa anunciou também um futuro corte de juros nos financiamentos imobiliários. Dessa forma, as taxas poderão chegar a 31,5%.

    A instituição possui 70% do crédito habitacional do país. Como consequência, é esperado que outras corporações abram mão de valores de taxas atuais para impedir uma possível perda de clientes.

    A Caixa fará um reajuste nos contratos de acordo com a inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). Segundo o IBGE, o IPCA deve encerrar em 3,82 em 2019.

    BB e Itaú também anunciam cortes

    O Banco do Brasil e o Itaú Unibanco também informaram corte nos juros para empréstimo.

    No caso do BB, os cortes foram no crédito para pessoas físicas, jurídicas e financiamento imobiliário. Na habitação, a taxa mínima no SFI (Sistema Financeiro de Habitação) cai de 8,49% para 8,29%.

    O SFI abrange imóveis de até R$ 1,5 milhão e permite o uso do FGTS.

    Já o Itaú Unibanco afirmou ontem que repassará integralmente o corte de meio ponto percentual na Selic.

    As diminuições serão no crédito para pessoas físicas e no capital de giro para as empresas.

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?