Início Uncategorized Como escolher o seguro de vida mais adequado para você

Como escolher o seguro de vida mais adequado para você

0
(0)

Você já pensou o quanto um seguro de vida pode ser útil nos dias de hoje? Quando as pessoas buscam por estabilidade financeira, elas costumam pensar em como a família vai conseguir se sustentar caso aconteça algum imprevisto. É nessa hora que o seguro de vida pode ajudar. Mas, como escolher o seguro de vida mais adequado para você?

como escolher o seguro de vida
O seguro de vida é uma opção para quem não quer correr riscos

Para começar é preciso saber o que é um seguro de vida: ele serve para garantir que você e a sua família tenham todo o suporte financeiro necessário caso o titular do contrato venha a falecer.

Esse tipo de serviço não é somente para casos de morte, mas também para proteção de acidentes e doenças graves.

. Seguro viagem barato: dá para conseguir?

Quem deseja contratar um seguro de vida pode escolher de acordo com o que tem mais a ver com a pessoa. Isso porque existem diversos tipos desse serviço oferecido pelas seguradoras.

Um exemplo é o caso de invalidez permanente ou doenças graves. O único quesito que é obrigatório em todas os tipos de seguro é a cobertura para o risco de morte, seja por causa natural ou acidental.

Opções de cobertura de seguro de vida

– Invalidez por acidente;

– Invalidez funcional permanente por doença;

– Invalidez laborativa permanente por doença;

– Doença grave;

– Diária por internação;

– Diária de incapacidade temporária;

– Desemprego e perda de renda.

Como escolher o seguro de vida?

Antes de mais nada, a escolha por um bom seguro de vida exige pesquisa, para que possa avaliar todos os fatores necessários e pessoais, e escolher a melhor opção.

O que não falta é opção de plano, porém nem todos se encaixam nas necessidades do cliente.

Quem contrata um seguro de vida, sem dúvida, busca maior tranquilidade e segurança financeira, principalmente para os familiares. É preciso que o seguro atende às necessidades do assegurado.

No entanto, para que isso seja possível será necessário avaliar as demandas financeiras da própria pessoa a também de sua família.

Leve em consideração os seguintes fatores:

– A cobertura oferecida pelo seguro;

– Os itens do contrato (é preciso ler com muita atenção);

– A apólice;

– O valor cobrado pela seguradora;

– Inclusão de filhos e cônjuges;

– Revisão periódica da cobertura (avalie de tempos em tempos);

– Simulação de propostas (sempre que puder, faça uma comparação).

Benefícios de contratar um seguro de vida

Quando acontece um imprevisto muitas vezes as pessoas não estão preparadas financeiramente para conseguir resolver o problema. O seguro de vida é uma alternativa nessas horas, já que ele contribui de uma forma que amenize as condições financeiras da família.

. Como fazer um seguro de automóvel barato

Isso porque, dependendo do caso de cada pessoa, os responsáveis pela família ficarão um tempo sem poder trabalhar. E, para não precisar se preocupar com mais um problema, o seguro de vida auxilia os seus assegurados no que for necessário, de acordo com cada contrato.

Alguns benefícios:

– Manutenção do padrão de vida dos dependentes do beneficiário;

– Continuidade do estudo dos filhos;

– Sustento da casa; 

– Garantia de quitação do financiamento da casa própria (caso tenha);

– Proteção contra os altos gastos em casos de acidente ou morte.

Entenda os termos e conceitos

Durante a pesquisa pelo melhor seguro de vida você vai se deparar com termos e conceitos jamais vistos antes. Tudo pode parecer novo, mas será necessário entender como funciona.

. Seguro viagem: vale a pena contratar?

Como será uma novidade, é preciso entender e ir atrás de explicações. Isso vai facilitar o seu entendimento sobre as principais características dos planos e ajudar como escolher o seguro de vida que é a melhor alternativa.

Veja alguns termos que você talvez não conheça:

– Prêmio: É a mensalidade ou valor pago à seguradora para que ela assuma um risco. Quanto maior o risco, maior o valor do prêmio.

– Sinistro: É um evento ou dano previsto no contrato.

– Franquia: É a parte que o segurado precisará pagar em caso de algum prejuízo.

– Carência: Período no qual a seguradora não se responsabiliza em pagar nenhuma indenização.

– Cobertura: Tipo de risco ao qual a seguradora se compromete a dar suporte.

– Apólice: Documento ou contrato emitido pela seguradora que declara as coberturas e condições do seguro.

– Vigência: Período de validade das garantias do contrato.

– Doença Crônica: Enfermidade progressiva sem esperar uma cura.

– Invalidez absoluta e definitiva: Situação permanente em que o usuário depende de outras pessoas.

-Invalidez permanente: É a perda total ou parcial em caráter contínuo da capacidade funcional de algum membro.

Por que contratar um seguro de vida

Quem contrata um seguro de vida está pensando no futuro, seja o próprio ou o da família. Mas muitas vezes, o assegurado tem um objetivo para adquirir esse tipo de seguro. Veja a seguir os principais.

– Segurança para gastos temporários

Esse fator é para as pessoas que têm gastos elevados por um determinado período, mas que sabem que eles irão reduzir após um tempo. Um exemplo é o financiamento de um imóvel.

O seguro de vida permite que em casos de doenças ou acidentes, o orçamento não pese para os familiares. Esse tipo de seguro é mais barato, podendo ter um valor fixo ou decrescente.

– Tranquilidade financeira para a família do assegurado em caso de falecimento

Um dos motivos mais comuns na hora de contratar o seguro de vida. Esse caso é para que a família não fique desamparada em caso de falecimento do assegurado.

Esse tipo de seguro de vida é procurado por jovens, porque ele permite que os beneficiários sejam colocados ao longo do tempo.

– Proteção contra invalidez e doenças graves

O seguro de vida também permite a cobertura opcional de diversos serviços, garantindo recursos como em casos de doenças graves ou acidentes pessoais.

Um exemplo é uma insuficiência renal terminal. Além disso, os assegurados podem optar por coberturas que garantem o pagamento de diárias hospitalares, de acordo com cada caso.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Auxílio emergencial: confira calendário para os reavaliados

O Ministério da Cidadania publicou nesta sexta-feira, 27, um novo calendário de pagamento para as parcelas do auxílio emergencial. Este calendário é...

4 carreiras promissoras no setor de beleza para 2021

O segmento da beleza não para de crescer no Brasil. Nosso país, por exemplo, é considerado o terceiro maior mercado consumidor do...

Nubank x Inter: compare os cartões sem anuidade

Os cartões sem anuidade estão ganhando cada vez mais espaço no mercado e no coração dos brasileiros. Com tantas opções pode ser...

Black Friday 2020: confira os melhores sites e ofertas

Você já se preparou para as ofertas da Black Friday 2020? Está com a lista de compras feita e separada para aproveitar...

5 dicas para saber se uma loja virtual é confiável

A pandemia da Covid-19 impulsionou o e-commerce e a Black Friday deve alavancar ainda mais as vendas online. Cerca de 80% dos...

Salário mínimo na Suíça chega a R$25 mil

Você já se perguntou quanto é o salário mínimo na Suíça, mesmo que seja só por curiosidade? Se a resposta é sim,...