Conversor de moedas

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Como garimpar produtos usados na internet

Escrito por: Bruna Somma em 16 de outubro de 2019

Para garimpar produtos usados você não precisa ir a brechós ou lojas físicas com essa proposta. Também é possível encontrar peças já utilizadas na internet.

Na maioria das vezes, elas estão em bom estado de conservação e apresentam preço acessível.

De acordo com levantamento publicado pelo jornal Extra, quem adquire itens seminovos pela internet gasta até 79% a menos que uma mercadoria nova. 

A dica é garimpar, ou seja, pesquisar em diferentes sites até achar aquele que oferece os melhores preços e formas de pagamento.

venda de produtos
Comprar produtos online pode ser uma boa forma de economia

Os móveis antigos, por exemplo, têm durabilidade superior, com madeira de qualidade. A boa notícia é que eles podem ser encontrados com preços baixos na internet.

Os sites como OLX, Mercado Livre e Enjoei possibilitam que pessoas coloquem à venda produtos usados.

Da mesma maneira que os usuários possam comprá-los por valores abaixo do mercado.

É um custo-benefício para ambos os lados. Um consegue dinheiro pela venda. Já o outro adquire um produto com valor mais em conta.

Além disso, comprar produtos usados na internet é bom para o meio ambiente. Isso porque vai de encontro ao princípio da reutilização.

Um item que poderia ir para o lixo ganha uma nova utilidade para outra pessoa. Basta, por exemplo, restaurá-lo, pintar ou recortar.

Tudo para o item ganhe vida nova e possa ser usado novamente.

Assim como tudo na internet, ao garimpar, é preciso estar atento a possíveis armadilhas.

Por isso, listamos dicas de como fazer isso com segurança:

Procure por sites de confiança

A primeira e mais importante dica é procurar os produtos em sites de confiança. Para isso, leia a opinião dos consumidores nos portais.

Veja se os produtos chegaram e em qual estado. Busque também pelas avaliações e o grau de confiabilidade dos vendedores.

Afinal, por mais que você queira comprar um item usado, não deseja recebê-lo caindo aos pedaços. Não é mesmo?

Confira também se o site somente divulga anúncios de vendedores ou se faz a intermediação da compra.

Isto é, libera o pagamento do vendedor apenas depois da entrega do produto. A segunda opção é mais aconselhada.

Tenha cuidado ainda com a taxa de entrega. Por vezes, o preço anunciado não conta com o custo da remessa. O que pode sair mais caro. 

Verifique a segurança dos portais

Também é recomendado verificar a segurança do site. Até porque as compras na internet pressupõem o envio de dados.

Como, por exemplo, nome, CPF, endereço e número de cartões de crédito.

Tudo isso antes mesmo de efetuar o pagamento. A melhor alternativa sempre é pagar na entrega ou na hora de retirar o produto.

Assim, o consumidor fica mais seguro de que o produto é verdadeiro e que seus dados não serão usados.

Caso não seja possível, entre em contato com o vendedor por um telefone fixo. Isso fará com que se crie uma relação de confiança.

Além disso, não esqueça de guardar todos os comprovantes de pagamento e evite apagar os e-mails.

Imprima os anúncios, as telas de compra e a comunicação com o vendedor. Dessa maneira, você terá provas da ação e de todos os passos.

Analise o estado de conservação

Diferente de comprar um produto novo na loja, os itens usados não apresentam garantia. Isto é, em caso de defeito, eles não podem ser trocados.

Também não têm assistência técnica disponível e gratuita para consertar o problema. Você tem que arcar com todos os custos de manutenção.

Ao comprar um produto usado, é importante lembrar que a vida útil é menor. Uma vez que o item já foi utilizado por terceiros.

O que aumenta as chances de algum defeito surgir. Ou problema de funcionamento após alguns anos. Dessa forma, o barato pode sair caro.

A recomendação é analisar os preços e ver se realmente vale a pena comprar um produto usado. Sobretudo aparelhos eletrônicos, em que o cuidado deve ser redobrado.

Verifique, portanto, se há situações em que a mercadoria pode ser trocada e quais são os procedimentos.

Gostou das dicas? Você costuma garimpar produtos na internet? Conte aqui nos comentários!

Bruna Somma

Jornalista formada pela UFRRJ, com passagens por redações de jornais, sites e Assessoria de Comunicação.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

melhores-fintechs-brasileiras
Nubank lança cartão de débito - Cartão de débito Nubank
dívidas
organizar-as-finanças-depois-das-férias
taxa-de-administração-do-consórcio