Mais
    InícioNotíciasFinanças PessoaisIR 2022: saiba como escolher entre a declaração conjunta ou separada

    IR 2022: saiba como escolher entre a declaração conjunta ou separada

    5
    (2)

    Você é casado ou casada? Sabia que é possível fazer a declaração do o Imposto de Renda (IR 2022) de maneira conjunta ou separada?

    O que é mais vantajoso? A resposta é depende da realidade de cada casal, das receitas e despesas dedutíveis que possuem.

    Contudo, antes da escolha, o ideal é que os contribuintes simulem três declarações distintas. Inicialmente, preencha o documento de um dos cônjuges. Depois, o de outro. E, por fim, o conjunto.

    “É necessário analisar caso a caso, pois tudo depende da realidade de cada casal, da família que constituíram, das receitas e despesas dedutíveis que possuem”, disse o presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis do Rio de Janeiro (Sescon-RJ), Lúcio Fernandes.

    Ao fazer os cálculos, o contribuinte deve estar atento à soma dos rendimentos do companheiro à renda do titular, que precisa ser lançada na declaração se a escolha for pelo modelo conjunto. Se decidir declarar separadamente, pode dividir os dependentes ou informar todos eles em apenas um dos documentos.

    Um fator importante é que o contribuinte não precisa manter o mesmo modelo do ano anterior.

    A Receita Federal permite que o cidadão opte por variar a cada ano pelo que lhe for mais conveniente. Tanto casais heteroafetivos quanto homoafetivos podem apresentar a declaração conjunta.

    Para entender qual a melhor opção, vamos explicar como funciona cada uma. Contudo, lembre-se que o prazo final de entrega da Declaração de IR 2022 foi adiado de 29 de abril para o dia 31 de maio.

    Como funciona cada declaração do IR 2022?

    Para identificar a melhor maneira, a que tenha maior vantagem fiscal para os cônjuges na hora de declarar o IR 2022, é preciso analisar as receitas e despesas dedutíveis. Portanto, confira cada opção:

    1- Em conjunto

    Quando o casal opta por declarar em conjunto, um será o titular da ação e o outro será classificado como dependente. A renda de ambos serão somadas, assim como todas as despesas dedutíveis previstas em lei, como gastos com saúde, educação, filho, entre outros.

    A base do cálculo do IR anual será a diferença entre os dois valores. Sobre esse número, você deverá aplicar a tabela progressiva do Imposto de Renda. Do valor apurado, também se deduz todo o imposto retido na fonte em 2021. Essa informação consta nos informes de rendimento do casal.

    Na modalidade em conjunto, a renda pode levar a declaração para uma faixa de tributação mais elevada.

    Mas, por outro lado, a soma das despesas dedutíveis dos dependentes, como cônjuge e filhos, pode proporcionar uma base de cálculo do IR 2022 menor, resultando na redução do imposto a ser pago.

    Além disso, esse tipo de declaração também pode proporcionar um aumento do valor da restituição.

    Vale dizer que, em relação ao dependente, deve-se declarar: renda, bens e direitos, valores em contas bancárias acima de R$140 no último dia do ano anterior, investimentos, dívidas, heranças, doações e outros tipos de rendimentos.

    Dessa maneira, para realizar a declaração conjunta, é preciso que:

    • As pessoas são oficialmente casadas;
    • O casal vive em união estável há mais de cinco anos;
    • O casal possui filhos em comum, independente do tempo de convivência ou se a relação é formal;
    IR 2021
    O prazo final de entrega da declaração de IR 2022 foi adiado de 29 de abril para o dia 31 de maio

    Contudo, o cônjuge precisa ter renda tributável, caso contrário, a declaração não pode ser feita em conjunto. As mesmas regras valem para relações homoafetivas, desde que comprovadas por meio de contrato registrado em cartório ou por acordo judicial.

    Sendo assim, vale dizer que na declaração conjunta, quem declara tem direito a uma dedução no valor de R$2.275,08 por cada dependente incluído no seu Imposto de Renda (IR).

    + Como aumentar a restituição do Imposto de Renda

    2 – Em separado

    Quanto maior a renda tributável, maior costuma ser a necessidade de deduzir despesas para diminuir a base de cálculo do IR. Este é um ponto que o casal precisa se atentar.

    Quando o casal opta por declarar o IR 2022 separadamente, cada membro preenche seu próprio formulário. Mas, o casal precisa decidir em qual declaração os filhos entrarão como dependentes. Eles não podem ser inseridos nas duas declarações.

    Quando o casal possui mais de um filho, a receita autoriza dividi-los entre as duas declarações para favorecer o casal.

    Geralmente os salários de cada membro do casal é diferente e estão em alíquotas distintas da tabela do IR. Nesta situação, inclua os filhos (e suas respectivas despesas dedutíveis) na declaração do membro do casal que ganha mais, para obter um abatimento maior de imposto.

    Gostou do artigo? Confira o guia completo para declarar o Imposto de Renda.

    Colaboração: Isabella Mercedes

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?

    Rafael Massadar
    Rafael Massadar
    Carioca, amante de esportes e de viagens. Escolhi o jornalismo porque ele vive pelo mundo e conta histórias de pessoas e realidades distintas. Tenho experiência em redação e assessoria de imprensa. Atualmente, trabalho numa agência de marketing digital.

    Artigos Relacionados

    Assine nossa newsletter!

    Páginas Populares

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    InícioNotíciasFinanças PessoaisIR 2022: saiba como escolher entre a declaração conjunta ou separada

    IR 2022: saiba como escolher entre a declaração conjunta ou separada

    5
    (2)

    Você é casado ou casada? Sabia que é possível fazer a declaração do o Imposto de Renda (IR 2022) de maneira conjunta ou separada?

    O que é mais vantajoso? A resposta é depende da realidade de cada casal, das receitas e despesas dedutíveis que possuem.

    Contudo, antes da escolha, o ideal é que os contribuintes simulem três declarações distintas. Inicialmente, preencha o documento de um dos cônjuges. Depois, o de outro. E, por fim, o conjunto.

    “É necessário analisar caso a caso, pois tudo depende da realidade de cada casal, da família que constituíram, das receitas e despesas dedutíveis que possuem”, disse o presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis do Rio de Janeiro (Sescon-RJ), Lúcio Fernandes.

    Ao fazer os cálculos, o contribuinte deve estar atento à soma dos rendimentos do companheiro à renda do titular, que precisa ser lançada na declaração se a escolha for pelo modelo conjunto. Se decidir declarar separadamente, pode dividir os dependentes ou informar todos eles em apenas um dos documentos.

    Um fator importante é que o contribuinte não precisa manter o mesmo modelo do ano anterior.

    A Receita Federal permite que o cidadão opte por variar a cada ano pelo que lhe for mais conveniente. Tanto casais heteroafetivos quanto homoafetivos podem apresentar a declaração conjunta.

    Para entender qual a melhor opção, vamos explicar como funciona cada uma. Contudo, lembre-se que o prazo final de entrega da Declaração de IR 2022 foi adiado de 29 de abril para o dia 31 de maio.

    Como funciona cada declaração do IR 2022?

    Para identificar a melhor maneira, a que tenha maior vantagem fiscal para os cônjuges na hora de declarar o IR 2022, é preciso analisar as receitas e despesas dedutíveis. Portanto, confira cada opção:

    1- Em conjunto

    Quando o casal opta por declarar em conjunto, um será o titular da ação e o outro será classificado como dependente. A renda de ambos serão somadas, assim como todas as despesas dedutíveis previstas em lei, como gastos com saúde, educação, filho, entre outros.

    A base do cálculo do IR anual será a diferença entre os dois valores. Sobre esse número, você deverá aplicar a tabela progressiva do Imposto de Renda. Do valor apurado, também se deduz todo o imposto retido na fonte em 2021. Essa informação consta nos informes de rendimento do casal.

    Na modalidade em conjunto, a renda pode levar a declaração para uma faixa de tributação mais elevada.

    Mas, por outro lado, a soma das despesas dedutíveis dos dependentes, como cônjuge e filhos, pode proporcionar uma base de cálculo do IR 2022 menor, resultando na redução do imposto a ser pago.

    Além disso, esse tipo de declaração também pode proporcionar um aumento do valor da restituição.

    Vale dizer que, em relação ao dependente, deve-se declarar: renda, bens e direitos, valores em contas bancárias acima de R$140 no último dia do ano anterior, investimentos, dívidas, heranças, doações e outros tipos de rendimentos.

    Dessa maneira, para realizar a declaração conjunta, é preciso que:

    • As pessoas são oficialmente casadas;
    • O casal vive em união estável há mais de cinco anos;
    • O casal possui filhos em comum, independente do tempo de convivência ou se a relação é formal;
    IR 2021
    O prazo final de entrega da declaração de IR 2022 foi adiado de 29 de abril para o dia 31 de maio

    Contudo, o cônjuge precisa ter renda tributável, caso contrário, a declaração não pode ser feita em conjunto. As mesmas regras valem para relações homoafetivas, desde que comprovadas por meio de contrato registrado em cartório ou por acordo judicial.

    Sendo assim, vale dizer que na declaração conjunta, quem declara tem direito a uma dedução no valor de R$2.275,08 por cada dependente incluído no seu Imposto de Renda (IR).

    + Como aumentar a restituição do Imposto de Renda

    2 – Em separado

    Quanto maior a renda tributável, maior costuma ser a necessidade de deduzir despesas para diminuir a base de cálculo do IR. Este é um ponto que o casal precisa se atentar.

    Quando o casal opta por declarar o IR 2022 separadamente, cada membro preenche seu próprio formulário. Mas, o casal precisa decidir em qual declaração os filhos entrarão como dependentes. Eles não podem ser inseridos nas duas declarações.

    Quando o casal possui mais de um filho, a receita autoriza dividi-los entre as duas declarações para favorecer o casal.

    Geralmente os salários de cada membro do casal é diferente e estão em alíquotas distintas da tabela do IR. Nesta situação, inclua os filhos (e suas respectivas despesas dedutíveis) na declaração do membro do casal que ganha mais, para obter um abatimento maior de imposto.

    Gostou do artigo? Confira o guia completo para declarar o Imposto de Renda.

    Colaboração: Isabella Mercedes

    O que achou disso?

    Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

    Seja o primeiro a avaliar este post.

    Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

    Diga-nos, como podemos melhorar?