Halving: conheça o evento que promete altos lucros com criptomoedas

Escrito por: Camila Miranda em 12 de maio de 2020

Se você acompanha o mercado financeiro, com certeza já ouviu falar sobre os investimentos em criptomoeda e bitcoin, certo? E também já deve ter lido sobre a expressão halving. 

Mas se você está chegando ao universo das aplicações financeiras agora, não tem problema. Vamos explicar sobre o halving, evento que promete altos lucros para quem quer investir em criptomoedas.

Quem sabe, assim, você começa um novo investimento, não é mesmo? A seguir, confira o que é, como foi o último halving e de que maneira você pode se preparar para o próximo. 

Bitcoin
Entenda o que é o evento halving e como ele pode afetar o valor de bitcoin

O que é o evento halving?

Assim como as Olímpiadas, o halving ocorre a cada quatro anos e tem como finalidade a diminuição da oferta de bitcoin, dando início a uma nova onda de valorização do ativo. O evento deste ano ocorreu na segunda-feira, 11 de maio. 

Esse acontecimento foi criado em 2008 por um programador anônimo, conhecido apenas como Satoshi Nakamoto. E os grandes protagonistas do halving são os mineradores, pois são eles os responsáveis por validar as transações realizadas com criptomoeda. 

Essas transações são utilizadas por meio de placas que mantém todas as operações em total segurança. Além disso, há recompensas pelos serviços. E são essas recompensas que sofrem ajustes a cada quatro anos. 

Exemplificando de uma maneira mais fácil. Quando um halving acontece significa que o número de moedas oferecidas vai cair pela metade. Ou seja, se a cada dez minutos um bitcoin estiver em 12,5 ele vai baixar para 6,25 bictoins no dia do evento. 

Portanto, com uma decaída da oferta e demanda cada vez maior pelo ativo, o fenômeno halving é um verdadeiro gatilho para a alta da moeda. 

+ O que é criptomoeda, para que serve e como investir
+ Tudo o que você precisa saber sobre criptomoeda
+ Como identificar fraudes com criptomoedas 

Como foram as últimas edições do evento?

O fenômeno já ocorreu duas vezes. A primeira vez foi em 2012. Nessa época, o mundo das criptomoedas era bastante diferente com o que estamos vivendo agora.

Um exemplo disso é que, hoje, temos diversas opções disponíveis no mercado, enquanto em 2012 eram menos de cinco criptomoedas conhecidas pelo público.

Os primeiros efeitos, no entanto, começam ser percebidos aproximadamente seis meses antes do primeiro evento. O bitcoin foi de US$5 para US$12.

Já em 2016, segunda vez do halving, o cenário estava mais parecido com o conhecemos hoje. O bitcoin ficou mais valorizado no mercado nesse ano, além da oferta de variadas criptomoedas disponíveis.

No segundo evento, o bitcoin também começou a disparar seis meses antes. E, um ano e meio depois, a moeda atingiu uma cotação em torno de US$ 20 mil.

Porém, por incrível que pareça, no mesmo período a moeda digital de Sakamoto não teve o melhor desempenho entre as criptomoedas.

Isso aconteceu devido ao crescimento de outras moedas digitais, que conseguiram colher frutos da valorização com a ascensão do bitcoin.

As criptomoedas Tron e Neo, por exemplo, são moedas que cresceram no mercado. Ou seja, quem investiu se deu bem, não é?

É possível se preparar para o próximo halving?

Agora que você já sabe como funciona o halving e como foram os últimos dois eventos, você deve estar se perguntando: “é possível me preparar para o próximo?”

Não há como negar que o evento é uma boa alternativa para quem quer lucrar investindo em criptomoedas.

Além disso, a crise econômica —  que cresceu ainda mais com a pandemia do coronavírus —  também pode estar acelerando a consideração do bitcoin como forma de investimento.

Portanto, é possível sim se preparar para o próximo halving. Todavia, não é necessário esperar o evento chegar para começar a captar dinheiro, pois tanto o bitcoin como outras criptomoedas passam por uma elevação antes do evento.

Este período pode ser uma grande chance para você garantir uma fatia ainda maior quando o terceiro evento de valorização acontecer.

Mas, lembre-se: diversificar seus investimentos e enxergar outras oportunidades em moedas digitais pode ser uma diferença na sua vida financeira.

Gostou do nosso conteúdo? Se a sua resposta foi sim, que tal continuar a visita nosso site? Separamos um texto sobre como cuidar da vida financeira.

Camila Miranda

Jornalista com experiências em jornal impresso, webjornalismo e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalha com produção de conteúdo e gerenciamento de mídias sociais.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

Retrospectiva 2018
Bitcoin Cash
Mineração de criptomoedas
criptomoeda
O bitcoin é uma das principais criptomoedas