Cursos que transformam sua vida financeira
Mais
    InícioNotíciasCarreirasA empresa não depositou o 13º salário no prazo? Veja o que...

    A empresa não depositou o 13º salário no prazo? Veja o que fazer!

    0
    (0)

    Uma das épocas mais aguardadas do ano é o período de festas de fim de ano. Além da oportunidade de descanso (para quem possui recesso), o mês de novembro e dezembro trazem também a gratificação natalina, conhecido como 13º salário.

    Publicidade

    Pela lei, esse é um direito de todo trabalhador formal que tenha seu emprego regido pela Consolidação de Leis Trabalhistas (CLT). Sendo assim, o 13º salário precisa ser garantido a todo colaborador celetista, num valor proporcional ao tempo trabalhado.

    Segundo a lei, o valor de 13º possui a opção de depósito em duas maneiras, cabendo ao empregador a melhor forma. Entre elas estão o pagamento integral ou dividido em duas parcelas. Para isso, todas elas possuem seu prazo.

    Veja abaixo:

    • 13º salário pago de forma integral: para o empregador que opta por essa opção, o valor total da gratificação natalina precisa ser realizada entre o início de fevereiro e 30 de novembro;
    • 13º salário dividido em duas parcelas: já para os trabalhadores que recebem esse valor dividido em dois, a primeira parcela precisa cair entre 1º de fevereiro e 30 de novembro, já a segunda parcela precisa cair até o dia 20 de dezembro.

    Normalmente, a segunda parcela do 13º salário possui descontos referentes ao Imposto de Renda, INSS e pensão alimentícia, caso houver. Mas você já parou para pensar no que se deve fazer quando esse valor não cai em sua conta?

    Pois é. Muitos empregadores deixam de cumprir suas obrigações quanto ao pagamento deste direito aos funcionários. Nesse sentido, vale a pena entender sobre qual decisão tomar caso você seja uma dessas pessoas.

    Ficou curioso para saber como proceder nessa situação? Então continue a leitura. Vamos te ajudar a como driblar essa dilema e o que você pode para retirar seu 13º salário.

    Publicidade

    Meu 13º salário não caiu, e agora?

    Em primeiro lugar, vale a pena conferir se esse dinheiro não caiu em sua conta em outro período do ano. Apesar de ser amplamente distribuído no fim do ano, o 13º salário tem de fevereiro a novembro para cair em sua conta.

    Então, vale a pena consultar seu extrato e checar se esse dinheiro não caiu em outro momento sem que você tenha percebido.

    Agora, se após a checagem, você constatou que esse dinheiro não caiu em sua conta, vale a pena checar com a equipe financeira ou de recursos humanos da sua empresa para entender o que aconteceu. Assim, é possível ter uma satisfação de seu próprio local de trabalho a respeito dessa situação.

    Caso o problema não seja resolvido através desses setores, será necessário apelar para locais em que essa situação surta algum efeito. Para isso, basta que o trabalhador realize uma denúncia para o Ministério do Trabalho ou para o sindicato de sua categoria, cabendo a penalização com uma multa de R$ 170,16.

    Vale lembrar que se o não pagamento do 13º salário seja algo reincidente na sua empresa, ou seja, se o empregador já deixou de fazer o pagamento em outro período, essa penalidade pode ser ainda maior.

    Publicidade

    O que fazer se após denúncia ao Ministério do Trabalho e sindicato não funcionar?

    Por fim, se mesmo com as denúncias formais ao Ministério do Trabalho e ao sindicato a sua empresa não fizer o depósito do 13º salário com multa, será necessário apelar para a Justiça do Trabalho.

    Mesmo que esse seja um direito seu, é importante ter em mente de que esse precisa ser o seu último recurso de cobrança. Isso porque, processar a empresa que você trabalha pode trazer consequências desagradáveis para o seu ambiente de trabalho, resultando até mesmo em demissão.

    Vale lembrar que o 13 º salário é um direito trabalhista do trabalhador. E mesmo com uma crise econômica, esse direito não deve ser abonado e terá sim que ser pago a todo empregador.

    Gostou do conteúdo? Confira agora como calcular o valor do 13º salário.

    O que achou disso?

    Publicidade

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Loyane Lapa
    Loyane Lapa
    Carioquíssima de Campo Grande, com um pézinho em São Paulo. Jornalista, Produtora de Conteúdo e [insira aqui outras funcionalidades de um jornalista]. Apaixonada por livros, filmes e pelo universo cultural. Curiosa e antenada nas novidades do mercado financeiro.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasCarreirasA empresa não depositou o 13º salário no prazo? Veja o que...

    A empresa não depositou o 13º salário no prazo? Veja o que fazer!

    0
    (0)

    Uma das épocas mais aguardadas do ano é o período de festas de fim de ano. Além da oportunidade de descanso (para quem possui recesso), o mês de novembro e dezembro trazem também a gratificação natalina, conhecido como 13º salário.

    Publicidade

    Pela lei, esse é um direito de todo trabalhador formal que tenha seu emprego regido pela Consolidação de Leis Trabalhistas (CLT). Sendo assim, o 13º salário precisa ser garantido a todo colaborador celetista, num valor proporcional ao tempo trabalhado.

    Segundo a lei, o valor de 13º possui a opção de depósito em duas maneiras, cabendo ao empregador a melhor forma. Entre elas estão o pagamento integral ou dividido em duas parcelas. Para isso, todas elas possuem seu prazo.

    Veja abaixo:

    • 13º salário pago de forma integral: para o empregador que opta por essa opção, o valor total da gratificação natalina precisa ser realizada entre o início de fevereiro e 30 de novembro;
    • 13º salário dividido em duas parcelas: já para os trabalhadores que recebem esse valor dividido em dois, a primeira parcela precisa cair entre 1º de fevereiro e 30 de novembro, já a segunda parcela precisa cair até o dia 20 de dezembro.

    Normalmente, a segunda parcela do 13º salário possui descontos referentes ao Imposto de Renda, INSS e pensão alimentícia, caso houver. Mas você já parou para pensar no que se deve fazer quando esse valor não cai em sua conta?

    Pois é. Muitos empregadores deixam de cumprir suas obrigações quanto ao pagamento deste direito aos funcionários. Nesse sentido, vale a pena entender sobre qual decisão tomar caso você seja uma dessas pessoas.

    Ficou curioso para saber como proceder nessa situação? Então continue a leitura. Vamos te ajudar a como driblar essa dilema e o que você pode para retirar seu 13º salário.

    Publicidade

    Meu 13º salário não caiu, e agora?

    Em primeiro lugar, vale a pena conferir se esse dinheiro não caiu em sua conta em outro período do ano. Apesar de ser amplamente distribuído no fim do ano, o 13º salário tem de fevereiro a novembro para cair em sua conta.

    Então, vale a pena consultar seu extrato e checar se esse dinheiro não caiu em outro momento sem que você tenha percebido.

    Agora, se após a checagem, você constatou que esse dinheiro não caiu em sua conta, vale a pena checar com a equipe financeira ou de recursos humanos da sua empresa para entender o que aconteceu. Assim, é possível ter uma satisfação de seu próprio local de trabalho a respeito dessa situação.

    Caso o problema não seja resolvido através desses setores, será necessário apelar para locais em que essa situação surta algum efeito. Para isso, basta que o trabalhador realize uma denúncia para o Ministério do Trabalho ou para o sindicato de sua categoria, cabendo a penalização com uma multa de R$ 170,16.

    Vale lembrar que se o não pagamento do 13º salário seja algo reincidente na sua empresa, ou seja, se o empregador já deixou de fazer o pagamento em outro período, essa penalidade pode ser ainda maior.

    Publicidade

    O que fazer se após denúncia ao Ministério do Trabalho e sindicato não funcionar?

    Por fim, se mesmo com as denúncias formais ao Ministério do Trabalho e ao sindicato a sua empresa não fizer o depósito do 13º salário com multa, será necessário apelar para a Justiça do Trabalho.

    Mesmo que esse seja um direito seu, é importante ter em mente de que esse precisa ser o seu último recurso de cobrança. Isso porque, processar a empresa que você trabalha pode trazer consequências desagradáveis para o seu ambiente de trabalho, resultando até mesmo em demissão.

    Vale lembrar que o 13 º salário é um direito trabalhista do trabalhador. E mesmo com uma crise econômica, esse direito não deve ser abonado e terá sim que ser pago a todo empregador.

    Gostou do conteúdo? Confira agora como calcular o valor do 13º salário.

    O que achou disso?

    Publicidade

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?