Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Quais taxas de empréstimo podem ser cobradas

Escrito por: Mateus Carvalho em 29 de março de 2019

Você é daqueles que quando as coisas apertam procura ajuda? E quando o assunto é dinheiro, já pensou nas taxas de empréstimo? Sair do aperto é bom, mas é preciso saber quais taxas são cobradas e entender o motivo.

São diversos os motivos pelos quais as pessoas optam por pedir um empréstimo atualmente, seja para pagar uma dívida, para adquirir algum bem ou para complementar algum objetivo imediato, como viagens.

No entanto, todo empréstimo vem acompanhado das taxas e juros, que são cobradas pelas instituições de diversas formas, com o intuito de retornar o valor que foi passado com um percentual acima.

taxas-de-empréstimo

O tempo para pagamento desse empréstimo também é algo variado. Mas isso, no entanto, é o que pouco importa, pois o cliente pode escolher o que fica melhor dentro do orçamento.

O cuidado mesmo deve ser em observar os valores que são cobrados como taxas, que muitas vezes passa despercebido.

A pergunta é: no que você presta mais atenção, no valor das parcelas ou nos juros?

Taxa de cadastro não pode ser cobrada

A pergunta que muita gente costuma se fazer é sobre a taxa de cadastro. Ela pode ser cobrada? A resposta já foi dada acima e é não.

Isso porque os custos que estão sobre a abertura de um crédito ou empréstimo originados de um banco ou instituição financeira já estão sob as atribuições e atividades dessa instituição.

Dessa forma, se cobrada, qualquer taxa para cadastro pode ser considerada indevida e ilegal, uma vez que os juros caracterizam os custos da efetivação do empréstimo ou financiamento.

É muito comum pessoas se passarem por instituições e simularem empréstimos, dessa forma pegando dados do cliente e incentivando a pagar para que o mesmo possa ser efetivado.

Eles usam o argumento de que a liberação depende do pagamento dessa taxa referente ao cadastro. Tenha muito cuidado com isso.

Taxa de juros nominal

A taxa de juros nominal é a taxa comum que todo mundo já conhece e que as propagandas apresentam, ou você já deve ter visto nos sites de instituições com oferta de empréstimo.

Essa taxa, no entanto, pode ser fixa ou variável conforme o perfil do consumidor. Além disso, pode ser possível a realização de uma análise de credor.

Se você está em tempo de pesquisa e fazendo consulta para saber qual o melhor tipo de empréstimo ou lugar para realizá-lo, esse pode ser um dos fatores a serem analisados. Você pode consultá-las em todas as situações.

A consulta desses juros é sem custo e livre de impostos. Dessa forma, somente quando a oferta é fechada que poderão ser incorporados outros valores e não durante a transação.

Imposto IOF e seguro

Outra taxa é o IOF, como é conhecido o Imposto sobre Operações Financeiras, que é cobrado em todo o país.

Para os empréstimos o valor costuma ser de 0,38% sobre o valor solicitado, além de uma taxa do dia em que a oferta foi contratada.

Nesse caso, não tem como fugir. Essa é uma taxa comum e que estará sempre presente. O IOF é obrigatório em qualquer empréstimo.

Há também os seguros, uma forma de garantia. Alguns empréstimos poderão incluir essa taxa como forma de proteção ao cliente, em respaldo para situações como desemprego ou óbito.

Essa garantia vem como algo positivo e pode ajudar em casos de imprevistos. No entanto, como tendência de todo seguro, ela deixará o valor final um pouco mais caro do que o normal.

É preciso, antes de tudo, durante a pesquisa, saber todos os detalhes do empréstimo e se ele será vantajoso para você.

Os valores cobrados serão exorbitantes e se encaixam no seu orçamento? Está sendo cobrado dentro da legalidade? Desconfia de algo? Consulte, se preciso, pessoas de confiança.

Dicas para pegar empréstimo sem se afundar mais

Somente pegar empréstimo não é necessário para aliviar as dívidas ou acabar com os seus problemas.

É preciso avaliar os riscos e não cometer erros para se afundar ainda mais.

O importante é saber entender o que te levou a essa situação. Como, também, o que está te fazendo pegar esse empréstimo.

Foi a sua primeira opção ou a última?

Há algumas dicas para você fazer um empréstimo sem ficar ainda mais endividado e ele ser a solução, não mais um problema.

São elas:

-> Contratar o crédito consignado;

-> Ficar atento aos golpes do empréstimo online;

-> Procurar por empréstimos mais baratos e refinanciar as dívidas;

-> Organizar a vida financeira;

-> Comparar o Custo Efetivo Total;

Quer saber mais sobre cada uma dessas cinco dicas essenciais para você fazer um empréstimo seguro? Saiba como aqui!

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Como identificar (e fugir) de um esquema de pirâmide?
cartão-de-crédito-consignado-sem-anuidade
voos cancelados da Avianca
consórcio de dinheiro
organizar-as-finanças-depois-das-férias