8 dicas para escolher o sócio ideal para seu negócio | FinanceOne
FinanceOne

Onde suas finanças começam!

Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

8 dicas para escolher o sócio ideal para seu negócio

Escolher o sócio ideal para o seu negócio não é nada fácil. Ainda que uma empresa nasça do desejo individual, em muitos casos se faz necessária uma sociedade. O problema é como encontrar um sócio ideal.

A escolha do sócio ideal não pode se resumir em atender uma necessidade imediata da empresa. Nenhuma relação humana dará certo se ela for alicerçada em suprir objetivos efêmeros. A chave está em alinhar as expectativas, antecipar e evitar problemas futuros.

Lembre-se que quando se convida alguém para uma sociedade está implícito que o negócio passa a ser algo coletivo. O empresário deve ter isso em mente, antes de procurar uma parceria. Confira também 5 dicas valiosas de planejamento para sua empresa.

sócio ideal

Antes de escolher seu sócio

Segundo o Sebrae, essa escolha precisa ser baseada em uma série de critérios, os quais precisam ser considerados antes da oficialização da sociedade. Mas, antes de pensar em ter um sócio, é necessário avaliar alguns pontos:

1 – Você sabe trabalhar em equipe?

2 – Você não vê problemas em dividir um negócio e seus benefícios, desde que seja para o bem do negócio?

3 – Você e seu empreendimento necessitam de alguma expertise específica que você não domina? Você precisa de alguém que complemente seu trabalho?

Se as suas respostas foram positivas para os pontos acima, você está apto para a busca de seu sócio!

Como escolher o sócio ideal?

O primeiro passo é conhecer o histórico da pessoa, conhecendo por onde ela já passou, que competências desenvolveu, bem como seus objetivos a curto e longo prazo.

Um ponto a ser analisado é definir qual o papel do sócio no empreendimento. Pode-se tornar um desastre no futuro se a sociedade não for constituída com cuidado. Perde-se muita energia e valor no processo de discussão e de separação.

Além de manterem seus objetivos alinhados, algumas outras características devem ser consideradas no momento de escolher seu sócio. O sócio também deve saber liderar, para que possa implantar ideias e conceitos dentro da empresa.

Também é possível buscar sócios com características complementares às suas, pois o esforço e união de todos será o responsável pelo sucesso da empresa.

Você realmente precisa de um sócio?

O motivo precisa estar claro para você. Deve ser algo racional e concreto. As três principais razões para alguém buscar uma sociedade são:

– Dinheiro;
– Mão de obra;
– Mentoria.

Se você está empreendendo, vale dar uma olhada nas siglas e termos que todo empreendedor deve saber.

Amizade x Negócios

Amizade e profissionalismo são duas coisas completamente diferentes de sociedade. Procure alinhar expectativas. Se as expectativas não forem alinhadas antes do fechamento da sociedade, pode ser que uma reunião semanal conserte as coisas.

O importante é ter consciência de que na maioria das vezes a sociedade é necessária para o crescimento do negócio. É juntar forças em relação a uma visão comum de futuro.

Formalização da sociedade

sócio ideal

A melhor forma de formalizar a sociedade é a através da elaboração de um contrato.

O contrato permite expor de maneira clara e objetiva a divisão de tarefas, atividades, obrigações, direitos e benefícios de cada sócio.

Este documento deve descrever, com o maior detalhamento possível, as atividades comuns da empresa e da sociedade, pois ele será um facilitador das atividades a serem desenvolvidas.

O contrato também é o documento onde deverá ser estabelecida a forma de pagamento da pró-labore, que é o salário de cada sócio. Deverá constar como e quanto será pago a cada sócio, conforme o envolvimento do mesmo nas tarefas profissionais da empresa, seja na parte técnica, administrativa, de vendas ou qualquer outra área.

Características para a escolha do sócio ideal

Veja as recomendações de empreendedores para quem está em busca de um parceiro para sua empresa:

1 – Competente

Seu sócio precisa ser competente. Você precisa confiar nele, mas não adianta você confiar em alguém que não tem competência para tocar o negócio com você. Uma sociedade que nasce de uma amizade ou parentesco às vezes não se sustenta nos negócios. Isso porque as pessoas tendem a não ter o mesmo profissionalismo que teriam se estivessem trabalhando para uma pessoa com menos intimidade.

2 – Experiente

Esqueça currículo. Aposte em uma pessoa que tenha como comprovar o que ela é capaz de fazer pelo negócio. E que já tenha feito. Não se deixe levar pelo que as pessoas dizem, enxergue com seus próprios olhos. Isso pode evitar que você passe por situações desastrosas.

3 – Agregador

Unir-se a alguém que faz a mesma coisa que você pode ser interessante para te ajudar com a demanda de trabalho, mas pode se tornar um problema se um dos sócios tentar impôr seu estilo de processo e rotina. É melhor buscar uma pessoa que tenha habilidades que você não tem. Que seja boa em coisas que você não é. Com isso, além da empresa estar bem coberta em todas as áreas, não sobra muito espaço para competição.

4 – Líder

O sócio deve ser bom observador. Ele deve saber analisar o que acontece ao seu redor para encontrar soluções eficazes para cada problema. É um bom ouvinte e comunica-se bem. Ele entende que é importante ouvir a todos em sua empresa e sabe que deve haver muito respeito na hora de conversar com seus colegas.

Valorize seus pontos fortes

5 – Complementar

O sócio deve ter características complementares a sua. Mas a mesma visão de futuro e o mesmo momento de vida são fatores cruciais.

6 – Companheiro

Você precisa escolher um sócio com quem seja agradável passar muito tempo junto. É uma pessoa à qual você estará muito perto fisicamente, quase todos os dias. É fundamental para o bem de sua saúde e da empresa que esse convívio seja prazeroso, pelo menos na maior parte do tempo.

7 – Funcional

Defina muito bem as funções da cada sócio. Se você é responsável por um setor e ele por outro, um não interfere no trabalho do outro. Cada setor tem um responsável e se não estiver cumprindo as suas metas, tem um responsável a ser cobrado.  A reunião de sócios pode servir justamente para saber o que cada setor está fazendo. Não ter funções bem definidas entre os sócios deixa o time sem liderança e atrapalha o bom funcionamento do negócio.

8 – Ético

Procure saber se seu possível sócio está com o nome sujo. Ou faça uma pesquisa de seus antecedentes. É importante ter um sócio estável financeiramente e emocionalmente.

Escolher o sócio ideal não é das atividades mais triviais, porém ter cuidado e prudência na hora de se associar ajuda a estabelecer uma boa convivência a longo prazo. Procure o sócio que realmente possa lhe ajudar e alinhe-se com ele para juntos fazerem a diferença na montagem de um negócio promissor e que vá ao encontro de seus sonhos de realização.







Mais lidos

Cartões de crédito sem anuidade: veja os 10 melhores
Procurando cartões de crédito sem anuidade? Eles definitivamente conquistaram o seu espaço na eco ...
Trabalhar em casa: 28 profissões para ganhar dinheiro
Trabalhar em casa e ganhar dinheiro no conforto do lar é um sonho para muitas pessoas. No Brasil, o ...
Cartão de crédito com aprovação imediata existe?
Quem não quer ter um cartão de crédito hoje em dia para realizar as compras? Muitas instituiçõe ...
10 marcas mais valiosas do mundo em 2018
O ano está chegando quase no fim e as empresas não param de crescer. Para se ter uma ideia, a  p ...
Os jogadores mais bem pagos do mundo em 2018
Quem são os jogadores mais bem pagos do mundo? Muito provavelmente você vai responder Cristiano Ro ...




Ebook do FinanceOne

Ebook gratuito investidor iniciante

Quer investir mas não sabe como? O Guia Completo do Investidor Iniciante traz os primeiros passos para você começar a investir e ganhar dinheiro!

BAIXAR AGORA!

Publicidade


 

Guias

Calculadoras