Início Notícias Investimentos 5 fatores para avaliar antes de escolher um investimento

5 fatores para avaliar antes de escolher um investimento

Tempo de leitura: 3 minutos
0
(0)

Você está com capital para investir e seu único pensamento é: “como escolher o investimento certo?

Seja para formar uma reserva de emergência ou para guardar dinheiro para o futuro, quando você pretende investir, você precisa levar uma série de fatores em consideração.

Fatores como o seu perfil de investidor, o risco e o objetivo de cada aplicação, diversificação, devem ser avaliados antes de iniciar uma aplicação.

Para ajudar você a investir o seu dinheiro da forma correta, separamos neste texto tudo o que você precisa saber antes de começar suas aplicações. Continue a leitura para saber mais.

+ 6 lições financeiras que a pandemia do coronavírus ensina

Veja os 5 fatores antes de escolher um investimento

1. Saiba o seu perfil de investidor

O primeiro fator que você precisa levar em conta antes de escolher um investimento é saber qual é o seu perfil de investidor.

Quando se trata do mercado de investimentos, o ideal é analisar se a aplicação escolhida pode atender as suas necessidades.

Os perfis de investidor costumam ser classificados em três termos, levando em consideração a tolerância em relação aos riscos do investimento. São eles:

  1. Conservador;
  2. Moderado;
  3. Agressivo (ou arrojado).

Investidores com um perfil conservador são aqueles que preferem não ter perdas em seus ativos e em virtude disso, costumam optar por aplicações em renda fixa.

+ Investimentos em renda fixa: saiba onde aplicar dinheiro em 2021

Já os investidores com perfil moderado são aqueles que podem aceitar uma possibilidade de perda, caso isso possa aumentar o retorno financeiro. Ou seja, podem aceitar, casualmente, a se expor às aplicações de risco maior, como é o caso do mercado de ações.

Os investidores com um perfil agressivo, por sua vez, são os que valorizam a rentabilidade de suas aplicações e, por isso, aceitam riscos mais elevados. São, normalmente, os que investem em derivativos.

2. Qual tipo de investimento você procura

No mercado financeiro há uma diversidade quando o assunto é investimentos, e cada um tem suas características e objetivos.

Por isso, é importante saber: você quer investir em renda fixa ou variável? Ou pensa em investir em fundos, por exemplo?

Se você estiver começando agora, talvez a melhor opção seja começar por renda fixa. Alguns exemplos de renda fixa são: Tesouro Direto, LCI, CDB, RDB e muitos outros.

escolher um investimento
Confira alguns fatores para levar em consideração na hora de escolher um investimento

3. Defina quais são os seus objetivos

Para quais projetos você quer investir? O que você quer alcançar a longo prazo ou a curto prazo?

Alguns dos objetivos podem ser:

  • economizar para uma viagem daqui a um ano;
  • preparar-se para aposentadoria;
  • investir na educação.

Ou seja, o ideal é que antes de começar a investir o seu dinheiro, você tenha traçado quais são os seus objetivos, seja a curto, médio ou longo prazo.

4. Analise a liquidez do investimento

Um fator muito importante para decidir antes de escolher investimento é a liquidez. Cada pessoa tem o seu planejamento e sabe quanto pode investir por mês.

Muitas vezes, no entanto, a pessoa quer investir, mas tem medo de precisar daquela quantia em algum momento, por exemplo.

Por isso, vale analisar a liquidez. Se ela for diária, significa que o dinheiro pode ser retirado a qualquer momento.

Caso a liquidez seja no vencimento, o dinheiro ficará “preso” até o dia do resgate. Você vai precisar avaliar qual funciona melhor para o seu caso.

+ Rentabilidade e liquidez: entenda a diferença entre os termos

5. Pense na diversificação do investimento

Antes de começar a investir, você deve ter em mente que é importante se preocupar com a diversificação dos seus investimentos.

No momento em que você está planejando as suas estratégias para investir, lembre-se que a diversificação é considerada uma boa maneira de diluir os riscos de perdas. Isso porque você não ficará dependente de apenas um ativo ou de instituição financeira, por exemplo.

Sendo assim, se alguma coisa sair do planejado, você tem a opção de recorrer ao montante em outros lugares.

Agora você já sabe quais são os fatores para levar em consideração na hora de escolher investimento, certo?

Se você gostou deste texto e quer ver mais conteúdos como esse, continue nos acompanhando por aqui, mas também estamos no Instagram.

O que achou disso?

Deixei sua classificação

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Tempo de leitura: 3 minutos
Camila Miranda
Nascida na Zona Oeste do Rio, me divido entre jornalismo e marketing digital. Com três anos de experiência em Comunicação, já trabalhei em redação de jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Hoje, faço gestão de mídias sociais e produção de conteúdo. Amo assuntos sobre as áreas cultural e política. Reclamo do transporte público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui