Conversor de moedas Transferência internacional

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Cuidados que ajudam a diminuir os gastos com saúde

Escrito por: Priscila Gomes em 5 de novembro de 2018

Pagar plano de saúde não é fácil. Os preços são altos, há reajustes constantes e as taxas de desemprego não colaboram. Mas como diminuir os gastos com saúde? Veja alguns cuidados com a saúde que ajudam no orçamento familiar.

Existem meios que podem reduzir ou controlar a dívida com o plano de saúde ou até com as contas na farmácia. Praticar atividades físicas, por exemplo, é um dos hábitos que contribuem para manter a saúde em dia.

Apostar em cuidados preventivos, portanto, é a melhor opção para evitar gastos e trazer retornos financeiros positivos. Isso fará com que se economize em consultas, tratamentos e demais medicamentos.

Cuidados que ajudam a diminuir os gastos com saúde

Cuidados para diminuir os gastos com saúde

Está provado: quem cuida da saúde adoece muito menos. E, logicamente, quem adoece menos gasta menos dinheiro.

Veja os cuidados com a saúde que podem diminuir seus gastos.

1. Alimentação saudável

Manter uma alimentação saudável evita diversos tipos de doenças, dá mais disposição para o dia a dia e para viver melhor. De fato, motivos para comer bem são os mais variados.

Uma alimentação balanceada:

– previne o surgimento de doenças;

– reforça o sistema imunológico;

– ajuda a perder peso (ou manter);

– melhora a qualidade do sono;

– melhora a digestão;

– dá mais energia;

– deixa a pele mais bonita;

– favorece o bom humor;

– faz com que você tenha mais qualidade de vida;

– evita envelhecimento precoce.

2. Atividades físicas

A melhor forma de manter a saúde é movimentar o corpo e sair do sedentarismo. O ideal é fazer exercícios físicos, no mínimo, três vezes por semana. Não apenas adultos, mas crianças também devem ter uma rotina de atividades físicas.

Entre os maiores benefícios da atividade física regular estão:

– contribuição para o funcionamento dos órgãos, inclusive o coração;

– diminuição da ansiedade;

– melhora no humor e autoestima;

– prevenção de doenças como diabetes, hipertensão, problemas respiratórios e outras;

– melhor distribuição de gordura corporal.

Incorporar as atividades físicas no dia a dia não significa ir para a academia o tempo todo.

Certas práticas como ir a pé à padaria, subir escadas ou até mesmo descer um ponto antes da casa ou escola podem colaborar.

Cuidados que ajudam a diminuir os gastos com saúde

3. Higiene adequada

Lavar as mãos reduz cerca de 40% dos riscos de infecção, resfriados e diversas outras doenças. Isso porque a maior parte das bactérias são passadas por meio do contato da mão com a boca, olhos e nariz.

Acredite, manter uma higiene adequada pode reduzir drasticamente as possibilidades de você adoecer. Além disso, fortalece a autoestima.

Conheça algumas regras básicas de higiene pessoal e íntima que podem diminuir os gastos com saúde:

– para manter a pele seca, aposte nos lencinhos de higienização;

– cuide dos dentes;

– evite deixar os cabelos oleosos lavando regularmente;

– use desodorantes e lenços umedecidos para as axilas;

– lave as roupas com sabão e amaciante;

– faça as unhas dos pés e das mãos;

– use álcool em gel para as mãos durante o dia.

4. Exames preventivos

Quando foi seu último check-up? Ecocardiograma, glicemia, oftalmologia, rastreamento de câncer e outros. Quando foi a última vez que cuidou da sua saúde sem que tivesse qualquer sintoma? Lembre-se que 90% dos diagnósticos descobertos previamente têm cura.

A medicina preventiva deve ser o foco dos médicos e pacientes. Isso faz com que os custos e danos sejam diminuídos consideravelmente. Para as mulheres, por exemplo, há uma lista de exames que devem ser feitos todos os anos.

Exames como o papanicolau, ultrassom transvaginal, mamografia, densitometria óssea, ultrassom das mamas e ultrassom da tireoide. Estes procedimentos podem evitar a maioria das doenças relacionadas à mulher.

5. Plano de saúde x clínicas particulares

A alternativa para quem não quer ficar nas mãos do Sistema Único de Saúde (SUS) e nem pagar altas mensalidades nos planos de saúde é a clínica particular.

Esta estratégia diminui os gastos com planos de saúde, mas continua deixando a família bem amparada nos momentos de dificuldades. Os valores normalmente são baixos e definidos pelo número de pessoas incluídas no pacote.

A única preocupação, neste sentido, é que este tipo de clínica não possui intervenções mais sérias como cirurgias e exames mais complexos. Mas, de toda forma, vale a pena pesquisar e ver se as condições de pagamento valem a pena.

6. Seguro de vida

Ter um seguro de vida não é uma decisão apenas para pessoas com mais de 60 anos. Além de se precaver, demonstra cuidado com quem está ao seu lado. Afinal de contas, alguém paga a dívida, certo?

No Brasil ainda é um tabu falar e contratar este tipo de serviço. É lógico que ninguém quer utilizar, mas ser sensato e pensar no futuro é importante.

Existem planos que podem incluir serviços extras como consultas e acompanhamento da saúde. Assim, eles podem reduzir os custos nas despesas com a saúde.

Você sabe de mais maneiras para diminuir gastos com saúde? Conte para nós!

Priscila Gomes

Jornalista. Gosto de abraços, aniversários e do Natal. Atualmente produzo conteúdo para internet e faço assessoria sindical.

Deixe um comentário

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

dar um jeito nas suas dívidas
Crédito ou débito: o que é melhor?
organizar para os gastos de fim de ano
Erros financeiros que você não pode repetir em 2019
calcular o valor do 13º salário