Financiamento imobiliário da Caixa reduz taxa de juros. Veja como funciona!

0
571
duas mulheres entrando na agência da Caixa Econômica
5
(1)

O financiamento imobiliário da Caixa tem uma novidade. Na última quinta-feira, 24, o banco anunciou que vai reduzir em 0,15 ponto percentual a taxa de juros do crédito na modalidade poupança.

Anúncios

Com a redução, as novas taxas partem da Taxa Referencial (TR) + 2,80% ao ano, somadas à remuneração da poupança. As contratações com as taxas reduzidas começarão em 28 de março, próxima segunda-feira.

A remuneração atual da poupança mais a TR, fica em 6,17%. Desse modo, a taxa anual máxima do financiamento fica em 8,97% ao ano.

Anúncios

Normalmente, esses financiamentos são atrelados somente à Taxa Referencial. Com o anúncio da redução, a taxa agora está atrelada ao rendimento da poupança, o que pode dar mais previsibilidade ao cliente em tempos de alta da Selic.

Como funciona o financiamento imobiliário da Caixa?

O financiamento imobiliário da Caixa promete a possibilidade de pagamento em até 35 anos. Mas as parcelas do crédito só podem ser de até 30% da renda familiar bruta do contratante. 

É possível utilizar o FGTS como parte do pagamento. 

Anúncios

Quando o cliente contrata o financiamento, o banco avalia o imóvel e as condições de quitação. Dependendo da modalidade do crédito, o cliente pode optar pela carência para começar a pagar.

De acordo com a instituição, durante esse período, o contratante do financiamento pagará apenas:

  • o seguro por Morte e Invalidez Permanente (MIP)
  • o seguro de Danos Físicos no Imóvel (DFI)
  • tarifa de administração do contrato mensal se a contratação ocorrer no SFH (Sistema Financeiro da Habitação). 

Atualização monetária, juros e a amortização, ficam suspensas durante o período de carência, mas serão incorporadas ao saldo devedor. 

Casa em miniatura com chave ao lado
Financiamento imobiliário da Caixa tem taxa de juros reduzida

Como contratar o financiamento imobiliário da Caixa? Passo a passo!

Para contratar o financiamento imobiliário da Caixa o primeiro passo é realizar uma simulação no site do banco para saber os prazos e condições disponíveis para você. Se preferir, o cliente pode ir direto a uma agência do banco ou correspondente.

Na simulação, será necessário informar alguns dados pessoais e do crédito pretendido, mas o processo é fácil e intuitivo. Basta acessar a página linkada acima e seguir as instruções na tela. 

Depois da simulação, o cliente deve apresentar a documentação (listada abaixo) para os correspondentes bancários ou para o gerente, na agência. Nesse momento, a Caixa identifica a possibilidade de usar o FGTS e o tipo crédito adequado para o cliente.

Será feita a análise de crédito e dos documentos enviados. Depois, a Caixa vai até o imóvel avaliar o valor de venda e as condições de uso, que é o que se chama de análise de engenharia.

Sendo aprovado, o cliente pode ir até a agência novamente para assinar o contrato e depois registrá-lo no cartório de imóveis para liberação do crédito. 

Resumindo, o passo a passo para contratar o financiamento é:

  1. Realize a simulação no site do banco
  2. Vá até uma agência a apresente os documentos necessários
  3. Aguarde a análise de crédito e de engenharia
  4. Sendo aprovado, vá até a agência para assinar o contrato

Depois disso, as parcelas serão pagas ao longo do prazo firmado no contrato. Pelo Internet Banking, o cliente pode antecipar pagamentos ou mesmo tentar acordar novos prazos e valores para o financiamento. 

Documentos necessários

Para contratar o financiamento imobiliário da Caixa, será necessário apresentar os seguintes documentos na agência:

  • Identidade
  • Comprovante de renda atualizado, emitido no máximo há 2 meses
  • Última declaração do Imposto de Renda (se tiver declarado) e recibo de entrega à Receita Federal
  • Carteira de Trabalho ou Extrato de FGTS
  • Certidão do imóvel atualizada de inteiro teor da Matrícula

Outros documentos para casos específicos podem ser consultados no site do banco.

Novidades no Casa Verde e Amarela e linha de crédito para PCDs

Além da redução nos juros de financiamento imobiliário, a Caixa anunciou novas condições para financiamento do Casa Verde e Amarela e uma nova linha de crédito imobiliário para Pessoas com Deficiência (PcD).

No primeiro caso, a partir de 12 de abril, o financiamento de famílias com renda entre R$2.000,01 e R$2.400 do Programa Casa Verde Amarela terão novas condições, entre elas: 

  • a redução da taxa de juros de 0,5 ponto percentual no financiamento habitacional; 
  • aumento dos subsídios para aquisição e construção de moradias.

Para pessoas com deficiência, haverá uma nova linha de crédito para reforma e adaptação de imóveis próprios, adaptados às necessidades dessas pessoas. Essa linha também fará parte do programa Casa Verde e Amarela .

O financiamento para PCDs começará a ser operado também no dia 28 de março. Os créditos serão oferecidos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Para contratar o financiamento para PCDs, é necessário ter renda bruta mensal de até R$3 mil. O limite de crédito será de R$50 mil, porém limitado a 80% do orçamento da obra. O prazo de pagamento será de 240 meses.

Gostou do conteúdo? Então saiba mais sobre financiamentos: Confira o guia completo sobre financiamento imobiliário!

O que achou disso?

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui