Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Carro elétrico: descubra se vale a pena

Escrito por: Rafael Massadar em 9 de julho de 2019

Comprar um carro elétrico no Brasil não é mais sonho muito distante. No entanto, o preço ainda é um pouco alto.

Isso ocorre, principalmente, por serem automóveis importados e por não existir uma política de incentivos para a redução desses preços.

Nos países que decolaram na adoção dos veículos elétricos, os governos concederam uma série de incentivos. Eles aprovaram benefícios tributários, liberação de pagamento de pedágios e até estacionamentos gratuitos.

carro eletrico

Apesar disso tudo, as vendas de carros movidos a eletricidade tem crescido no Brasil. Em 2018, 3.970 veículos elétricos ou híbridos foram emplacados.

Esse dado representa um aumento de 20,4% em comparação com 2017, quando foram registradas 3.296 novas unidades.

Os dados são compilados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), com base nos Registros Nacionais de Veículos Automotores.

A China continua em vantagem no setor, mas nem tanto. Tudo indica que continuará sendo líder de vendas no segmento, mas perderá em participação no mercado à medida que outros países intensificarem a oferta de elétricos.

Nesse meio tempo, durante o ano de 2020, a Europa deve ultrapassar os Estados Unidos nesse quesito.

Quais são os benefícios do carro elétrico?

A busca pela sustentabilidade do planeta tem gerado um novo conceito de mobilidade.

Diante disso, o carro elétrico  ganha cada vez mais peso na indústria automotiva, já que se apresenta como uma alternativa ecologicamente correta.

No entanto, vale frisar que as vantagens desse tipo de automóvel, quando comparado com carros tradicionais, não se restringem ao respeito pelo meio ambiente.

Há também ganhos financeiros e institucionais para as marcas que optam por esse tipo de veículo.

A eficiência dos automóveis tradicionais não passa de 40%, ao passo que o carro elétrico tem um rendimento que se aproxima dos 90%.

Em outras palavras, veículos com motor elétrico consomem menos energia para realizar o mesmo esforço dos motores a combustão.

Um motor tradicional pode tornar-se inutilizável quando surgem falhas na circulação do óleo e demais componentes ou no sistema de refrigeração. No entanto, o carro elétrico não possui tais componentes.

Portanto, são mais simples e diminuem o desgaste ao motor, que é mais compacto e confiável.

O motor elétrico também é mais leve, atinge rotação máxima mais elevada e tem partida mais rápida em relação a um motor a pistão. Isso porque ao pisar no acelerador, o motor liga quase instantaneamente.

Outra vantagem desse tipo de veículo é que dispensa o uso de câmbio. Ele possui uma marcha contínua que opera até uma velocidade determinada e conta apenas com um mecanismo para sinalizar a mudança na caixa de velocidades e que permite o recuo do veículo.

Ou seja, após ligar o carro não é preciso trocar as marchas, apenas utilizar as funções de aceleração e ré.

Tal diferencial potencializa o nível de energia que chega até as rodas.

Outras vantagens do carro elétrico

Há um menor custo de manutenção e operação. Isso ocorre porque a energia elétrica não alcança o preço da gasolina.

Diante disso, pesquisas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) revelam que a utilização deste veículo é cerca de quatro vezes mais barata que a de um carro convencional.

O sistema de travagem regenerativa citado no tópico anterior também contribui para a economia de despesas.

Em se tratando de carros tradicionais, ao utilizar o sistema de freios para diminuir a velocidade do veículo ou pará-lo, o consumo é inflacionado.

Com o intuito de estimular a sustentabilidade, há alguns programas de incentivo ao desenvolvimento e uso de veículos elétricos no Brasil.

Os descontos aplicados ao IPVA para automóveis à base de energia elétrica são um exemplo disso. Essa isenção se aplica também para carros movidos a hidrogênio, bem como os veículos híbridos.

Onde carregar?

Quem possui um carro elétrico ainda não conta com uma vasta e ampla rede de postos de carga. No entanto, essa realidade vem mudando.

Por exemplo, a BMW e a Volvo já instalaram alguns pontos de recarga em cidades grandes e ao longo de estradas.

É possível ir do Rio de Janeiro a São Paulo carregando seu automóvel em postos de combustível pela rodovia Dutra.

Em alguns shoppings e supermercados, a empresa já instalou pontos de recarga. O uso desses pontos, em sua maioria, é gratuito.

Há também prédios residenciais e comerciais que contam com carregamento rápido de carros elétricos instalados em suas garagens.

Postos de combustível, aos poucos, também adotaram a possibilidade de abastecimento de elétricos.

Vale lembrar que a maioria dos modelos traz incluso em seu GPS os pontos de carregamento à disposição.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

dívidas
Jovens com nome sujo
Plano de saúde com coparticipação
nome sujo
Estourar o limite do cartão de crédito