Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisFinanciamento: entenda qual a taxa de juros ideal

    Financiamento: entenda qual a taxa de juros ideal

    0
    (0)

    Você provavelmente já fez algum financiamento. Mas na hora que fechou o negócio, você se perguntou qual era a taxa de juros ideal para o seu bolso ou aceitou a primeira proposta oferecida?

    Esse questionamento pode ser a chave para o seu planejamento financeiro dar certo! Afinal, o financiamento funciona como um empréstimo e muitos esquecem que existem parcelas durante um período determinado e os juros interferem diretamente no seu valor e no custo final.

    Contudo, é importante destacar que existem três tipos de taxa de juros que você precisa conhecer. São elas:

    • Nominal: são os juros que vêm informados no contrato. Por exemplo, um contrato de financiamento informa que os juros são de 9% ao ano, mas o reajuste das parcelas é feito mensalmente;
    • Real: é a taxa de juros nominal corrigida pela inflação do período;
    • Efetiva: é a taxa efetivamente paga; assim, se a taxa efetiva é de 1% ao mês, ela será reajustada em 1% ao mês.

    + Entenda o que é taxa de juros e como funciona

    Quais são os juros no Brasil hoje?

    Para saber qual é a taxa de juros ideal, você deve ter em mente que a taxa Selic hoje está em 11,75% ao ano. Esse valor foi definido no dia 16 de março na reunião do Copom, que aumentou a taxa de 10,75% para 11,75% ao ano.

    Com base nesse cenário, o Brasil lidera o ranking de 37 países do Necton Investimentos das maiores taxas de juros do mundo. Afinal, a taxa de juros real brasileira projetada para o fim de 2022 está atualmente na casa dos 6,5%, caso as projeções para inflação e taxa Selic se mantenham.

    Depois da última ata do Banco Central estimando que a inflação deve continuar alta, o mercado financeiro prevê que a taxa básica de juros, a Selic, deve terminar o ano em 12,25%. Antes, o previsto era 11,75%.

    Como a Selic afeta o financiamento e a taxa de juros dos empréstimos?

    Você já entendeu que o financiamento e os empréstimos andam lado a lado com a taxa de juros. Na prática, com uma Selic mais baixa, outras taxas tendem a cair também. O crédito fica mais barato.

    Por isso, uma dica é ficar de olho no movimento de queda, o que não acontece desde o início de 2021.

    Afinal, a queda pode ser uma oportunidade para a compra do bem desejado ou o melhor momento para conseguir crédito. E, claro, a taxa de juros ideal fica mais baixa.

    + Entenda como calcular juros simples com passo a passo

    Como conseguir a taxa de juros ideal?

    Um dos principais motivos que fazem muita gente ter medo de entrar em um financiamento são as taxas de juros. Mas nem toda proposta de crédito é tão assustadora assim.

    Mas como saber se a opção que você escolheu possui a taxa de juros ideal? De modo geral, há um consenso no mercado de que o comprometimento de renda ideal para qualquer financiamento é de, no máximo, 30%.

    Isso significa que, se você recebe R$3.000,00 por mês, a parcela não poderá passar dos R$900 mensais.

    Portanto, se você é o tipo de pessoa que quer colocar a vida financeira em ordem, considere planejar o seu orçamento com esse máximo de gasto.

    Essa atitude será fundamental para evitar os juros por atraso e a possibilidade de prejudicar o seu crédito na praça.

    Calculadora e caneta em cima de vários boletos e papéis de contas
    O ideal é que o comprometimento de renda ideal para qualquer financiamento é de, no máximo, 30%

    Portabilidade de financiamento

    Você solicitou um financiamento, mas percebeu que não irá conseguir arcar com as parcelas mensais ou que a taxa de juros está superior a outras modalidades?

    Saiba que você não precisa ficar preso a um empréstimo que não é vantajoso. Com a portabilidade de crédito é possível transferir sua dívida para outra instituição financeira com condições melhores. Ou seja, uma taxa de juros ideal.

    A operação é um direito do consumidor e tem o objetivo de oferecer condições mais justas ao brasileiro, que ainda paga caro em muitas linhas de crédito por falta de informação.

    Portanto, a instituição financeira tem a obrigação de fornecer todas as informações no prazo de um dia útil. Caso se negue, o cliente pode registrar uma reclamação junto à Ouvidoria do Banco ou no Banco Central.

    Gostou do artigo? Deseja descobrir a taxa de juros ideal, veja a calculadora de juros sobre um valor do FinanceOne!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisFinanciamento: entenda qual a taxa de juros ideal

    Financiamento: entenda qual a taxa de juros ideal

    0
    (0)

    Você provavelmente já fez algum financiamento. Mas na hora que fechou o negócio, você se perguntou qual era a taxa de juros ideal para o seu bolso ou aceitou a primeira proposta oferecida?

    Esse questionamento pode ser a chave para o seu planejamento financeiro dar certo! Afinal, o financiamento funciona como um empréstimo e muitos esquecem que existem parcelas durante um período determinado e os juros interferem diretamente no seu valor e no custo final.

    Contudo, é importante destacar que existem três tipos de taxa de juros que você precisa conhecer. São elas:

    • Nominal: são os juros que vêm informados no contrato. Por exemplo, um contrato de financiamento informa que os juros são de 9% ao ano, mas o reajuste das parcelas é feito mensalmente;
    • Real: é a taxa de juros nominal corrigida pela inflação do período;
    • Efetiva: é a taxa efetivamente paga; assim, se a taxa efetiva é de 1% ao mês, ela será reajustada em 1% ao mês.

    + Entenda o que é taxa de juros e como funciona

    Quais são os juros no Brasil hoje?

    Para saber qual é a taxa de juros ideal, você deve ter em mente que a taxa Selic hoje está em 11,75% ao ano. Esse valor foi definido no dia 16 de março na reunião do Copom, que aumentou a taxa de 10,75% para 11,75% ao ano.

    Com base nesse cenário, o Brasil lidera o ranking de 37 países do Necton Investimentos das maiores taxas de juros do mundo. Afinal, a taxa de juros real brasileira projetada para o fim de 2022 está atualmente na casa dos 6,5%, caso as projeções para inflação e taxa Selic se mantenham.

    Depois da última ata do Banco Central estimando que a inflação deve continuar alta, o mercado financeiro prevê que a taxa básica de juros, a Selic, deve terminar o ano em 12,25%. Antes, o previsto era 11,75%.

    Como a Selic afeta o financiamento e a taxa de juros dos empréstimos?

    Você já entendeu que o financiamento e os empréstimos andam lado a lado com a taxa de juros. Na prática, com uma Selic mais baixa, outras taxas tendem a cair também. O crédito fica mais barato.

    Por isso, uma dica é ficar de olho no movimento de queda, o que não acontece desde o início de 2021.

    Afinal, a queda pode ser uma oportunidade para a compra do bem desejado ou o melhor momento para conseguir crédito. E, claro, a taxa de juros ideal fica mais baixa.

    + Entenda como calcular juros simples com passo a passo

    Como conseguir a taxa de juros ideal?

    Um dos principais motivos que fazem muita gente ter medo de entrar em um financiamento são as taxas de juros. Mas nem toda proposta de crédito é tão assustadora assim.

    Mas como saber se a opção que você escolheu possui a taxa de juros ideal? De modo geral, há um consenso no mercado de que o comprometimento de renda ideal para qualquer financiamento é de, no máximo, 30%.

    Isso significa que, se você recebe R$3.000,00 por mês, a parcela não poderá passar dos R$900 mensais.

    Portanto, se você é o tipo de pessoa que quer colocar a vida financeira em ordem, considere planejar o seu orçamento com esse máximo de gasto.

    Essa atitude será fundamental para evitar os juros por atraso e a possibilidade de prejudicar o seu crédito na praça.

    Calculadora e caneta em cima de vários boletos e papéis de contas
    O ideal é que o comprometimento de renda ideal para qualquer financiamento é de, no máximo, 30%

    Portabilidade de financiamento

    Você solicitou um financiamento, mas percebeu que não irá conseguir arcar com as parcelas mensais ou que a taxa de juros está superior a outras modalidades?

    Saiba que você não precisa ficar preso a um empréstimo que não é vantajoso. Com a portabilidade de crédito é possível transferir sua dívida para outra instituição financeira com condições melhores. Ou seja, uma taxa de juros ideal.

    A operação é um direito do consumidor e tem o objetivo de oferecer condições mais justas ao brasileiro, que ainda paga caro em muitas linhas de crédito por falta de informação.

    Portanto, a instituição financeira tem a obrigação de fornecer todas as informações no prazo de um dia útil. Caso se negue, o cliente pode registrar uma reclamação junto à Ouvidoria do Banco ou no Banco Central.

    Gostou do artigo? Deseja descobrir a taxa de juros ideal, veja a calculadora de juros sobre um valor do FinanceOne!

    O que achou disso?

    Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?