Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisComo fazer estorno de débito? Confira o passo a passo

    Como fazer estorno de débito? Confira o passo a passo

    0
    (0)

    Muitas pessoas não sabem como fazer um estorno no cartão de débito, ou sequer conhecem essa possibilidade. Mas, esse recurso pode ser usado em diferentes circunstâncias: seja algum erro referente ao valor no ato da compra ou desistência.

    Diferentemente do que se imagina, as lojas físicas também podem realizar o estorno no cartão de débito, assim como os estabelecimentos online.

    A diferença é que em caso de desistência por defeitos em produtos, por exemplo, o que vale são as regras definidas nas políticas de troca e devolução de cada estabelecimento.

    No caso das compras feitas pela internet, o artigo 9 do Código de Defesa do Consumidor especifica que o cliente tem até sete dias, a contar da data de recebimento do produto ou da assinatura do serviço, para desistir da compra.

    De qualquer maneira, se a forma de pagamento escolhida foi o cartão de débito, ainda assim há a possibilidade de devolução do valor pago. Quer entender mais sobre o assunto? Então, continue lendo este artigo!

    O que é um estorno?

    Antes de entender como funciona essa transação no cartão de débito, é importante esclarecer o que é um estorno. Ainda que indesejado pelos lojistas, o recurso está previsto no Código de Defesa do Consumidor.

    Na prática, o estorno é a devolução do valor pago pelo cliente na compra de um produto ou contratação de um serviço, quando este desiste da aquisição. Nada mais é do que a reversão de uma transação bancária feita via cartão de crédito ou débito.

    Vale ressaltar que o estorno é diferente da chargeback. Esse segundo caso está relacionado às cobranças indevidas. Ou seja, quando o consumidor não reconhece uma cobrança ou é vítima de uma fraude.

    Nesse caso, em vez da loja entrar em contato com o banco para solicitar a devolução do valor— como ocorre no estorno —, o próprio consumidor faz isso. E o banco é quem faz a ponte entre o cliente e a empresa que cobrou o valor indevidamente.

    pessoa passando cartão em uma cafeteria
    Lojas físicas também podem fazer o estorno, utilizando a própria maquininha de cartão usada na compra (Foto: Divulgação)

    Em quais situações posso solicitar um estorno?

    Conforme mencionado anteriormente, há algumas possibilidades para a solicitação de um estorno no cartão de débito. Uma delas é a cobrança duplicada, que pode ocorrer por erro no processamento do pagamento; ou até por erro do cliente ou do lojista.

    Outra situação é quando o produto recebido está fora das especificações anunciadas pelo vendedor ou com defeito. E, se o recebimento ocorrer após o prazo acordado no ato da compra, o cliente também pode desfazer o negócio e pedir um estorno.

    A própria loja onde foi realizada a compra é responsável pelos trâmites envolvendo o estorno. Mas, se houver problemas, a operadora do cartão utilizado na compra pode ser acionada para intermediar a situação.

    Veja também: Dicas importantes de Direito do Consumidor para compras online

    Como fazer um estorno no cartão de débito?

    Em compras realizadas em lojas físicas, o estorno pode ser feito por meio da própria maquininha de cartão usada na hora do pagamento. Em alguns casos, o vendedor também pode fazer o processo por meio do aplicativo da operadora da máquina de cartão.

    Nas compras online, o mais comum é que a devolução seja feita diretamente na conta bancária do cliente, via transferência ou depósito.

    Normalmente, o cliente entra em contato com o SAC da empresa para informar a intenção de devolver o produto. Após informar o motivo da devolução e fornecer as informações requeridas pela empresa, inicia-se o processo de estorno.

    O prazo para a devolução do dinheiro depende da operadora da máquina ou da bandeira do cartão; e do banco. O período pode variar entre 24 horas ou até 15 dias, mas o mais comum é que o dinheiro seja devolvido no mesmo dia.

    No caso de devolução fora do prazo, por defeito do produto, por exemplo, a empresa pode precisar de um prazo maior para analisar a situação e efetuar o estorno no débito. O prazo pode ser de até 30 dias.

    Toda empresa deve ter política de estorno e reembolso?

    Para os lojistas, ficar atento às políticas de cancelamento, troca e reembolso é importante para não correr riscos de manchar a reputação da empresa perante aos clientes.

    Por isso, além de ter regras claras e bem definidas sobre estorno e reembolso, é preciso garantir que essa informação seja de conhecimento da clientela. Além disso, quando ocorrer um problema, a empresa deve agir de maneira rápida e eficiente.

    Ouvir as reclamações dos clientes, esclarecer dúvidas e agir rapidamente caso um estorno precise ser feito podem fazer a diferença e aumentar as chances de fidelização do consumidor.

    Já conhecia essas informações sobre como fazer um estorno no cartão de débito? Compartilhe conosco nos comentários e não deixe de enviar este artigo para seus amigos!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Letícia de Jesus
    Letícia de Jesus
    Jornalista e redatora, com experiência em SEO e webwriting. Apaixonada pela escrita e extremamente curiosa, gosto de explorar diferentes assuntos.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisComo fazer estorno de débito? Confira o passo a passo

    Como fazer estorno de débito? Confira o passo a passo

    0
    (0)

    Muitas pessoas não sabem como fazer um estorno no cartão de débito, ou sequer conhecem essa possibilidade. Mas, esse recurso pode ser usado em diferentes circunstâncias: seja algum erro referente ao valor no ato da compra ou desistência.

    Diferentemente do que se imagina, as lojas físicas também podem realizar o estorno no cartão de débito, assim como os estabelecimentos online.

    A diferença é que em caso de desistência por defeitos em produtos, por exemplo, o que vale são as regras definidas nas políticas de troca e devolução de cada estabelecimento.

    No caso das compras feitas pela internet, o artigo 9 do Código de Defesa do Consumidor especifica que o cliente tem até sete dias, a contar da data de recebimento do produto ou da assinatura do serviço, para desistir da compra.

    De qualquer maneira, se a forma de pagamento escolhida foi o cartão de débito, ainda assim há a possibilidade de devolução do valor pago. Quer entender mais sobre o assunto? Então, continue lendo este artigo!

    O que é um estorno?

    Antes de entender como funciona essa transação no cartão de débito, é importante esclarecer o que é um estorno. Ainda que indesejado pelos lojistas, o recurso está previsto no Código de Defesa do Consumidor.

    Na prática, o estorno é a devolução do valor pago pelo cliente na compra de um produto ou contratação de um serviço, quando este desiste da aquisição. Nada mais é do que a reversão de uma transação bancária feita via cartão de crédito ou débito.

    Vale ressaltar que o estorno é diferente da chargeback. Esse segundo caso está relacionado às cobranças indevidas. Ou seja, quando o consumidor não reconhece uma cobrança ou é vítima de uma fraude.

    Nesse caso, em vez da loja entrar em contato com o banco para solicitar a devolução do valor— como ocorre no estorno —, o próprio consumidor faz isso. E o banco é quem faz a ponte entre o cliente e a empresa que cobrou o valor indevidamente.

    pessoa passando cartão em uma cafeteria
    Lojas físicas também podem fazer o estorno, utilizando a própria maquininha de cartão usada na compra (Foto: Divulgação)

    Em quais situações posso solicitar um estorno?

    Conforme mencionado anteriormente, há algumas possibilidades para a solicitação de um estorno no cartão de débito. Uma delas é a cobrança duplicada, que pode ocorrer por erro no processamento do pagamento; ou até por erro do cliente ou do lojista.

    Outra situação é quando o produto recebido está fora das especificações anunciadas pelo vendedor ou com defeito. E, se o recebimento ocorrer após o prazo acordado no ato da compra, o cliente também pode desfazer o negócio e pedir um estorno.

    A própria loja onde foi realizada a compra é responsável pelos trâmites envolvendo o estorno. Mas, se houver problemas, a operadora do cartão utilizado na compra pode ser acionada para intermediar a situação.

    Veja também: Dicas importantes de Direito do Consumidor para compras online

    Como fazer um estorno no cartão de débito?

    Em compras realizadas em lojas físicas, o estorno pode ser feito por meio da própria maquininha de cartão usada na hora do pagamento. Em alguns casos, o vendedor também pode fazer o processo por meio do aplicativo da operadora da máquina de cartão.

    Nas compras online, o mais comum é que a devolução seja feita diretamente na conta bancária do cliente, via transferência ou depósito.

    Normalmente, o cliente entra em contato com o SAC da empresa para informar a intenção de devolver o produto. Após informar o motivo da devolução e fornecer as informações requeridas pela empresa, inicia-se o processo de estorno.

    O prazo para a devolução do dinheiro depende da operadora da máquina ou da bandeira do cartão; e do banco. O período pode variar entre 24 horas ou até 15 dias, mas o mais comum é que o dinheiro seja devolvido no mesmo dia.

    No caso de devolução fora do prazo, por defeito do produto, por exemplo, a empresa pode precisar de um prazo maior para analisar a situação e efetuar o estorno no débito. O prazo pode ser de até 30 dias.

    Toda empresa deve ter política de estorno e reembolso?

    Para os lojistas, ficar atento às políticas de cancelamento, troca e reembolso é importante para não correr riscos de manchar a reputação da empresa perante aos clientes.

    Por isso, além de ter regras claras e bem definidas sobre estorno e reembolso, é preciso garantir que essa informação seja de conhecimento da clientela. Além disso, quando ocorrer um problema, a empresa deve agir de maneira rápida e eficiente.

    Ouvir as reclamações dos clientes, esclarecer dúvidas e agir rapidamente caso um estorno precise ser feito podem fazer a diferença e aumentar as chances de fidelização do consumidor.

    Já conhecia essas informações sobre como fazer um estorno no cartão de débito? Compartilhe conosco nos comentários e não deixe de enviar este artigo para seus amigos!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?