Mais
    InícioCriptomoedaCriptomoedas: entenda como funciona a rentabilidade

    Criptomoedas: entenda como funciona a rentabilidade

    0
    (0)

    Sempre que se pensa em uma aplicação financeira, há interesse também em saber qual a rentabilidade. Afinal, através dele, é possível saber se vale a pena ou não investir. Mas você sabe como isso funciona com criptomoedas?

    Publicidade

    Pois é. O universo de criptomoedas possui sua própria dinâmica, o diferenciando até mesmo dos tradicionais investimentos de renda variável.

    Mas, voltando à rentabilidade, esse é um indicador que representa o lucro de um investimento.

    Quando dizemos, por exemplo, que a caderneta de poupança apresenta uma rentabilidade muito baixa, é porque o dinheiro que lá fica aplicado poderia render mais em outro tipo de aplicação financeira.

    Já no mercado de criptomoedas, a rentabilidade funciona de maneira diferente. Isso acontece porque, aplicando em ativos digitais, você não possui garantia de que aquele dinheiro vai render.

    Então você pode se perguntar: Mas por que esse é um mercado tão lucrativo?. E a resposta é bem simples: os lucros da aplicação se dão de outra maneira.

    Publicidade

    Ficou curioso para saber um pouco mais sobre rentabilidade de criptomoedas? Continue a leitura. Vamos explicar como isso funciona para tokens e ativos digitais. Confira!

    no fundo da imagem um gráfico em alta e na frente moedas digitais empilhadas
    O Bitcoin, por exemplo, é uma das criptomoedas mais procuradas quando o assunto é rentabilidade

    Afinal, como se dá a rentabilidade de criptomoedas?

    O grande segredo para entender como fica a rentabilidade de criptomoedas é justamente desapegando deste termo. Isso porque, como adiantamos no tópico anterior, ele não é garantido a quem investe.

    Sendo assim, ações e criptomoedas possuem seu preço (e, por consequência, sua rentabilidade) baseada na Lei da Oferta e da Procura daquele ativo.

    A Oferta e Procura é um princípio econômico que diz que, quanto maior a procura, maior o seu preço. E, quanto menor a procura, menor o preço.

    Utilizando novamente o Bitcoin como um exemplo para essa situação, essa é a criptomoeda mais valiosa do mercado segundo o ranking do CoinMarketCap. E, por possuir um estoque limitado de ativos, sua procura é muito alta.

    Publicidade

    Essa relação entre a escassez de Bitcoin disponível no mercado, aliado a alta procura faz com que esse seja a mais valorizada entre outras criptomoedas.

    Por isso, é possível dizer que a aplicação em criptomoedas é mais alta e mais rentável. Mas, apesar de ser mais lucrativa, ela também é mais arriscada. Caso uma aplicação seja feita numa criptomoeda que se desvalorize, você pode perder tudo.

    Mas, para quem conhece o mercado de renda variável, é possível compreender que é impossível encontrar alta rentabilidade sem riscos. Nesse sentido, é muito importante apostar em criptomoedas valorizadas e estáveis no mercado.

    Quando essa escolha é feita de maneira correta, é possível viver as oscilações e variações do mercado. Contudo, ainda assim, o suficiente para compreender que este é um momento passageiro que várias outras criptomoedas enfrentam.

    + Saiba o que é a poupança de criptomoeda e como funciona

    Como saber a rentabilidade em criptos?

    Caso você já tenha realizado aportes em criptomoedas e gostaria de saber qual a rentabilidade desse investimento, é necessário realizar um cálculo em específico.

    Publicidade

    Para isso, é importante saber qual o valor da aplicação feita inicialmente e qual o valor final de resgate. A partir desses dois valores, é possível realizar uma subtração e encontrar qual foi o retorno que o investimento em criptomoedas trouxe a você.

    Caso você queira saber a sua rentabilidade em números porcentuais, é necessário dividir o valor de retorno pelo valor de aplicação inicial. Assim é possível que uma aplicação feita em criptomoeda trouxe tantos por cento de rentabilidade para você.

    Agora que você já sabe como calcular a rentabilidade para aplicações feitas em criptomoedas, que tal conhecer também a cotação das principais criptomoedas para o dia de hoje? Clique e confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Loyane Lapa
    Loyane Lapa
    Carioquíssima de Campo Grande, com um pézinho em São Paulo. Jornalista, Produtora de Conteúdo e [insira aqui outras funcionalidades de um jornalista]. Apaixonada por livros, filmes e pelo universo cultural. Curiosa e antenada nas novidades do mercado financeiro.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioCriptomoedaCriptomoedas: entenda como funciona a rentabilidade

    Criptomoedas: entenda como funciona a rentabilidade

    0
    (0)

    Sempre que se pensa em uma aplicação financeira, há interesse também em saber qual a rentabilidade. Afinal, através dele, é possível saber se vale a pena ou não investir. Mas você sabe como isso funciona com criptomoedas?

    Publicidade

    Pois é. O universo de criptomoedas possui sua própria dinâmica, o diferenciando até mesmo dos tradicionais investimentos de renda variável.

    Mas, voltando à rentabilidade, esse é um indicador que representa o lucro de um investimento.

    Quando dizemos, por exemplo, que a caderneta de poupança apresenta uma rentabilidade muito baixa, é porque o dinheiro que lá fica aplicado poderia render mais em outro tipo de aplicação financeira.

    Já no mercado de criptomoedas, a rentabilidade funciona de maneira diferente. Isso acontece porque, aplicando em ativos digitais, você não possui garantia de que aquele dinheiro vai render.

    Então você pode se perguntar: Mas por que esse é um mercado tão lucrativo?. E a resposta é bem simples: os lucros da aplicação se dão de outra maneira.

    Publicidade

    Ficou curioso para saber um pouco mais sobre rentabilidade de criptomoedas? Continue a leitura. Vamos explicar como isso funciona para tokens e ativos digitais. Confira!

    no fundo da imagem um gráfico em alta e na frente moedas digitais empilhadas
    O Bitcoin, por exemplo, é uma das criptomoedas mais procuradas quando o assunto é rentabilidade

    Afinal, como se dá a rentabilidade de criptomoedas?

    O grande segredo para entender como fica a rentabilidade de criptomoedas é justamente desapegando deste termo. Isso porque, como adiantamos no tópico anterior, ele não é garantido a quem investe.

    Sendo assim, ações e criptomoedas possuem seu preço (e, por consequência, sua rentabilidade) baseada na Lei da Oferta e da Procura daquele ativo.

    A Oferta e Procura é um princípio econômico que diz que, quanto maior a procura, maior o seu preço. E, quanto menor a procura, menor o preço.

    Utilizando novamente o Bitcoin como um exemplo para essa situação, essa é a criptomoeda mais valiosa do mercado segundo o ranking do CoinMarketCap. E, por possuir um estoque limitado de ativos, sua procura é muito alta.

    Publicidade

    Essa relação entre a escassez de Bitcoin disponível no mercado, aliado a alta procura faz com que esse seja a mais valorizada entre outras criptomoedas.

    Por isso, é possível dizer que a aplicação em criptomoedas é mais alta e mais rentável. Mas, apesar de ser mais lucrativa, ela também é mais arriscada. Caso uma aplicação seja feita numa criptomoeda que se desvalorize, você pode perder tudo.

    Mas, para quem conhece o mercado de renda variável, é possível compreender que é impossível encontrar alta rentabilidade sem riscos. Nesse sentido, é muito importante apostar em criptomoedas valorizadas e estáveis no mercado.

    Quando essa escolha é feita de maneira correta, é possível viver as oscilações e variações do mercado. Contudo, ainda assim, o suficiente para compreender que este é um momento passageiro que várias outras criptomoedas enfrentam.

    + Saiba o que é a poupança de criptomoeda e como funciona

    Como saber a rentabilidade em criptos?

    Caso você já tenha realizado aportes em criptomoedas e gostaria de saber qual a rentabilidade desse investimento, é necessário realizar um cálculo em específico.

    Publicidade

    Para isso, é importante saber qual o valor da aplicação feita inicialmente e qual o valor final de resgate. A partir desses dois valores, é possível realizar uma subtração e encontrar qual foi o retorno que o investimento em criptomoedas trouxe a você.

    Caso você queira saber a sua rentabilidade em números porcentuais, é necessário dividir o valor de retorno pelo valor de aplicação inicial. Assim é possível que uma aplicação feita em criptomoeda trouxe tantos por cento de rentabilidade para você.

    Agora que você já sabe como calcular a rentabilidade para aplicações feitas em criptomoedas, que tal conhecer também a cotação das principais criptomoedas para o dia de hoje? Clique e confira!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?