InícioNotíciasEconomiaComo funciona o "Não Perturbe" dos bancos

Como funciona o “Não Perturbe” dos bancos

0
(0)

Desde 2020 está funcionando o site “Não me Perturbe”, que faz parte do sistema de autorregulação de oferta de crédito consignado, parceria entre a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e a Associação Brasileira de Bancos (ABBC).

Mas você sabe o que é isso?

O objetivo é acabar com as ligações telefônicas oferecendo crédito consignado para seus clientes e aposentados. Na prática, o consumidor tem a liberdade para escolher se quer ou não receber ofertas desse tipo de empréstimo.

A plataforma Não Perturbe funciona de maneira semelhante à lista para ligações de telemarketing, adotada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Ou seja, os clientes bancários e aposentados cadastram o número do telefone no site https://www.naomeperturbe.com.br/ e os bancos têm 30 dias para não ligarem mais com oferta de crédito.

Além do sistema de bloqueio para ligações indesejadas, o Sistema de Autorregulação de Operações de Empréstimo Pessoal e Cartão de Crédito tem uma base de dados para o monitorar reclamações motivadas pela oferta inadequada do produto.

Trinta dias após realizado o cadastro do telefone fixo ou móvel no sistema, os bancos e correspondentes por eles contratados não podem fazer nenhuma oferta de operação de crédito consignado. O bloqueio valerá por um ano.

E o cliente ainda pode escolher se bloqueia instituições financeiras específicas ou todo um segmento, como o setor bancário e/ou telecomunicações, por exemplo.

Bancos que já aderiram ao “Não Perturbe”

As mais de 20 instituições que aderiram ao “Não Perturbe” correspondem a mais de 90% do volume de crédito consignado de bancos em todo o país. A adesão à autorregulação foi voluntária por parte de todas elas. Participam do sistema:

Uma mulher e um homem mexendo no celular para cadastro no "não perturbe"
Função “não perturbe” visa evitar ligações indesejadas para clientes bancários

Quase 150 mil aposentados e pensionistas do país que relatam casos de possíveis práticas abusivas de empresas financeiras podem se beneficiar com o Não Perturbe. Os dados são do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

Segundo o INSS, houve aumento entre os anos de 2017 e 2018. Elas passaram de 63.404 reclamações para 75.529. Já em 2019, nos primeiros três meses, por exemplo, já foram 10.867 manifestações de aposentados e pensionistas.

Todos relatando que bancos e instituições financeiras ligaram oferecendo crédito consignado.

Ligações de telemarketing já podem ser bloqueadas

Os consumidores já podem bloquear ligações de telemarketing de operadoras de telefonia móvel, fixa, internet e TV por assinatura. Para isso, é necessário se cadastrar em uma lista nacional do site “Não Perturbe”.

Ao acessar a página, o usuário poderá:

  • Consultar se seu número já está cadastrado;
  • Cadastrar seu número para ser bloqueado;
  • Solicitar desbloqueio e voltar receber ligações de empresas de telemarketing

Ao fazer a inclusão no cadastro, o cliente poderá escolher a operadora ou o tipo de serviço sobre o qual não quer receber ligações comerciais. As empresas listadas são: Net, Claro, Sky, Tim, Oi, Nextel, Vivo, Algar Telecom e Sercomtel.

No entanto, o usuário vai precisar informar o nome completo, CPF e e-mail para criar um login e senha de acesso.

O prazo para o bloqueio efetivo das ligações, após o recebimento da solicitação, é de 30 dias corridos. Caso o período ainda não tenha encerrado é necessário aguardar.

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe com seus amigos e deixe um comentário!

O que achou disso?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este assunto não tenha sido útil para você!

Diga-nos, como podemos melhorar?

Assine nossa newsletter!

Páginas Populares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui