Veja a cotação do Dólar Hoje, Euro hoje e Bitcoin hoje.

Natal deve movimentar R$53,5 bilhões, aponta pesquisa

Escrito por: Mateus Carvalho em 9 de novembro de 2018

Falta pouco mais de um mês para o Natal. E é nessa época que as pessoas começam a se preparar para comprar os presentes. A previsão é de que nesse ano o Natal movimente R$53,5 bilhões em compras, de acordo com uma pesquisa divulgada no último dia 8.

O estudo foi realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL). Isso mostra que apesar da lenta recuperação da economia no país e do ambiente de incertezas, grande parte dos brasileiros vão às compras neste Natal.

O Natal deve movimentar R$53,5 bilhões, fazendo com que o desempenho do varejo fique estável em relação ao ano passado. Isso porque em 2017, a previsão do SPC era de R$51,2 bilhões na economia. Ainda espera-se que mais de 110,1 milhões de consumidores comprem presentes para alguém no Natal.

Natal deve movimentar R$53,5 bilhões
De acordo com pesquisa o Natal deve movimentar R$53,5 bilhões

Dessa forma, 72% dos brasileiros planejam comprar presentes para terceiros no Natal. Esse número se mantém elevado principalmente nas classes A e B, com 83%. Somente 9% dos entrevistados disseram que não vão presentear. Sendo 26% porque não gostam ou não têm o costume, 23% por estarem desempregados e 17% por não terem dinheiro. Além de 19% ainda não terem se decidido.

Pela avaliação de Roque Pellizzaro Junior, presidente do SPC Brasil, essa injeção de volume de recursos na economia reforça o porquê de a data ser a mais aguardada do ano para o comércio e consumidores.

“Embora o cenário econômico atual não esteja tão favorável, a expectativa positiva para o Natal dá indícios sobre a disposição dos brasileiros em consumir.”

Consumidores devem gastar em média R$116 por presente

A pesquisa realizada pelo SPC e CNDL também apontou que, em média, os consumidores pretendem comprar entre quatro e cinco presentes. Além disso, o valor médio em cada um desses itens será de R$155,90. Sendo esse valor maior entre os homens, com R$136,51.

Outro dado apontado pelo levantamento é que o número de pessoas que pretendem desembolsar entre R$101 e R$200 com presentes cresceu na comparação com o ano anterior. Esse número passou de 10% para 16%. O percentual chega a mais de um terço (33%) na faixa acima de 55 anos.

Porém, há uma parcela considerável de brasileiros que ainda não definiu qual será o valor a ser desembolsado. A pesquisa sugere a disposição de consumo dos entrevistados. Quase um terço (27%) que comprou presentes em 2017 vão gastar um valor superior neste ano. Uma alta de oito pontos percentuais na comparação com o ano anterior.

Outros 30% dos brasileiros planejam gastar a mesma quantia, já 22% pretendem gastar menos. Considerando que o Natal deve movimentar R$53,5 bilhões, 29% dos brasileiros vão comprar um presente melhor. Enquanto 25% reclamaram do aumento dos preços, principalmente as pessoas das classes A e B (41%). Além disso, 22% dos consumidores economizaram ao longo do ano para poder gastar mais com presentes natalinos, em especial as mulheres, com 33%.

Aos que responderam que vão diminuir os gastos, um dos principais motivos é a situação financeira ruim. Além do orçamento apertado, representado por 34%. Já os demais 30% afirmaram que querem economizar, enquanto 14% têm outras prioridades de compra, como a casa própria. Além de 12% dos entrevistados estarem desempregados.

Maioria dos brasileiros vai pesquisar preços antes de comprar

O estudo revelou que 56% das pessoas acham que os presentes de Natal desse ano estão mais caros. Já para 28% os produtos estão na mesma faixa de preço, enquanto 6% disseram que os valores estão menores.

Uma ação que já se tornou hábito entre os brasileiros é a de pesquisar os preços antes de realizar a compra. Isso se confirma com a pesquisa, que revelou que 85% dos entrevistados adotarão essa prática pensando em economizar, e a internet (67%) será a principal aliada. Já o comércio de rua e os shoppings são os outros dois destinos de quem quer comparar os preços, com 49% e 47%, respectivamente.

Já em relação ao local escolhido para as compras de Natal, as lojas de departamento estão dividindo a preferência com as lojas virtuais neste ano. A primeira com 42%, enquanto a segunda tem 40% . Sendo que 75% dos consumidores farão metade das compras pela internet. Em segundo lugar, aparecem os shoppings, com 34%. Já as lojas de rua têm 30% da preferência.

Para a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, a internet vem se consolidando como um importante canal de vendas do país.

“Cada vez mais, os consumidores usam a rede para compras, principalmente pela comodidade e praticidade. Além da possibilidade de comparar preços e encontrar uma diversidade de produtos disponíveis.”

Viagem de natal e ano novo: já começou a planejar?

Já decidiu o destino da viagem de Natal e Ano Novo? Será uma eurotrip, um mochilão ou uma viagem de carro para um destino perto da sua casa? Independentemente do destino, sua viagem precisa de um planejamento.

A primeira coisa que você deve observar antes da viagem de Natal e Ano Novo é a data. O ideal é viajar nos fins de semana para esticar os feriados. O segundo passo é montar um bom planejamento financeiro desde já. Comece a planejar a sua viagem de natal e ano novo.

Mateus Carvalho

Jornalista formado pela Unicarioca. Atualmente, repórter da Folha Dirigida e produtor de conteúdo no FinanceOne. Já fui colaborador do Torcedores.com.

Deixe uma resposta

Precisa converter?

A calculadora de conversão do FinanceOne fornece os últimos valores cotados para diversas moedas. Acesse agora!

Converter agora

Posts relacionados

balanço da Economia
Transferência internacional
investir no mercado financeiro capa
Imposto de Renda
Investimentos para iniciantes