Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

“Não perturbe”: como fazer o bloqueio de telemarketing

Escrito por: Rafael Massadar em 31 de julho de 2019

O bloqueio de telemarketing já começou a valer. As principais operadoras de telecomunicações do país lançaram a plataforma digital do Cadastro Nacional de “Não Perturbe”.

O site é um canal no qual podem se cadastrar pessoas que não desejam mais receber chamadas de telemarketing dos serviços de telefonia, de dados e de TV paga.

bloqueio de telemarketing

Para deixar de receber essas chamadas, o consumidor deve preencher o formulário de inscrição na plataforma.

A suspensão das chamadas pelas empresas de telecomunicações ocorrerá em até 30 dias, contados da data do cadastramento.

A lista é única e agrega as principais empresas do setor: Algar, Claro/Net, Nextel, Oi, Sercomtel, Sky, TIM e Vivo.

As empresas que não cumprirem o pedido do consumidor podem ser multadas em até R$ 50 milhões.

De acordo com a Anatel, de janeiro de 2016 a junho de 2019 foram registradas 86.493 reclamações referentes a ligações indesejadas.

Segundo a agência, a lista do “Não me perturbe” vale para todo o Brasil e não substitui os cadastros geridos por Procons em algumas Unidades da Federação.

Como realizar o bloqueio de telemarketing

Para realizar o bloqueio de telemarketing, você precisa acessar o site “Não Perturbe” e fazer o cadastro com nome, e-mail, CPFsenha e seu número.

Feito isso, logo em seguida, o site diz que um e-mail de confirmação foi enviado para a sua caixa de entrada.

Vá novamente em Cadastro > Solicitar bloqueio, e entre com o e-mail e a senha que você cadastrou. Uma página para você incluir seu número e as empresas que você quer bloquear aparecerá.

Depois de incluir, as chamadas deverão ser bloqueadas em até 30 dias.

bloqueio de telemarketing

Site permite evitar ligações de telemarketing de qualquer empresa

Depois do sucesso do bloqueio de telemarketing, a Fundação Procon de São Paulo resolveu iniciar uma pesquisa a respeito de seu serviço “Não me ligue”.

Trata-se de um site que permite aos usuários bloquear chamadas de telemarketing de qualquer empresa. Com exceção de ONGs e demais entidades filantrópicas.

O “Não me Ligue” é gratuito para o usuário. No entanto, pode render multas de quase R$ 10 milhões para quem desrespeitá-lo.

De acordo com o Procon-SP, após 30 dias da inscrição no site, as empresas estarão proibidas de ligar nos números inseridos pelos usuários.

Após se cadastrar, o consumidor recebe uma senha por e-mail. Com ela, é possível excluir e incluir telefones.

O número cadastrado fica bloqueado por prazo indeterminado. No entanto, é possível cancelar o bloqueio a qualquer momento.

Se continuar sendo importunado, o consumidor deve acessar o cadastro e informar os números ao Procon-SP, que pode multar a companhia citada.

Outros estados também possuem cadastros de bloqueio

– Alagoas – naoperturbe.itec.al.gov.br

– Ceará – wapp.mpce.mp.br/DeconAntiMarketing

– Distrito Federal – merespeite.procon.df.gov.br

– Espírito Santo – sistemas.es.gov.br/procon/bloqueiotelef

– Goiás – proconweb.ssp.go.gov.br

– Maranhão – www.procon.ma.gov.br/bloqueio-de-telemarketing-2

– Mato Grosso do Sul – www.bloqtel.ms.gov.br/bloqueioAcesso.aspx

– Minas Gerais – aplicacao.mpmg.mp.br/proconbloqueio

– Paraíba – naoperturbe.procon.pb.gov.br

– Paraná – www.bloqueio.procon.pr.gov.br

– Rio Grande do Sul – www.proconbloqueio.rs.gov.br

– Santa Catarina – bloqueiotelemarketing.procon.sc.gov.br

Se você mora em Natal, no Rio Grande do Norte, pode solicitar o bloqueio de telemarketing no endereço www.natal.rn.gov.br/bloqueiotelmkt.

Brasileiros são os que mais recebem mensagens e ligações indesejadas

Ligações automáticas e mensagens de texto com publicidade indesejadas são problemas enfrentados pela maioria dos brasileiros.

É o que aponta a pesquisa realizada pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) por meio da plataforma consumidor.Gov.Br.

O levantamento revelou que 92,5% das pessoas relataram o recebimento de ligações indesejadas.

Do total de ligações, o estudo explana que quase metade é originada por robôs e mais de 56% são ofertas de serviços de telecomunicações.

Não por acaso, o Brasil é a nação mais afetada por esse tipo de ligação incômoda. É o que aponta o relatório do aplicativo de bloqueio de chamadas Truecaller.

Em 2017, a Índia liderava o ranking, com o usuário médio do Truecaller recebendo 22,6 ligações de spam por mês. Os Estados Unidos estavam empatados com o Brasil em segundo lugar, com 20,7.

Em 2018, no entanto, enquanto a Índia foi de 22,6 para 22,3 chamadas de spam por mês, os EUA viram uma redução ainda maior: de 20,7 para 16,9.

Já o Brasil viu seu número quase que dobrar, indo para 37,5 ligações de spam recebidas por mês por usuários do aplicativo.

Alguns dados do relatório do Truecaller ajudam a explicar o salto. Segundo a empresa, as chamadas de telemarketing dispararam no Brasil neste ano.

Em 2017, esse tipo de ligação representava 12% dos principais responsáveis por spam. Já em 2018, esse número foi para 36%.

O Truecaller indica que, com as eleições de 2018, o número de reclamações também aumentou. No entanto, o grande vilão das chamadas de spam segue sendo justamente as operadoras de telefonia celular.

De acordo com o relatório, elas lideraram o ranking de principais spammers do país, com 33%, e aparecem também no topo do pódio em 2018, com 32%.

Rafael Massadar

Jornalista com experiência em redação com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Transmídia. Atualmente trabalho como assessor de imprensa.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

7 dicas para economizar dinheiro no dia a dia
vender-imóvel-financiado-pelo-Minha-Casa-Minha-Vida
férias de fim de ano
Dicas para economizar no supermercado
Seu cartão de crédito vale a pena? Saiba avaliar