Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasCarreirasConfira 9 melhores sites para ganhar dinheiro como freelancer e como funcionam

    Confira 9 melhores sites para ganhar dinheiro como freelancer e como funcionam

    4
    (28)

    Seja qual for a sua área de atuação, praticamente qualquer profissional pode começar a ganhar dinheiro como freelancer e exercer sua atividade como um freela.

    Publicidade

    Mas, você sabe como iniciar na carreira e começar a ter os primeiros jobs? Um dos primeiros passos, por exemplo, é estar em sites para trabalhar como freela.

    Isso porque eles têm a vantagem de reunir, em um único lugar, quem está procurando por um serviço e quem quer prestá-lo. Ou seja, facilitam o caminho das duas pessoas.

    Por isso, vamos dar uma olhada nos sites mais conhecidos para você começar de vez a sua vida de freela? A seguir, você pode conferir seis sites que separamos para você!

    + Saiba como conseguir mais clientes sendo freelancer

    Veja 9 opções de sites para ganhar dinheiro como freelancer

    1. Workana

    Workana é uma plataforma para diversos tipos de freelancers, tais como: produtores de conteúdo, TI, tradução, finanças etc. A empresa publica, através do site, o projeto que deseja.

    Publicidade

    Com isso, os profissionais freela entram em contato e mandam as propostas, incluindo o valor do serviço e tempo para conclusão. Além disso, é possível que o cliente solicite outras informações.

    A vantagem da Workana é que são muitas opções, visto que são diversos negócios solicitando algum trabalho todos os dias. No entanto, como nem tudo é perfeito, a concorrência também é grande.

    Vale lembrar que uma porcentagem do valor acertado entre o cliente e o freelancer fica para a plataforma.

    2. 99Freelas

    Seguindo a nossa lista de sites para você trabalhar como freela, o 99Freelas é um dos mais famosos e, por isso, não poderíamos deixá-lo de fora.

    Ele é parecido com Workana, pois as empresas publicam os projetos e fazem os pedidos. Então, lá também será preciso elaborar sua proposta de trabalho.

    Publicidade

    Contudo, no 99Freelas é possível criar um perfil profissional que funciona como um currículo.

    O site pode ser usado de forma gratuita, mas, normalmente, funciona melhor quando o freela faz a assinatura, pois o perfil acaba ganhando maior relevância.

    Não há limites para enviar as propostas. Porém, assim como o primeiro site da nossa lista, quando o freela fecha o pedido, uma porcentagem fica para a plataforma.

    3. UpWork

    UpWork é uma plataforma muito popular fora do Brasil. No site é possível encontrar diversos tipos de freelas, como designer, desenvolvedores de softwares e engenheiros.

    O seu funcionamento é bem parecido com os dois anteriores: os clientes postam os pedidos e aguardam o contato. Em seguida, combinam os detalhes sobre cada demanda.

    Publicidade

    No entanto, o valor pode ser adotado na hora de trabalho do freela ou pelo projeto em geral.

    O pagamento é feito pela própria plataforma UpWork. E, assim como mencionado, também há uma cobrança de parcela do valor cobrado.

    Por ser um site gringo, pode ser que você consiga trabalhar também com clientes famosos como Microsoft, por exemplo.

    + Produtividade no home office: ferramentas que podem ajudar

    4. Crowd

    A Crowd é um site mais específico, pois contrata pessoas das áreas de comunicação e tecnologia.

    O legal desse site é que somente empresas com CNPJ podem contratar os freelancers. Além disso, todas elas pagam para ter um cadastro.

    Ou seja, isso aumenta a credibilidade da plataforma, pois as empresas vão querer contratar os freelas pelo portfólio e não somente pelo preço do serviço.

    Por isso, ao abrirem uma vaga são as empresas que analisam os “currículos” dos freelas e entram em contato para fazer um orçamento, de acordo com a demanda.

    mulher acessando sites para ganhar dinheiro como freelancer
    Plataformas facilitam a busca por trabalhos freelancer (Foto: Divulgação)

    5. GetNinjas

    A nossa última plataforma é a GetNinjas, também muito conhecida no mundo dos freelas. Lá, é possível encontrar trabalhos para as áreas de design, consultoria, redatores etc.

    Além disso, há também para consultorias, aulas particulares, além de pedidos de serviços para reformas e reparos em casas.

    Tanto os clientes quanto os profissionais precisam realizar um cadastro na plataforma e sinalizar o que pretendem.

    Dessa maneira, um design, por exemplo, coloca o que sabe fazer e aguarda os clientes entrarem em contato. É possível, também, visualizar pedidos de empresas e enviar propostas.

    O cadastro no site é totalmente de graça e não há mensalidade. Você só investe nos pedidos que quiser e acerta o preço do serviço.

    6. Freelancer

    Outra opção é o Freelancer, um site que é considerado o maior marketplace destinado a profissionais autônomos que buscam ganhar dinheiro com a internet. Ele já soma milhões de empresas e profissionais cadastrados.

    Além disso, está em mais de 200 países. De acordo com informações do próprio site, as áreas com maior destaque são Tecnologia da Informação (TI), Designer e Marketing.

    O site conta com um serviço de autopromoção que possibilita o usuário certificar suas habilidades. Isso permite aumentar as chances junto aos clientes.

    Mas como isso funciona? Através de exames e provas práticas de múltipla escolha. Eles ajudam a avaliar o grau de conhecimento do candidato e atestar suas competências.

    7. Trampos.co

    O Trampos.co é um site para quem busca trabalhos freelancer, mas também para quem está a procura de uma vaga de emprego fixo.

    Nessa plataforma, a cobrança é feita aos recrutadores e não aos candidatos. Assim, o cadastro é gratuito.

    Existe, ainda, a versão Prime, que é paga e garante descontos em cursos, além de posição de destaque para o perfil do candidato dentro do banco de talentos. O valor é de R$30 no plano mensal; R$25/mês no trimestral; R$20/mês no semestral; e R$15/mês no anual.

    8. Fiverr

    A Fiverr é uma plataforma em inglês, onde pessoas do mundo todo oferecem serviços com valores baixos. O cadastro é gratuito.

    Um ponto negativo da plataforma é o alto número de freelancers de países subdesenvolvidos, que oferecem serviços a preços mais baixos que a maioria.

    9. Vinteconto e Vintepila

    Pode-se dizer que estas são versões brasileiras do Fiverr. O Vinteconto e o Vintepila têm um layout parecido. São anúncios onde freelancers divulgam diferentes trabalhos por uma média de R$20.

    Existem serviços cadastrados que cobram valores mais altos. Mas, no geral, essa é a faixa de preço dos serviços. Os cadastros nas plataformas são gratuitos.

    Freelancer: saiba como conseguir mais clientes

    Como conseguir mais clientes sendo freelancer? Essa é uma das muitas dúvidas de quem começa a trabalhar como freela.

    Um meio eficaz de conseguir clientes sérios para o trabalho de freelancer é por meio de sites. Por isso, colocamos aqui seis opções para você começar a captar clientes. Contudo, há também outras maneiras de conseguir mais clientes e aumentar seu portfólio. Veja algumas dicas que separamos:

    Divulgue o seu trabalho

    Certamente você já ouviu a expressão “quem não é visto, não é lembrado”. A principal regra do profissional autônomo é ser visto e conhecido.

    Use as redes sociais para divulgar seus trabalhos e, se possível, crie um site ou uma página onde centralizará seus serviços com facilidade.

    Esteja sempre atualizado

    Um bom profissional se aprimora constantemente para oferecer o melhor serviço. Por isso, estude, conheça novas técnicas de realizar as funções e busque ser sempre o melhor.

    Caso não tenha grana, opte pelos cursos online gratuitos ou até mesmo tutoriais no YouTube.

    Se ainda não tem, faça um portfólio

    Ter um portfólio pode ser considerado um divisor de águas na sua carreira, porque dessa forma os possíveis clientes vão conhecer o seu trabalho e saber do que você é capaz de fazer.

    Pare para pensar se contrataria o serviço de um profissional sem conhecer o trabalho dele. Provavelmente a resposta será não, por isso separe um tempo para montar o seu portfólio.

    Além dessas dicas, há outras tantas para você conseguir clientes, tais como: saiba negociar preços, procure ter bons contatos e tenha definido quais tipos de clientes você quer ter.

    Construa um bom perfil nas plataformas

    Um dos segredos para se destacar nessas plataformas e conquistar clientes é construir um bom perfil. Basicamente, as informações que não podem faltar são suas habilidades, seu perfil (sobre mim) e informações profissionais.

    O que você achou do nosso conteúdo sobre sites para ganhar dinheiro como freelancer? Bom? Então aproveite a visita e leia o texto freelancer: “5 razões para você ter um CNPJ” que separamos para você!

    Veja também no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 28

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Redação
    Redação
    O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasCarreirasConfira 9 melhores sites para ganhar dinheiro como freelancer e como funcionam

    Confira 9 melhores sites para ganhar dinheiro como freelancer e como funcionam

    4
    (28)

    Seja qual for a sua área de atuação, praticamente qualquer profissional pode começar a ganhar dinheiro como freelancer e exercer sua atividade como um freela.

    Publicidade

    Mas, você sabe como iniciar na carreira e começar a ter os primeiros jobs? Um dos primeiros passos, por exemplo, é estar em sites para trabalhar como freela.

    Isso porque eles têm a vantagem de reunir, em um único lugar, quem está procurando por um serviço e quem quer prestá-lo. Ou seja, facilitam o caminho das duas pessoas.

    Por isso, vamos dar uma olhada nos sites mais conhecidos para você começar de vez a sua vida de freela? A seguir, você pode conferir seis sites que separamos para você!

    + Saiba como conseguir mais clientes sendo freelancer

    Veja 9 opções de sites para ganhar dinheiro como freelancer

    1. Workana

    Workana é uma plataforma para diversos tipos de freelancers, tais como: produtores de conteúdo, TI, tradução, finanças etc. A empresa publica, através do site, o projeto que deseja.

    Publicidade

    Com isso, os profissionais freela entram em contato e mandam as propostas, incluindo o valor do serviço e tempo para conclusão. Além disso, é possível que o cliente solicite outras informações.

    A vantagem da Workana é que são muitas opções, visto que são diversos negócios solicitando algum trabalho todos os dias. No entanto, como nem tudo é perfeito, a concorrência também é grande.

    Vale lembrar que uma porcentagem do valor acertado entre o cliente e o freelancer fica para a plataforma.

    2. 99Freelas

    Seguindo a nossa lista de sites para você trabalhar como freela, o 99Freelas é um dos mais famosos e, por isso, não poderíamos deixá-lo de fora.

    Ele é parecido com Workana, pois as empresas publicam os projetos e fazem os pedidos. Então, lá também será preciso elaborar sua proposta de trabalho.

    Publicidade

    Contudo, no 99Freelas é possível criar um perfil profissional que funciona como um currículo.

    O site pode ser usado de forma gratuita, mas, normalmente, funciona melhor quando o freela faz a assinatura, pois o perfil acaba ganhando maior relevância.

    Não há limites para enviar as propostas. Porém, assim como o primeiro site da nossa lista, quando o freela fecha o pedido, uma porcentagem fica para a plataforma.

    3. UpWork

    UpWork é uma plataforma muito popular fora do Brasil. No site é possível encontrar diversos tipos de freelas, como designer, desenvolvedores de softwares e engenheiros.

    O seu funcionamento é bem parecido com os dois anteriores: os clientes postam os pedidos e aguardam o contato. Em seguida, combinam os detalhes sobre cada demanda.

    Publicidade

    No entanto, o valor pode ser adotado na hora de trabalho do freela ou pelo projeto em geral.

    O pagamento é feito pela própria plataforma UpWork. E, assim como mencionado, também há uma cobrança de parcela do valor cobrado.

    Por ser um site gringo, pode ser que você consiga trabalhar também com clientes famosos como Microsoft, por exemplo.

    + Produtividade no home office: ferramentas que podem ajudar

    4. Crowd

    A Crowd é um site mais específico, pois contrata pessoas das áreas de comunicação e tecnologia.

    O legal desse site é que somente empresas com CNPJ podem contratar os freelancers. Além disso, todas elas pagam para ter um cadastro.

    Ou seja, isso aumenta a credibilidade da plataforma, pois as empresas vão querer contratar os freelas pelo portfólio e não somente pelo preço do serviço.

    Por isso, ao abrirem uma vaga são as empresas que analisam os “currículos” dos freelas e entram em contato para fazer um orçamento, de acordo com a demanda.

    mulher acessando sites para ganhar dinheiro como freelancer
    Plataformas facilitam a busca por trabalhos freelancer (Foto: Divulgação)

    5. GetNinjas

    A nossa última plataforma é a GetNinjas, também muito conhecida no mundo dos freelas. Lá, é possível encontrar trabalhos para as áreas de design, consultoria, redatores etc.

    Além disso, há também para consultorias, aulas particulares, além de pedidos de serviços para reformas e reparos em casas.

    Tanto os clientes quanto os profissionais precisam realizar um cadastro na plataforma e sinalizar o que pretendem.

    Dessa maneira, um design, por exemplo, coloca o que sabe fazer e aguarda os clientes entrarem em contato. É possível, também, visualizar pedidos de empresas e enviar propostas.

    O cadastro no site é totalmente de graça e não há mensalidade. Você só investe nos pedidos que quiser e acerta o preço do serviço.

    6. Freelancer

    Outra opção é o Freelancer, um site que é considerado o maior marketplace destinado a profissionais autônomos que buscam ganhar dinheiro com a internet. Ele já soma milhões de empresas e profissionais cadastrados.

    Além disso, está em mais de 200 países. De acordo com informações do próprio site, as áreas com maior destaque são Tecnologia da Informação (TI), Designer e Marketing.

    O site conta com um serviço de autopromoção que possibilita o usuário certificar suas habilidades. Isso permite aumentar as chances junto aos clientes.

    Mas como isso funciona? Através de exames e provas práticas de múltipla escolha. Eles ajudam a avaliar o grau de conhecimento do candidato e atestar suas competências.

    7. Trampos.co

    O Trampos.co é um site para quem busca trabalhos freelancer, mas também para quem está a procura de uma vaga de emprego fixo.

    Nessa plataforma, a cobrança é feita aos recrutadores e não aos candidatos. Assim, o cadastro é gratuito.

    Existe, ainda, a versão Prime, que é paga e garante descontos em cursos, além de posição de destaque para o perfil do candidato dentro do banco de talentos. O valor é de R$30 no plano mensal; R$25/mês no trimestral; R$20/mês no semestral; e R$15/mês no anual.

    8. Fiverr

    A Fiverr é uma plataforma em inglês, onde pessoas do mundo todo oferecem serviços com valores baixos. O cadastro é gratuito.

    Um ponto negativo da plataforma é o alto número de freelancers de países subdesenvolvidos, que oferecem serviços a preços mais baixos que a maioria.

    9. Vinteconto e Vintepila

    Pode-se dizer que estas são versões brasileiras do Fiverr. O Vinteconto e o Vintepila têm um layout parecido. São anúncios onde freelancers divulgam diferentes trabalhos por uma média de R$20.

    Existem serviços cadastrados que cobram valores mais altos. Mas, no geral, essa é a faixa de preço dos serviços. Os cadastros nas plataformas são gratuitos.

    Freelancer: saiba como conseguir mais clientes

    Como conseguir mais clientes sendo freelancer? Essa é uma das muitas dúvidas de quem começa a trabalhar como freela.

    Um meio eficaz de conseguir clientes sérios para o trabalho de freelancer é por meio de sites. Por isso, colocamos aqui seis opções para você começar a captar clientes. Contudo, há também outras maneiras de conseguir mais clientes e aumentar seu portfólio. Veja algumas dicas que separamos:

    Divulgue o seu trabalho

    Certamente você já ouviu a expressão “quem não é visto, não é lembrado”. A principal regra do profissional autônomo é ser visto e conhecido.

    Use as redes sociais para divulgar seus trabalhos e, se possível, crie um site ou uma página onde centralizará seus serviços com facilidade.

    Esteja sempre atualizado

    Um bom profissional se aprimora constantemente para oferecer o melhor serviço. Por isso, estude, conheça novas técnicas de realizar as funções e busque ser sempre o melhor.

    Caso não tenha grana, opte pelos cursos online gratuitos ou até mesmo tutoriais no YouTube.

    Se ainda não tem, faça um portfólio

    Ter um portfólio pode ser considerado um divisor de águas na sua carreira, porque dessa forma os possíveis clientes vão conhecer o seu trabalho e saber do que você é capaz de fazer.

    Pare para pensar se contrataria o serviço de um profissional sem conhecer o trabalho dele. Provavelmente a resposta será não, por isso separe um tempo para montar o seu portfólio.

    Além dessas dicas, há outras tantas para você conseguir clientes, tais como: saiba negociar preços, procure ter bons contatos e tenha definido quais tipos de clientes você quer ter.

    Construa um bom perfil nas plataformas

    Um dos segredos para se destacar nessas plataformas e conquistar clientes é construir um bom perfil. Basicamente, as informações que não podem faltar são suas habilidades, seu perfil (sobre mim) e informações profissionais.

    O que você achou do nosso conteúdo sobre sites para ganhar dinheiro como freelancer? Bom? Então aproveite a visita e leia o texto freelancer: “5 razões para você ter um CNPJ” que separamos para você!

    Veja também no FinanceOne:

    O que achou disso?

    Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 28

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?