Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisVeja como cobrar dinheiro emprestado a familiares e amigos

    Veja como cobrar dinheiro emprestado a familiares e amigos

    4.3
    (6)

    Pegar dinheiro emprestado com familiares e amigos é uma boa solução em momentos de aperto financeiro. Mas a pessoa pode deixar de cumprir com o combinado e não devolver o valor. Então, como cobrar dinheiro emprestado a familiares e amigos?

    Publicidade

    Esse é um assunto delicado e que tem o peso do relacionamento pessoal. O primeiro passo é não ter vergonha de cobrar. Quem emprestou o dinheiro deve, sim, cobrar o valor.

    Se alguém teve a coragem de pedir emprestado, também tem que estar disponível para ser cobrado pela dívida.

    A sinceridade é o passo seguinte. Seja sincero e converse com respeito.

    Apresente argumentos para cobrança e diga que a situação também está difícil para você.

    Deixe claro que ajudou a pessoa e agora precisa que ela também cumpra com a sua parte.

    Publicidade

    O Brasil registra 13 milhões de desempregados, segundo aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    A situação não está restrita a poucas pessoas. Veja outras dicas a seguir.

    Um leque formado por notas de dinheiro
    Cobrar dinheiro a amigos e familiares não precisa ser uma situação problemática

    Avalie as suas próprias condições

    Antes de pensar em emprestar dinheiro, você precisa avaliar a sua saúde financeira. Isso reduz as chances de, por exemplo, você emprestar e acabar cobrando a dívida de maneira equivocada e acabar prejudicando sua relação com o devedor.

    + Confira 9 melhores sites para ganhar dinheiro como freelancer e como funcionam

    Por isso, veja se aquele dinheiro não vai te fazer falta durante o tempo que estabeleceu para a devolução. Também pense na forma como o seu amigo ou familiar costuma cuidar do que tem, pois isso pode te ajudar a não entrar em situações potencialmente complicadas.

    Publicidade

    Estipule um prazo para a devolução

    A melhor forma de emprestar dinheiro é já definir como será a devolução e o prazo. Nessa hora, é preciso ser um pouco racional e deixar a emoção de lado.

    O ideal é já combinar quando a pessoa precisará pagar. Assim, os transtornos e as dores de cabeça da cobrança podem ser evitados.

    Caso você já tenha emprestado uma quantia e não combinou um prazo, faça isso agora. Estipule uma data para que seu dinheiro seja devolvido.

    + Descubra como ganhar dinheiro com cartão de crédito. Veja 5 dicas!

    Outra dica é não demorar para cobrar o valor. Isso para que não caia no esquecimento.

    Publicidade

    Com a rotina corrida e os milhares de afazeres, é normal esquecer de algo.

    Para que a devolução do dinheiro não seja um desses itens esquecidos, estabeleça uma data e as condições de pagamento.

    A lógica é simples: quanto mais o tempo passa, pior o esquecimento. Então, o recomendado é cobrar logo.

    Aborde a pessoa com cautela

    A forma que você cobra o dinheiro emprestado é uma das coisas mais importantes a se pensar. Isso porque uma abordagem errada pode prejudicar bastante o andamento da conversa.

    Sendo assim, caso vá enviar uma mensagem, procure ser sincero, mas demonstre empatia por quem está te devendo. Explique de forma clara os motivos que te fazem cobrar o dinheiro e diga, sem rodeios, para quando precisa do mesmo.

    Tudo dependerá do nível de intimidade que você tem com a pessoa. Isso porque, em situações de contato mais próximas, você pode utilizar um tom mais amistoso para diminuir a tensão que esse tipo de assunto pode trazer.

    Porém, em contextos em que você não é tão próximo, o melhor é manter uma comunicação mais clara e efetiva.

    Ofereça opções para o pagamento

    Por outro lado, se você não quiser ser indelicado e cobrar a dívida, uma solução pode ser oferecer opções de pagamento.

    Como por exemplo, um jantar, almoço, compras ou até uma viagem por conta do familiar ou do amigo.

    Para isso, diga que está com vontade de sair e pergunte se a pessoa pode pagar ao invés de devolver o dinheiro.

    Mas, lembre-se: tudo deve ser combinado com antecedência.

    Para que a pessoa não seja pega de surpresa, não é mesmo?

    Conheça os tipos de devedores

    Para cobrar o dinheiro emprestado, é necessário também conhecer os tipos de devedores.

    Devedor esquecido

    Esse indivíduo tem o costume de esquecer as datas de pagamento. Assim, acaba por se endividar por falta de organização.

    Mas o lado positivo é que, depois da primeira lembrança, costuma pagar logo. Ele só precisa mesmo de um lembrete.

    Devedor no limite

    É uma pessoa que pede dinheiro emprestado quando está no limite do orçamento.

    Por já estar sem verba, pode ser que demore a devolver o valor. Caso se disponha a ajudar, estipule um prazo mais longo para o ressarcimento.

    Devedor desorganizado

    É o indivíduo que não consegue ter a vida financeira no lugar, por mais que tenha boa vontade.

    Por isso, se você precisar do retorno com certa rapidez, é melhor não emprestar.

    Tente estimulá-lo a ser mais organizado com as finanças e a priorizar os gastos.

    Devedor egoísta

    Quando precisa de dinheiro emprestado, essa pessoa te procura e conta uma história triste para te comover.

    Depois de conseguir a quantia, some e não atende mais suas ligações, não responde as mensagens.

    Com isso, deixa claro que não tem a intenção de devolver o valor.

    O melhor mesmo é ter uma relação sólida com a pessoa para que as relações não sejam corrompidas. E você, já teve que cobrar dinheiro emprestado a algum amigo e familiar?

    *Colaboração: Isabella Mercedes

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 6

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Bruna Somma
    Bruna Somma
    Jornalista formada pela UFRRJ, com passagens por redações de jornais, sites e Assessoria de Comunicação.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisVeja como cobrar dinheiro emprestado a familiares e amigos

    Veja como cobrar dinheiro emprestado a familiares e amigos

    4.3
    (6)

    Pegar dinheiro emprestado com familiares e amigos é uma boa solução em momentos de aperto financeiro. Mas a pessoa pode deixar de cumprir com o combinado e não devolver o valor. Então, como cobrar dinheiro emprestado a familiares e amigos?

    Publicidade

    Esse é um assunto delicado e que tem o peso do relacionamento pessoal. O primeiro passo é não ter vergonha de cobrar. Quem emprestou o dinheiro deve, sim, cobrar o valor.

    Se alguém teve a coragem de pedir emprestado, também tem que estar disponível para ser cobrado pela dívida.

    A sinceridade é o passo seguinte. Seja sincero e converse com respeito.

    Apresente argumentos para cobrança e diga que a situação também está difícil para você.

    Deixe claro que ajudou a pessoa e agora precisa que ela também cumpra com a sua parte.

    Publicidade

    O Brasil registra 13 milhões de desempregados, segundo aponta o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    A situação não está restrita a poucas pessoas. Veja outras dicas a seguir.

    Um leque formado por notas de dinheiro
    Cobrar dinheiro a amigos e familiares não precisa ser uma situação problemática

    Avalie as suas próprias condições

    Antes de pensar em emprestar dinheiro, você precisa avaliar a sua saúde financeira. Isso reduz as chances de, por exemplo, você emprestar e acabar cobrando a dívida de maneira equivocada e acabar prejudicando sua relação com o devedor.

    + Confira 9 melhores sites para ganhar dinheiro como freelancer e como funcionam

    Por isso, veja se aquele dinheiro não vai te fazer falta durante o tempo que estabeleceu para a devolução. Também pense na forma como o seu amigo ou familiar costuma cuidar do que tem, pois isso pode te ajudar a não entrar em situações potencialmente complicadas.

    Publicidade

    Estipule um prazo para a devolução

    A melhor forma de emprestar dinheiro é já definir como será a devolução e o prazo. Nessa hora, é preciso ser um pouco racional e deixar a emoção de lado.

    O ideal é já combinar quando a pessoa precisará pagar. Assim, os transtornos e as dores de cabeça da cobrança podem ser evitados.

    Caso você já tenha emprestado uma quantia e não combinou um prazo, faça isso agora. Estipule uma data para que seu dinheiro seja devolvido.

    + Descubra como ganhar dinheiro com cartão de crédito. Veja 5 dicas!

    Outra dica é não demorar para cobrar o valor. Isso para que não caia no esquecimento.

    Publicidade

    Com a rotina corrida e os milhares de afazeres, é normal esquecer de algo.

    Para que a devolução do dinheiro não seja um desses itens esquecidos, estabeleça uma data e as condições de pagamento.

    A lógica é simples: quanto mais o tempo passa, pior o esquecimento. Então, o recomendado é cobrar logo.

    Aborde a pessoa com cautela

    A forma que você cobra o dinheiro emprestado é uma das coisas mais importantes a se pensar. Isso porque uma abordagem errada pode prejudicar bastante o andamento da conversa.

    Sendo assim, caso vá enviar uma mensagem, procure ser sincero, mas demonstre empatia por quem está te devendo. Explique de forma clara os motivos que te fazem cobrar o dinheiro e diga, sem rodeios, para quando precisa do mesmo.

    Tudo dependerá do nível de intimidade que você tem com a pessoa. Isso porque, em situações de contato mais próximas, você pode utilizar um tom mais amistoso para diminuir a tensão que esse tipo de assunto pode trazer.

    Porém, em contextos em que você não é tão próximo, o melhor é manter uma comunicação mais clara e efetiva.

    Ofereça opções para o pagamento

    Por outro lado, se você não quiser ser indelicado e cobrar a dívida, uma solução pode ser oferecer opções de pagamento.

    Como por exemplo, um jantar, almoço, compras ou até uma viagem por conta do familiar ou do amigo.

    Para isso, diga que está com vontade de sair e pergunte se a pessoa pode pagar ao invés de devolver o dinheiro.

    Mas, lembre-se: tudo deve ser combinado com antecedência.

    Para que a pessoa não seja pega de surpresa, não é mesmo?

    Conheça os tipos de devedores

    Para cobrar o dinheiro emprestado, é necessário também conhecer os tipos de devedores.

    Devedor esquecido

    Esse indivíduo tem o costume de esquecer as datas de pagamento. Assim, acaba por se endividar por falta de organização.

    Mas o lado positivo é que, depois da primeira lembrança, costuma pagar logo. Ele só precisa mesmo de um lembrete.

    Devedor no limite

    É uma pessoa que pede dinheiro emprestado quando está no limite do orçamento.

    Por já estar sem verba, pode ser que demore a devolver o valor. Caso se disponha a ajudar, estipule um prazo mais longo para o ressarcimento.

    Devedor desorganizado

    É o indivíduo que não consegue ter a vida financeira no lugar, por mais que tenha boa vontade.

    Por isso, se você precisar do retorno com certa rapidez, é melhor não emprestar.

    Tente estimulá-lo a ser mais organizado com as finanças e a priorizar os gastos.

    Devedor egoísta

    Quando precisa de dinheiro emprestado, essa pessoa te procura e conta uma história triste para te comover.

    Depois de conseguir a quantia, some e não atende mais suas ligações, não responde as mensagens.

    Com isso, deixa claro que não tem a intenção de devolver o valor.

    O melhor mesmo é ter uma relação sólida com a pessoa para que as relações não sejam corrompidas. E você, já teve que cobrar dinheiro emprestado a algum amigo e familiar?

    *Colaboração: Isabella Mercedes

    O que achou disso?

    Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 6

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?