InícioNotíciasVeja como realizar o sonho de estudar fora do Brasil

Veja como realizar o sonho de estudar fora do Brasil

0
(0)

Estudar fora do Brasil é o sonho de muitas pessoas. Contudo, o que muitas vezes parece um sonho distante, pode se tornar realidade com muito planejamento.

Afinal, os gastos acabam sendo muitos: alimentação, moradia, transporte, o próprio curso… Mas, não precisa desistir, porque esse não é um sonho impossível.

O primeiro passo é escolher que tipo de curso você deseja fazer: cursos de idiomas, graduação, pós-graduação, cursos de especialização, são muitas opções.

Depois, faça um planejamento financeiro. Assim você saberá quanto de investimento precisará, por quanto tempo precisará poupar e qual a melhor forma de investir para alcançar esse objetivo.

Defina também o destino perfeito para o seu intercâmbio. Afinal, existem muitas opções onde um mesmo idioma é tido como língua oficial.

Após pesquisar os melhores países para você viver, de acordo com o seu perfil, e definir onde quer estudar no exterior, é preciso escolher a cidade e a instituição de ensino, de acordo com seus objetivos.

Para isso, veja as cidades que têm as melhores universidades e que ofereçam o curso que está querendo fazer. Leia os programas de disciplinas, entenda a metodologia e as linhas de pesquisa utilizadas.

8 tipos de cursos no exterior

Muitas pessoas, quando pensam em estudar fora do Brasil, pensam em fazer um semestre no exterior durante o bacharelado. Embora isso seja comum, não é a única maneira de estudar no exterior.

Na verdade, você pode estudar no exterior em quase todos os níveis de sua educação. Isso vale mesmo se você estiver fora da escola há anos. Confira como:

1 – Ensino médio

Você nem precisa estar no nível universitário para estudar fora do Brasil. Você pode fazer qualquer coisa, desde um programa de verão no exterior por algumas semanas até um intercâmbio de um ano.

2 – Programas de fundação / programas Pathway

Os programas Foundation e Pathway são programas pós-secundários que você pode fazer após o ensino médio para se preparar para a universidade.

Se você deseja estudar fora do Brasil, pode ser elegível para participar de uma fundação ou programa de caminho que o ajudará com a proficiência no idioma e ensinará sobre o sistema educacional naquele país em particular.

3 – Graus de associado

Os graus de associado são graus de faculdades de graduação que podem ser um trampolim antes do bacharelado, ou para outros alunos, é uma qualificação por si só.

Embora sejam mais comuns nos Estados Unidos, você também pode encontrar esses programas em outros países. Frequentemente, duram dois anos e podem ser uma ótima oportunidade de estudar no exterior antes do bacharelado.

4 – Bacharelado

Estudar fora do Brasil por um semestre ou um ano durante seu bacharelado pode ser uma ótima maneira de complementar a educação que você está obtendo em seu país de origem.

Contudo, não é a única maneira de estudar no exterior durante seu bacharelado. Você também pode fazer todo o seu bacharelado (3-4 anos) no exterior.

Considere esta opção se uma escola no exterior tem um programa que particularmente interessa a você.

Você também não precisa ir durante o ano letivo. Um programa de verão do seu nível pode ser perfeito se você não tiver tempo para se comprometer um semestre ou ano inteiro no exterior.

5 – Mestrados

Concluiu seu bacharelado em casa? Nunca é tarde para estudar no exterior. Explore cursos de mestrado em todo o mundo.

Dependendo da sua área de estudo, fazer o mestrado no exterior pode ser o que você precisa para se destacar no mercado de trabalho e pode ajudar a proporcionar um bom estágio ou experiência de trabalho em outro país.

Se você deseja obter um MBA ou um mestrado, com certeza haverá um excelente programa no exterior para você.

6 – Doutores e doutorados

Buscar o mais alto nível de educação no exterior. Os programas de doutorado costumam ser pequenos e competitivos e, às vezes, só abrem uma ou duas vagas por ano.

Se você não consegue encontrar vagas em seu país de origem, procurar no exterior pode ser uma ótima maneira de continuar seus estudos e se expor a novas escolas de pensamento e especialistas em sua área.

7 – Escolas de idiomas

Procurando dominar um novo idioma? Pode ser a hora de buscar essa estudar fora do Brasil.

Simplesmente não há substituto para a interação com os habitantes locais, ao contrário do autodidatismo em casa. Se você está realmente decidido a se tornar fluente, considere uma escola de idiomas no exterior.

+ Saiba quanto custa estudar inglês no exterior e faça seu planejamento

8 – Certificados e diplomas

Se você está procurando estudar uma habilidade muito específica ou apenas deseja seguir uma paixão única, um certificado ou programa de diploma no exterior pode ser exatamente o que você está procurando.

Estudar no exterior para esses cursos de curta duração pode ser uma ótima coisa para colocar em seu currículo para progredir no mercado de trabalho e aprender uma nova habilidade.

Onde usar o Enem para estudar fora na graduação

Existe uma parceria do Ministério da Educação com o governo de Portugal, que desde 2014 possibilitou aos brasileiros usarem o Enem como prova de ingresso nos cursos de graduação das universidades portuguesas. Mas hoje em dia, universidades de diversos países aceitam a nota do exame.

Para além de poder fazer faculdade em Portugal, outros países onde você pode se candidatar a uma graduação com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio.  Veja as opções:

1 – Reino Unido

Existem cinco universidades que aceitam o exame na terra da rainha:

  • Oxford;
  • Kingston;
  • Bristol;
  • Birkbeck (University of London);
  • University of Glasgow.

2 – Irlanda

Na University College Dublin o exame brasileiro é aceito caso o aluno possua título de um ano de licenciatura.

Contudo, na Trinity College Dublin você pode se candidatar para fazer um ano de nivelamento que te permite ingressar em um dos cursos desta universidade depois.

3 – França

Na França, o processo é mais complexo e, na verdade, não é para recém-graduados na escola. Mas para aqueles que já foram aprovados em universidades brasileiras em cursos semelhantes ao que os candidatos estão aplicando no país europeu.

As universidades que aceitam o exame brasileiro são:

  • Université Paris-Sud
  • Université Pierre et Marie Curie
  • École Normale Supérieure
  • Institut National des Sciences Appliquées de Lyon
  • École Polytechnique

5 – Estados Unidos

Uma boa notícia para quem quer morar nos EUA, principalmente para os amantes da Big Apple, é que a New York University recentemente passou a aceitar o exame nacional brasileiro em substituição às tradicionais provas de vestibular americanas (ACT e SAT).

Porém, a universidade exige que a escola onde o candidato estudou confirme a veracidade da nota dele no Enem.

6 – Canadá

Uma das melhores universidades do país e do mundo, a Universidade de Toronto, aceita o Enem, junto com um certificado de conclusão do ensino médio, para os candidatos brasileiros de graduação.

Alguns cursos, como o de engenharia, também podem pedir provas de conhecimentos mais específicos nas candidaturas.

Entretanto, é importante ressaltar que em todas as instituições no exterior a nota do Enem é aceita como complemento a uma série de outros requisitos exigidos por essas universidades (ex.: fluência em inglês, atividades extracurriculares e histórico escolar do ensino médio).

livro com um chapeu de estudante por coma com uma mapa mundi ao fundo
Planejar-se é fundamental para estudar fora do país

Estudar fora do Brasil: como economizar?

Dependendo do curso, você pode procurar destinos alternativos, países menos procurados e badalados onde você pode estudar e ter uma experiência cultural inesquecível.

Há opções como cursos de inglês em Malta, um país insular no sul da Europa que tem o inglês como um dos idiomas oficiais (o outro é o maltês). É um destino pouco procurado, mas considerado um lugar bonito, acolhedor e com muita história.

Você também pode optar pela África do Sul ou Austrália. Na Eslovênia, país que faz fronteira com Croácia e Itália, há centenas de opções de cursos com preços acessíveis e em inglês.

+ Confira 4 destinos baratos para estudar inglês no exterior

Vale lembrar que em alguns países, principalmente na Europa, é possível obter bolsas parciais para cursos de pós-graduação ou cursos livres, de especialização.

Mesmo em países em que o inglês não é a língua oficial, há cursos voltados para estudantes de todo o mundo em que são oferecidas bolsas com descontos. Cada universidade tem sua própria programação e é preciso pesquisar bastante.

Algumas universidades brasileiras têm convênio com instituições internacionais e você pode obter a programação, fazer a inscrição e até mesmo tentar algum desconto. Informe-se na universidade onde você fez ou faz a graduação ou pós-graduação.

Gostou do nosso conteúdo? Não deixe de compartilhar com seus amigos e familiares que sonham em estudar fora do Brasil.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Redação
Redação
O FinanceOne é um site especializado em finanças. Desde 2003, publicamos conteúdos que buscam traduzir desde a influência do mercado financeiro no seu dia a dia até a simples economia dentro de casa. Nossa missão é mostrar que qualquer pessoa pode ter controle financeiro e fazer as escolhas certas. Assim como ter no dinheiro um aliado para viver bem e conquistar seus sonhos.

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

InícioNotíciasVeja como realizar o sonho de estudar fora do Brasil

Veja como realizar o sonho de estudar fora do Brasil

0
(0)

Estudar fora do Brasil é o sonho de muitas pessoas. Contudo, o que muitas vezes parece um sonho distante, pode se tornar realidade com muito planejamento.

Afinal, os gastos acabam sendo muitos: alimentação, moradia, transporte, o próprio curso… Mas, não precisa desistir, porque esse não é um sonho impossível.

O primeiro passo é escolher que tipo de curso você deseja fazer: cursos de idiomas, graduação, pós-graduação, cursos de especialização, são muitas opções.

Depois, faça um planejamento financeiro. Assim você saberá quanto de investimento precisará, por quanto tempo precisará poupar e qual a melhor forma de investir para alcançar esse objetivo.

Defina também o destino perfeito para o seu intercâmbio. Afinal, existem muitas opções onde um mesmo idioma é tido como língua oficial.

Após pesquisar os melhores países para você viver, de acordo com o seu perfil, e definir onde quer estudar no exterior, é preciso escolher a cidade e a instituição de ensino, de acordo com seus objetivos.

Para isso, veja as cidades que têm as melhores universidades e que ofereçam o curso que está querendo fazer. Leia os programas de disciplinas, entenda a metodologia e as linhas de pesquisa utilizadas.

8 tipos de cursos no exterior

Muitas pessoas, quando pensam em estudar fora do Brasil, pensam em fazer um semestre no exterior durante o bacharelado. Embora isso seja comum, não é a única maneira de estudar no exterior.

Na verdade, você pode estudar no exterior em quase todos os níveis de sua educação. Isso vale mesmo se você estiver fora da escola há anos. Confira como:

1 – Ensino médio

Você nem precisa estar no nível universitário para estudar fora do Brasil. Você pode fazer qualquer coisa, desde um programa de verão no exterior por algumas semanas até um intercâmbio de um ano.

2 – Programas de fundação / programas Pathway

Os programas Foundation e Pathway são programas pós-secundários que você pode fazer após o ensino médio para se preparar para a universidade.

Se você deseja estudar fora do Brasil, pode ser elegível para participar de uma fundação ou programa de caminho que o ajudará com a proficiência no idioma e ensinará sobre o sistema educacional naquele país em particular.

3 – Graus de associado

Os graus de associado são graus de faculdades de graduação que podem ser um trampolim antes do bacharelado, ou para outros alunos, é uma qualificação por si só.

Embora sejam mais comuns nos Estados Unidos, você também pode encontrar esses programas em outros países. Frequentemente, duram dois anos e podem ser uma ótima oportunidade de estudar no exterior antes do bacharelado.

4 – Bacharelado

Estudar fora do Brasil por um semestre ou um ano durante seu bacharelado pode ser uma ótima maneira de complementar a educação que você está obtendo em seu país de origem.

Contudo, não é a única maneira de estudar no exterior durante seu bacharelado. Você também pode fazer todo o seu bacharelado (3-4 anos) no exterior.

Considere esta opção se uma escola no exterior tem um programa que particularmente interessa a você.

Você também não precisa ir durante o ano letivo. Um programa de verão do seu nível pode ser perfeito se você não tiver tempo para se comprometer um semestre ou ano inteiro no exterior.

5 – Mestrados

Concluiu seu bacharelado em casa? Nunca é tarde para estudar no exterior. Explore cursos de mestrado em todo o mundo.

Dependendo da sua área de estudo, fazer o mestrado no exterior pode ser o que você precisa para se destacar no mercado de trabalho e pode ajudar a proporcionar um bom estágio ou experiência de trabalho em outro país.

Se você deseja obter um MBA ou um mestrado, com certeza haverá um excelente programa no exterior para você.

6 – Doutores e doutorados

Buscar o mais alto nível de educação no exterior. Os programas de doutorado costumam ser pequenos e competitivos e, às vezes, só abrem uma ou duas vagas por ano.

Se você não consegue encontrar vagas em seu país de origem, procurar no exterior pode ser uma ótima maneira de continuar seus estudos e se expor a novas escolas de pensamento e especialistas em sua área.

7 – Escolas de idiomas

Procurando dominar um novo idioma? Pode ser a hora de buscar essa estudar fora do Brasil.

Simplesmente não há substituto para a interação com os habitantes locais, ao contrário do autodidatismo em casa. Se você está realmente decidido a se tornar fluente, considere uma escola de idiomas no exterior.

+ Saiba quanto custa estudar inglês no exterior e faça seu planejamento

8 – Certificados e diplomas

Se você está procurando estudar uma habilidade muito específica ou apenas deseja seguir uma paixão única, um certificado ou programa de diploma no exterior pode ser exatamente o que você está procurando.

Estudar no exterior para esses cursos de curta duração pode ser uma ótima coisa para colocar em seu currículo para progredir no mercado de trabalho e aprender uma nova habilidade.

Onde usar o Enem para estudar fora na graduação

Existe uma parceria do Ministério da Educação com o governo de Portugal, que desde 2014 possibilitou aos brasileiros usarem o Enem como prova de ingresso nos cursos de graduação das universidades portuguesas. Mas hoje em dia, universidades de diversos países aceitam a nota do exame.

Para além de poder fazer faculdade em Portugal, outros países onde você pode se candidatar a uma graduação com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio.  Veja as opções:

1 – Reino Unido

Existem cinco universidades que aceitam o exame na terra da rainha:

  • Oxford;
  • Kingston;
  • Bristol;
  • Birkbeck (University of London);
  • University of Glasgow.

2 – Irlanda

Na University College Dublin o exame brasileiro é aceito caso o aluno possua título de um ano de licenciatura.

Contudo, na Trinity College Dublin você pode se candidatar para fazer um ano de nivelamento que te permite ingressar em um dos cursos desta universidade depois.

3 – França

Na França, o processo é mais complexo e, na verdade, não é para recém-graduados na escola. Mas para aqueles que já foram aprovados em universidades brasileiras em cursos semelhantes ao que os candidatos estão aplicando no país europeu.

As universidades que aceitam o exame brasileiro são:

  • Université Paris-Sud
  • Université Pierre et Marie Curie
  • École Normale Supérieure
  • Institut National des Sciences Appliquées de Lyon
  • École Polytechnique

5 – Estados Unidos

Uma boa notícia para quem quer morar nos EUA, principalmente para os amantes da Big Apple, é que a New York University recentemente passou a aceitar o exame nacional brasileiro em substituição às tradicionais provas de vestibular americanas (ACT e SAT).

Porém, a universidade exige que a escola onde o candidato estudou confirme a veracidade da nota dele no Enem.

6 – Canadá

Uma das melhores universidades do país e do mundo, a Universidade de Toronto, aceita o Enem, junto com um certificado de conclusão do ensino médio, para os candidatos brasileiros de graduação.

Alguns cursos, como o de engenharia, também podem pedir provas de conhecimentos mais específicos nas candidaturas.

Entretanto, é importante ressaltar que em todas as instituições no exterior a nota do Enem é aceita como complemento a uma série de outros requisitos exigidos por essas universidades (ex.: fluência em inglês, atividades extracurriculares e histórico escolar do ensino médio).

livro com um chapeu de estudante por coma com uma mapa mundi ao fundo
Planejar-se é fundamental para estudar fora do país

Estudar fora do Brasil: como economizar?

Dependendo do curso, você pode procurar destinos alternativos, países menos procurados e badalados onde você pode estudar e ter uma experiência cultural inesquecível.

Há opções como cursos de inglês em Malta, um país insular no sul da Europa que tem o inglês como um dos idiomas oficiais (o outro é o maltês). É um destino pouco procurado, mas considerado um lugar bonito, acolhedor e com muita história.

Você também pode optar pela África do Sul ou Austrália. Na Eslovênia, país que faz fronteira com Croácia e Itália, há centenas de opções de cursos com preços acessíveis e em inglês.

+ Confira 4 destinos baratos para estudar inglês no exterior

Vale lembrar que em alguns países, principalmente na Europa, é possível obter bolsas parciais para cursos de pós-graduação ou cursos livres, de especialização.

Mesmo em países em que o inglês não é a língua oficial, há cursos voltados para estudantes de todo o mundo em que são oferecidas bolsas com descontos. Cada universidade tem sua própria programação e é preciso pesquisar bastante.

Algumas universidades brasileiras têm convênio com instituições internacionais e você pode obter a programação, fazer a inscrição e até mesmo tentar algum desconto. Informe-se na universidade onde você fez ou faz a graduação ou pós-graduação.

Gostou do nosso conteúdo? Não deixe de compartilhar com seus amigos e familiares que sonham em estudar fora do Brasil.

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?